Instituições financeiras

Fim às despesas de manutenção de conta

Chegou o fim às despesas de manutenção de conta bancária. Neste artigo do Pedro Pais, saiba sugestões de bancos que têm estas contas sem custos acrescidos.

Instituições financeiras

Fim às despesas de manutenção de conta

Chegou o fim às despesas de manutenção de conta bancária. Neste artigo do Pedro Pais, saiba sugestões de bancos que têm estas contas sem custos acrescidos.

O sector bancário Português, como todos sabemos, é dotado da extraordinária capacidade de renovar constantemente os seus lucros. Cabe-nos, portanto, evitar que seja do nosso bolso. Descubra neste artigo dois bancos que não cobram despesas de manutenção das contas à ordem.

Pedro Pais é o fundador do financaspessoais.pt e do forumfinancas.pt. O Pedro é um dos maiores promotores de literacia financeira em Portugal contribuindo com centenas de artigos, ferramentas e simuladores que ajudam as pessoas a poupar, a investir ou a decifrar os mistérios da fiscalidade.

Se continua a pagar despesas de manutenção de conta (ou seja, pagar pelo dinheiro que emprestamos ao banco), deixe-se disso. Há imensas sugestões por aí, a maior parte delas obriga no entanto a que domiciliemos o ordenado nessa conta, o que por vezes não é desejável.

Sugiro que utilize um dos seguintes bancos, ambos com presença quase exclusiva on-line: Banco BEST ou BiGonline.

Quanto ao Best, pode abrir conta a partir de €500 e não tem quaisquer saldos mínimos de manutenção ou equivalentes. Adicionalmente a conta à ordem é também remunerada. E já agora, oferecem umas promoções interessantes para os novos membros (se adoptar pela promoção Member Get Member, avise-me, sempre podemos beneficiar os dois).

finanças pessoais_calculadora reorganizar poupar poupança

O BiGOnline, também oferece isenção das despesas de manutenção e óptimas remunerações das contas. Não consegui, no entanto, descobrir qual o valor mínimo para abertura de conta. Update: valor mínimo para abertura de conta é de €250. Cortesia do Marco Rodrigues.

Já sou cliente do Banco Best há vários anos e até ao momento tudo tem corrido bem, pelo que recomendo. Quanto ao BigOnline, as informações que tenho obtido é de que o serviço é também excepcional pelo que posso, em segunda mão, recomendá-lo igualmente. Ambos os bancos oferecem a adicional vantagem de terem um imenso portfólio de aplicações financeiras disponíveis, útil para quem está interessado em fazer render o seu dinheiro.

Existe também um banco alemão a operar em Portugal que funciona 100% online ou pela app N26 e que não só permite abrir conta pelo telemóvel em 8 minutos, como ainda oferece uma panóplia de vantagens, sendo uma delas a isenção de pagamento de despesas de manutenção da conta.

Resta-me dizer que não tenho qualquer interesse (financeiro, comercial ou de outra forma) em qualquer das instituições, mas penso que são opções alternativas de baixo custo e excelente serviço. De qualquer forma aconselho-o a precaver-se. O negócio destes bancos, como dos outros, é ganhar dinheiro.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #bancos,
  • #contas à ordem,
  • #instituições financeiras
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe uma resposta

Insira o seu nome

Insira um email válido

46 comentários em “Fim às despesas de manutenção de conta
  1. Boa noite,
    alguém sabe qual as taxas de despesa de manutenção de conta a ordem, para particulares para o banco best?

    Estou interessado em mudar da CGD para o Banco Best…

    neste momento todos os meses a CGD vai buscar quase €5 por esta despesa de manutenção de conta.

  2. O Sr. Rui C perdeu uma boa oportunidade de estar calado. Sugiro-lhe mudar o nome para Sr. Rui €… Já agora, estou a imaginá-lo de fatinho e gravata, todo aperaltado, no final do dia a dizer todo orgulhoso e sorridente: “Já engananámos mais uns velhotes, isto é que é facturar…”
    Boa sorte, no seu banco, exc_mo! não se esqueça, hoje em cima, amanhã em baixo…

  3. O sr. Rui C é muito engraçado, ou é funcionário do BES,ou accionista ou então não sabe o que diz…

    Eu faço-lhe as contas a um plano de poupança a 10 anos com 50€ por mês…

    Opçao 1: 50€ * 120 meses = 6 000€

    Opçao 2: Considerando uma taxa garntida de 1% (apenas) e capital garantido

    S = T * {[(1+i)^n]-1}/i, ou seja 50€ pos mes a capitalizar ao fim de 10 anos tem lá 6 307,49€

    T= 50
    i: 1%/12
    n= 120

    Opção 3: No Plano BES não sabe quanto vai lá ter porque os fundos onde estão investidos nao sao nem de capital nem de taxa garantido e posso adiantar-lhe que os fundos estão a perder. O Plano BES está feito dobre o Fundo Estrategia Activa, va a pagina http://www.esaf.pt e veja a rentabilidade (-3%, ie nem da juros e inda “comeu” parte do capital).
    O Plano BES 95 é o maior roubo que já vi na minha vida…mas claro que só o faz quem quer desde que seja bem explicado!!!!

    Não estou a dizer Às pessoas que o vao a correr ao balcao do BES acabar com o plano, porque sao de facto muito penalizadas, mas que foram bem enganadas aí isso foram!!!

    1. Não sei ao que responde!! Pois o Sr.Rui fala num depósito não em fundos de investimento. Um banco pode estar virado para os mercados e querer remunerar o capital depositado a prazo independentemente de outros capitais que servem para ser aplicados nos mercados pelos clientes onde o banco retira as suas comissões. Os bancos recebem juros das suas aplicações em outros bancos ou instituições com o dinheiro dos seus depositantes clientes das contas a prazo, depois recebem dinheiro das suas comissões. Um banco não pode estar um dia sem liquidez após o pagamento da taxa ao banco de portugal e juros dos dinheiro pedidos ao banco para se financiar, depois disto ainda vem o SPREAD que pode ter um saldo negativo, sim negativo! O SPREAD não é o lucro, o SPREAD é a actividade da empresa onde tem os custos operacionais se as receitas forem negativas o banco está em maus lençóis e tem que se financiar ao Banco de Portugal e creio CGD via bancos centrais europeus. Uma instituição só vai à falência se a sua capacidade de receitas for mesmo grave em relação aos seus custos. Mas a última via é a falência deste, pois ele necessita e deve converter os custos em receitas via transferências de bens ou contabilidade para uma outra instituição se não existe logo o efeito dominó. Esta é a informação que tenho posso estar até enganado num ou outro aspecto mas de grosso modo o penso que está correcta a informação que pretendo dar.

      Se O BIG paga uma taxa alta nos depósitos a prazo sem comissões de manutenção isso é bom diria óptimo tal como o BES o que eu não sabia!

  4. 😀 Tá gira a história da Linda Lee!…

    E por falar em spam, sempre entro no blog recebo todos os dias recebo no email, uma publicidade brasileira da “Girafa”!…

    Deve ser o equivalente deles, a uma Worten ou Rádio Popular portuguesas!…

  5. Po falar em Spam, caro Pedro a mensagem anterior é deveras interessante. Só não percebo aquela coisa da senhora querer saber a religião do mutuário…. 🙂