Carreira e Negócios

“Não defendo o teletrabalho em permanência”

Ricardo Costa, CEO do Grupo Bernardo da Costa, revela que 90% dos seus colaboradores quer voltar ao regime presencial.

Ricardo Costa, CEO do Grupo Bernardo da Costa, admite que “é duro o sentimento dentro da empresa de não nos podermos juntar”, derivado à pandemia. A empresa tem tentado encurtar distâncias através de algumas iniciativas, mas "não é a mesma coisa", admite o CEO do Grupo.  

Sobre o teletrabalho, Ricardo Costa afirma: “Acredito num sistema misto, não defendo o teletrabalho em permanência”. O responsável adianta ainda que 90% dos seus colaboradores quer voltar à empresa.

"Em sistema misto, eu acho que o teletrabalho pode ser muito positivo", aponta.

Veja ou reveja o episódio na íntegra: Conversas sem Preço com Ricardo Costa.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #conversas sem preço,
  • #cultura organizacional,
  • #empresas,
  • #liderança,
  • #teletrabalho
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)