Crédito Habitação

Comparar créditos habitação: spread, TAN e TAE

Neste artigo, vamos abordar a comparação do crédito habitação com base na comparação do spread, da TAN (Taxa Anual Nominal) e da TAE (Taxa Anual Efectiva).

Crédito Habitação

Comparar créditos habitação: spread, TAN e TAE

Neste artigo, vamos abordar a comparação do crédito habitação com base na comparação do spread, da TAN (Taxa Anual Nominal) e da TAE (Taxa Anual Efectiva).

Depois da análise das características base, hoje abordo a comparação do crédito habitação com base na comparação do spread, da TAN (Taxa Anual Nominal) e da TAE (Taxa Anual Efectiva). Fique a conhecer os conceitos e saiba como escolher melhor as suas opções de crédito.

Pedro Pais é o fundador do financaspessoais.pt e do forumfinancas.pt. O Pedro é um dos maiores promotores de literacia financeira em Portugal contribuindo com centenas de artigos, ferramentas e simuladores que ajudam as pessoas a poupar, a investir ou a decifrar os mistérios da fiscalidade.

Conceitos

O spread é um valor que é acrescido à taxa de referência (por exemplo Euribor) e que é utilizado para calcular qual a TAN a aplicar ao crédito que contratarmos. Ou seja, TAN = Euribor + Spread (nos créditos indexados a taxa variável).

A TAE representa o custo total do crédito, ou seja, tem em conta os encargos iniciais do crédito habitação (como os custos de processo, despesas de avaliação e/ou vistorias, comissão de gestão, etc), a TAN e os encargos recorrentes (como seguro de vida e multiriscos).

Opção de crédito habitação a tomar

aperto de mão a fazer um negócio

Explicados os conceitos, é fácil perceber que quanto menor for o spread e quanto menor for a TAE, melhor será o crédito habitação.

E se o spread for mais alto mas a TAE mais baixa? Neste caso, temos de analisar bem o caso e entender a que se deve essa diferença. Neste caso há dois cenários:

  1. Se a diferença for provocada por estarmos a comparar simulações com taxas Euribor diferentes (banco A faz a simulação com a Euribor de Março e banco B faz com a de Abril), então é aconselhável pedir novas simulações, para que tenham em conta a mesma taxa de referência e possamos voltar a analisar;
  2. Se a diferença for provocada por maiores encargos iniciais e/ou encargos recorrentes, então devemos optar por aquele que tem menor TAE, uma vez que o crédito, na sua totalidade, nos irá sair mais barato.

Espero ter ajudado a compreender melhor a importância e diferença entre spread, TAN e TAE e que com esta informação consiga efectuar melhores escolhas para as suas finanças. Se está a pensar em fazer um crédito compreenda ainda melhor a porque é que a TAE é mais importante que a TAN. Em caso de dúvida deixe o seu comentário ou escreva no fórum.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #créditos,
  • #taxas de juro
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

23 comentários em “Comparar créditos habitação: spread, TAN e TAE
  1. Boa noite
    necessito de uma informação
    no meu recibo do empréstimo à habitação apenas vem isto
    TAE 3,040%
    TAN 0,548%
    como consigo perceber qual é o spread que o meu banco cobra?
    não devia vir no recibo isso explicado?

  2. Olá Boa Noite!
    Ouvi dizer que há empresas que se dedicam à comparação de crédito à habitação, sem uma pessoa como eu (que não percebe nada de taxas e com o que nos devemos preocupar para ter a melhor opção possível) tenha de correr os bancos todos e esteja a negociar com os bancos… O problema é que não conheço ninguém. Pode orientar-se neste sentido… Muito Obrigada

  3. Bom dia,
    Parabéns pelo blog, aborda vários temas e de forma fácil para que pessoas como eu, que não percebem nada de economia/finanças, fiquem mais esclarecidas.
    Ultimamente tenho pesquisado muito sobre crédito habitação, uma vez que estou a pensar comprar casa.
    As minhas dúvidas prendem-se com o que é possível negociar com o banco para além do spread (aquelas taxas: TAN, TAE, TANB…).
    E para além disso podem dar-me algumas sugestões para quando me deslocar ao banco? Quero tentar fazer o melhor negócio para mim.
    Obrigada.

  4. Oh Pedro…deixa-me fazer te algumas pergunta, quanto ganhas com este BLOG… Deve ser um bom dinheiro…Com os Banners, mail com tudo mesmo..Qual o valor global? Quantos BLOGS tens?

