No passado dia quatro de Março, o José Morais Barbosa da equipa do Doutor Finanças, esteve presente na Rádio Liz numa entrevista que teve como objectivo dar a conhecer melhor o projecto Doutor Finanças e partilhar algumas dicas básicas de poupança.

A entrevista começou com a apresentação do Doutor Finanças enquanto projecto e evoluiu para um tema muito pertinente dada a época que se avizinha: o IRS, neste caso, a importância de pedir faturas com número de contribuinte e de confirmá-las no portal das finanças, indicando as categorias correctas das mesmas. Se ainda não leu, conheça as dicas de preenchimento do IRS do Doutor Finanças neste artigo.

Mas o “tópico quente” foi um já muitas vezes falado neste blog: a importância do Orçamento Familiar. Inserido nas dicas de poupança oferecidas por José Morais Barbosa, esta poderosa ferramenta não pôde deixar de ser mencionada. Explicando como funcionam os workshops do Doutor Finanças, José Morais Barbosa adiantou que:

“Aquilo que pedimos às pessoas é que comecem por desenhar o seu orçamento familiar porque aí vão conseguir identificar as suas tendências de consumo ao longo do mês e em determinados momentos em que for necessário cortar na despesa. Só quem faz orçamento familiar é que efectivamente consegue identificar gorduras passíveis de redução.”

Referindo-se às dificuldades que algumas pessoas e famílias portuguesas sentem em poupar dinheiro por mês, José Morais Barbosa mencionou que o ideal seria poupar 10% do vencimento para uma conta poupança, mas que face à impossibilidade de o fazer, todos os euros e cêntimos contam para o objectivo de poupar.

“É mais fácil pouparmos um euro do ganharmos mais um euro.”

Não deixe de ouvir a entrevista na íntegra abaixo.