Finanças pessoais

Ser nómada digital: “Nos hábitos de consumismo puro, poupas imenso”

Gonçalo Hall, fundador do Remote Work Movement, fala sobre os seus hábitos financeiros enquanto nómada digital.

Gonçalo Hall, fundador do Remote Work Movement assinala que, financeiramente, ser nómada digital ajudou-o a deixar de ser consumista, uma vez que só necessita de uma mala e aparelhos eletrónicos. O convidado destaca também a importância dos bancos online na vida de um nómada digital.

O nómada digital admite que pensa sempre "duas vezes antes de comprar o que quer que seja". "Nos hábitos de consumismo puro, poupas imenso", revela Gonçalo Hall.

Gonçalo Hall revela que não tem morada, não paga contas da eletricidade ou da água. Ao invés disso, paga hotéis pelo mundo. “Em termos de hábitos financeiros, acaba por sobrar mais dinheiro”.

O que é a Digital Nomad Village? 

A Digital Nomad Village é um conceito criado por Gonçalo Hall, na vila da Ponta do Sol, na Madeira. “Temos um cowork gratuito na Ponta do Sol, qualquer pessoa se pode registar”.

Gonçalo Hall defende que esta é uma "comunidade de sonho", onde o trabalho e o lazer se alinham. “Temos no mínimo cinco eventos todos os dias”, explica. Atividades à parte, o nómada digital garante que “de segunda a quinta toda a gente trabalha cerca de sete horas por dia”.

Veja ou reveja o episódio na íntegra: Conversas sem Preço com Gonçalo Hall.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #conversas sem preço,
  • #empresas,
  • #nomadismo digital,
  • #poupança,
  • #teletrabalho,
  • #trabalho remoto
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)