  5. Boa Tarde Mario
    Tem razão Mario a opção de credito actual é o que me vai ficar mais barato ,no entanto eu quero baixar a minha mensalidade arrependendo-me o minimo possivel no futuro.
    abraço

  6. Está a comparar empréstimos com maturidades diferentes, logo está a comparar coisas que não podem ser comparadas. O critério deve ser o que paga de juros ao longo da vida do empréstimo independenteemente do valor da prestação. A escolha acertada será aquele em que tiver de pagar um montante mais baixo de juros. Veja caso a caso quanto paga de juros no final do empréstimo e escolha o mais baixo. Mas para isso as maturidades têm de ser iguais. Idealize cenários e compare os produtos dentro dos pressupostos de cada cenário. Só assim pode comparar. De qualquer forma diria que o de 17 anos é aquele em que vai pagar menos de juros se conseguisse manter este prazo …
    Cumps

  7. Boa tarde a todos.
    Peço desde já, desculpa pelo tamanho do texto, queria deixar aqui o máximo de informação a fim de ajudar mais alguém na mesma situação.
    Ultimamente tenho andado num grande dilema, o que me levou a consumir tudo o que é texto sobre credito habitação e, principalmente, previsões futuras do euribor.
    No entanto, apesar de ter ganho algumas bases de argumentação, continuo um pouco confuso em relação ao que fazer.
    Eu fiz um CH Taxa Fixa em 2008 com um spreed de 0,6, altura em que o Euribor rondava o seu pico maior: 4,9%.
    Agora com a descida do Euribor mantenho essa mesma mensalidade muito alta comparada com as Taxas Variáveis.
    Resumidamente comecei o credito com um prazo de 35 anos, passados dois anos e com a descida do Euribori o meu credito teve uma diminuição para 17anos.
    Fiz-me á vida e fui pedir novas simulações em vários bancos. O Montepio garantiu-me um alargamento do prazo de Credito.
    Dos actuais 17 anos na CGD passam para 33 anos extensíveis até 50 anos, com um spreed de 3,4%!!!
    Com alargamento de 17 anos dificilmente teria surpresas de aumentos, reduzindo 100€ na minha mensalidade actual, mesmo com um spreed altíssimo e custos associados.
    Ocultando o spreed que me foi atribuído, e lá fui á CGD tentar renegociar o meu credito.
    Depois de alguma conversa e subtilmente dizer que outros bancos achavam estranho a CGD dar um cliente de mão beijada a outro credores, lá me fizeram 3 propostas, mantendo a Taxa Fixa pedida por mim.
    Montante em divida 120mil €
    Actualmente:
    700€ mensais X 17 anos
    Spreed 0,6 CH
    Spreed 0,9 Multi-usos
    TAE 6,134%
    Propostas:
    413,85 mensais 35 anos, extensível até 45 anos.
    Spreed 1,4 CH
    Spreed 2,4 Multi-usos
    TAE 2,752%
    Prazo variavel até um limite de 1,567% Euribor, aumentando a mensalidade a cima dessa taxa.
    459,82 mensais 30 anos, extensível até 40anos.
    Spreed 1,4 CH
    Spreed 2,4 Multi-usos
    TAE 2,669%
    Prazo variavel até um limite de 1,875% Euribor, aumentando a mensalidade a cima dessa taxa.
    559,86 mensais 25 anos, extensível até 35 anos.
    Spreed 1,4 CH
    Spreed 2,4 Multi-usos
    TAE 2,613%
    Prazo variavel até um limite de 2,353%, aumentando a mensalidade a cima dessa taxa.
    Agora a minha duvida, será que consigo impedir a subida enorme do spreed. É natural eles se aproveitarem desta situações para conseguirem mais lucros ao banco, mas tenham lá calma!
    Outra duvida é, que proposta escolher tendo em conta, que eu aposto para uma subida da Taxa Euribor para 1% em 2011, e possivelmente uma subida da Taxa Euribor até aos 4% no prazo de 5 anos.
    Claro que isto é uma pura especulação.
    Agradeço a vossa ajuda
    Abraço
    E obrigado

  8. Boa noite.
    Parabéns pelo excelente Blog e partilha de conhecimentos.
    Na vasta procura que tenho feito em bancos, com vastas simulações de crédito habitação, o melhor spread que consegui até agora foi de 0,65 mas com uma TAE de 3.236% incluindo seguros. No entanto sem seguros referem uma TAE de 1.649%.
    Como não percebo muito desta matéria, não sei se esta taxa se aplicará por todo o empréstimo e qual será a minha melhor opção de escolha.
    Agradeço desde já a informação prestada aos outros leitores, que constituiu uma boa ajuda para a minha compreensão sobre esta matéria.
    Obrigado
    LP

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.