Utilidades

Calculadora do salário líquido 2016

Utilidades

Calculadora do salário líquido 2016

A presente calculadora do salário líquido para 2016 pode ser utilizada por funcionários do sector público ou privado e tem em conta IRS, Segurança Social, sobretaxa e pagamento em duodécimos dos subsídios (de um ou dos dois).

Calculadora de Salário Líquido 2016

Resultados

  Regular Duodécimos (%) Total
Valor Bruto
Valor sujeito a IRS e Seg. Social
Taxa de IRS  
Retenção de IRS
Segurança Social
ADSE
Sobretaxa
Remuneração Líquida

Esperamos que lhe seja útil. Como sempre, caso tenha alguma dificuldade ou encontre algum problema, por favor deixe um comentário.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

135 comentários em “Calculadora do salário líquido 2016
  1. Bom dia Pedro. Excelente simulador. Obrigado
    Só alertar, que o simulador na remuneração principal e no sector público, a ADSE faz desconto de 3% e não de 3,5%. Obrigado e felicidades ,

    1. Boa noite,

      Constatei que as retençoes na fonte nao estao de acordo com a tabela das finanças, pois ate 811€ é de 4.9% e nao de 7.9 %, estou enganado ???
      Obrigado

  2. Bom dia, eu recebo os subsídios em duodécimos na totalidade, e no simulador estar a faltar o valor da sobretaxa neste caso, dos subsídios, apenas estão a considerar no vencimento normal, fora isso os valores batem com os que já tinha simulado pessoalmente. Obrigada pela vossa dedicação em fornecer estes dados todos!

  3. Bom dia.
    Tenho uma grande dúvida.
    Vivo em união de facto há 16 anos e faço o irs com o meu companheiro há 9 anos. Sempre achei que o meu companheiro estava a descontar a mais para o IRS pois estou desempregada e não recebo subsidio de desemprego e temos um filho de 9 anos. Descobri hoje que ele esteve estes últimos 3 anos a descontar como solteiro e a diferença é realmente enorme.
    Ele trabalha há 5 anos no mesmo local mas esteve os 2 primeiros anos em empresas de trabalho temporário em que os descontos para o IRS estavam correctos mas quando passou directamente para empresa como efectivo entregou todos os nossos documentos para efectuar os descontos como casado único titular com 1 dependente mas têm vindo a fazer esses descontos como solteiro com 1 dependente. E a diferença é enorme pelo que vejo.

    Vou dar 1 exemplo de um recibo:

    Total com todos os subsídios – 988.75€
    Total depois dos descontos – 698.77€
    Total dos descontos irs e ss – 289,98€

    Descontos para a ss (11%) – total 98,04€, (74.01€ referente ao mês e 24,03€ repente am mês anterior)

    Descontos para o IRS – total 127€, (2,40% referente ao mês 16€, referente ao mês anterior 10,90% retiraram 109€ mas depois devolveram 67€ a 8,40% e ainda retiraram 2€ a 8.40% referente a 2 meses antes.

    Sobretaxa (3.5%) – total 7€, (2€ referentes ao mês anterior e 5€ do referente mês)

    No mês em que recebeu o subsidio de férias descontou quase 25% para o irs, total era 2097.05€ e com descontos recebeu 1552,39€, o total de descontos foi 544,66€. E vejo nesse recibo que descontou 2 vezes, uma referente ao mês 15,50% (186€) e outra só referente ao subsídio de férias cujo valor era 801.43€ que descontou 10% (80€).

    OBS: ele recebe imensas horas extras e subsídio de turno porque trabalha por turnos no aeroporto.
    O ordenado base é apenas 580€.
    Nos recibos existem sempre acertos referentes a meses anteriores tanto para a segurança social como para o IRS.

    A entidade empregadora não é obrigada a fazer o desconto dele como casado único titular com 1 dependente?

