Clínica Doutor Finanças

Workshop Doutor Finanças: Estratégias para equilibrar as suas finanças pessoais

Rita Amaral Rita Amaral , 26 Março 2019

Tem muitas prestações com créditos? Quer escolher o melhor crédito habitação? Precisa de gerir melhor o seu orçamento familiar?  

Estas e outras questões foram abordadas no workshop de finanças pessoais, no passado dia 20 de março. 

Neste workshop, falamos sobre a importância da poupança para uma vida financeira estável e como devemos estar atentos ao orçamento familiar para ajustar os custos às necessidades de cada mês e ao longo da vida. 

A pensar nisso enumeramos estratégias que o vão ajudar a equilibrar as suas finanças pessoais e familiares. 

Faça um diagnóstico: identifique as receitas e as suas despesas ao cêntimo 

Se não sabe exatamente qual é o seu salário liquido, não sabe quando é que as suas despesas caem na conta ou não sabe realmente todas as despesas fixas e variáveis que tem, puxe um papel e uma caneta. Comece por anotar todas as receitas do agregado familiar (vencimento/s, rendimentos de trabalho freelance ou outras rendas), depois passe às despesas e, uma vez anotadas, separe as fixas das variáveis. Se não se lembrar de todas, consulte os seus movimentos bancários. Vai espantar-se com alguns dos seus gastos. 

Faça um planeamento mensal do seu orçamento e cumpra-o! 

Se seguiu a primeira estratégia, então esta tarefa fica facilitada. Uma vez dividas todas as despesas, defina limites para cada categoria e não os ultrapasse. Verifique as suas despesas variáveis e avalie onde pode cortar. Quanto às despesas fixas, tente negociá-las.

Desde o contrato do ginásio aos serviços de telecomunicações ou seguros é sempre possível poupar.  Não desanime se as poupanças conseguidas lhe parecerem pouco significantes. Pequenos cortes em todos os serviços que usam, facilmente se tornam em grandes poupanças ao final do ano.  

Conheça e faça uma melhor gestão dos seus créditos atuais 

Sabia que em média cada português tem 7 créditos? Pois é, parecem muitos, mas siga o nosso raciocínio. Entre o cartão de crédito que teve de subscrever quando fez o seu crédito habitação, um crédito para o carro, um crédito pessoal, o tal imprevisto e alguns cartões de supermercado ou lojas de tecnologias ou roupa que lhe permitiam pagar em várias vezes não é difícil chegar aos 7 créditos ou mais! 

Assim, retire o seu mapa de responsabilidades do Banco de Portugal e analise todas as linhas de crédito que tem. Pondere transferir o seu crédito habitação ou mesmo consolidar os créditos pessoais que tenha. Desta forma ficará com menos encargos e poderá ganhar uma folga financeira que poderá utilizar para constituir uma poupança.  

Defina estratégias de poupança mensal 

Poupar é fundamental para fazer frente a imprevistos, ir de férias ou até mesmo investir e gerar mais poupança. Contudo, a poupança não deve ser encarada como o montante que lhe sobra ao final do mês.

Sim, como um compromisso que tem consigo mesma. Assim, comece o mês por esse pagamento. Pague-se a si mesma primeiro. Defina um montante e escolha não o utilizar a não ser que tenha um fim para o mesmo. Ao final de um tempo, vai conseguir certamente fazer aquela viagem com que sonha há imenso tempo ou fazer as obras que a sua casa precisa.   

Não se esqueça, pague-se a si primeiro! 

O Workshop Doutor Finanças

O workshop do Doutor Finanças contou com a presença de 15 pessoas e decorreu na Clínica de Finanças Pessoais, no Saldanha, em Lisboa. Agradecemos a todos os presentes e esperemos que o workshop tenha correspondido às expectativas.

Veja abaixo algumas fotografias do workshop.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #Clínica Doutor Finanças,
  • #finanças pessoais,
  • #workshop clinica doutor financas

Deixar uma resposta