  4. Bom Dia,

    As novas tabelas de retenção na fonte já foram publicadas e já serão aplicadas pelas empresas no processamento dos vencimentos deste mês.
    Só falta mesmo o Simulador reflectir esta nova realidade, que apesar de tudo não é assim tão diferente da realidade de 2015.
    Trata-se do melhor simulador que já vi na Internet, por isso está mesmo de Parabéns.

    Obrigado,
    Pedro!

  5. Este simulador é muito útil, no entanto acho que deveriam meter também o campo com o número de dias trabalhados (como o simulador de 2015), visto que uma parte do subsidio de alimentação é adicionado à remuneração base e esse valor pode fazer muita diferença sobretudo na taxa de IRS. Pelo menos comigo faz, até porque estou entre 2 escalões de IRS, e é muito diferente o valor total mensal do subsidio de alimentação ser dividido por 20, 21, 22, ou 23 dias úteis, até porque tenho um valor diário de subsidio de alimentação relativamente alto.
    Cumprimentos e muito obrigado pela excelente ajuda disponibilizada em todo o site

  6. Confirmo o erro de 3% em vez de 3,5%. É sempre este valor que desconta em qualquer valor de vencimento na FP. Abraços e obrigado

  7. Boa tarde.
    Obrigado pelos temas e simuladores disponibilizados.
    Este simulador assume os descontos para a ADSE de 3% e não de 3,5%.
    Cumprimentos

  8. Boa Noite,

    Já me apercebi que o vosso Simulador tem sempre em conta 22 dias de trabalho (ie, subsídio de alimentação).
    Penso que o Simulador não calcula corretamente os Duodécimos, senão vejamos:

    Cenário – Valor Bruto 1.300€ + 6€/dia x 22 dias
    Não Casado, 0 Dependentes e Subsídio pago como remuneração

    Valor Líquido pelo simulador: 1.126,23€
    Valor Líquido pelas minhas contas: 1.125,06€

    Minhas Contas:
    Valor Bruto 1 432,00 €
    Valor Sujeito a Descontos 1 338,06 €
    Segurança Social -147,19 € (11%)
    Retenção de IRS -234,00 € (17,5%)
    Sobretaxa IRS -4,00 € (1,0%)
    Valor Líquido 1 046,81 €

    Duodécimos 108,33 €
    Segurança Social -11,92 € (11%)
    Retenção de IRS -17,83 € (16,5%)
    Sobretaxa IRS -0,33 € (1,0%)
    Valor Líquido Duodécimos 78,25 €

    TOTAL Bruto 1 540,33 €
    TOTAL Líquido 1 125,06 €

    Espero ter ajudado.

    1. Boa Noite,

      Obrigado pelo esclarecimento.
      Tenho ideia que o arredondamento por defeito à unidade no caso da retenção na fonte e sobretaxa dos duodécimos é feita tendo em conta o valor total do bolo dos subsídios e não do duodécimo em si. Isto é, 1.300€ x 16,5% = 214,50€ = 214€ (arrendondamento por defeito). Como se tratam de duodécimos dos subsídios, fica para reter na fonte mensalmente o valor de 214€/12 = 17,83€ (sem arredondamentos). E não apenas os 17€ certos. Raciocínio semelhante para a sobretaxa de IRS.
      Poderia confirmar se este raciocínio não se encontra correto?

      Obrigado!

      1. Olá.
        Diria que é um tema que não está claro. Em parte concordo consigo, mas por outro lado o que tenho visto por aí em softwares de processamento salarial aplica o arredondamento.
        De qualquer forma, a diferença máxima é de €0,99, sendo que na declaração de IRS se resolve.

    2. Boa tarde,

      a minha questão é a seguinte eu e a minha namorada vivemos em uniao de facto,ela tem um cerficado de invalidez de 60% válido até 2018. em que tabela de IRS em que nós nos encaixamos?
      Nós metemos o IRS em conjunto e ambos trabalhamos.

      Casados dois titulares?
      Casados dois titulares deficiente?

      aguardo por uma resposta pois no Recursos Humanos não nos conseguem esclarecer em relaçao a isto.

      Obrigado

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.