Contas bancárias

Quantos tipos de cartões bancários existem?

Existem vários tipos de cartões bancários: débito, crédito, misto e recarregável. Conheça neste artigo as diferenças entre cada um deles.

Contas bancárias

Quantos tipos de cartões bancários existem?

Existem vários tipos de cartões bancários: débito, crédito, misto e recarregável. Conheça neste artigo as diferenças entre cada um deles.

Os cartões bancários são cada vez mais utilizados, quer seja para a realização de pagamentos, em detrimento do dinheiro físico, quer seja para outras operações do dia a dia, como transferências bancárias, pagamentos ao Estado, levantamentos em numerário e consultas diversas.

No entanto, na hora de pedir um cartão bancário, deve estar esclarecido quanto às diferenças entre cada um dos tipos de cartões. Neste artigo, explicamos-lhe a que características e detalhes deve dar atenção.

Cartões de débito

Os cartões de débitos são os mais comuns. Estes cartões estão associados a uma conta à ordem. Ao utilizar o cartão, seja em pagamentos ou em transferências bancárias, o valor é descontado automaticamente do saldo da sua conta. Se não tiver a conta à ordem devidamente aprovisionada não é possível fazer pagamentos ou transferências com este cartão.

Ao abrir uma conta bancária, é importante informar-se sobre qual o valor da anuidade do cartão de débito, pois o montante difere entre instituições bancárias.

Leia ainda: Perdeu o cartão multibanco? Saiba o que deve fazer

Cartões de débito diferido

A principal característica destes cartões é que após a sua utilização, o montante em causa não é imediatamente retirado da conta a que estão associados, daí a sua designação.

Os montantes utilizados são debitados da sua conta na data que for acordada entre si e a instituição bancária, não havendo lugar ao pagamento de juros.

Neste tipo de cartões existe sempre um plafond que define o valor máximo que pode utilizar.

Cartões de crédito

Os cartões de crédito estão igualmente associados a uma conta à ordem e permitem que faça pagamentos a crédito, ou seja, é possível a sua utilização mesmo que não tenha dinheiro suficiente na sua conta.

Estes cartões também permitem que faça levantamentos a crédito. Mas, atenção que esta operação acarreta o pagamento de comissões e possivelmente de juros.

Pode fazer o reembolso à instituição financeira do valor utilizado de duas formas:

  • Reembolso total do valor antes de data limite definida para a liquidação da dívida – neste caso paga a totalidade do valor e não implica o pagamento de juros;
  • Reembolso parcial do valor em dívida – nesta opção paga sobre o valor em dívida a taxa de juro definida no contrato. Uma vez que os juros são bastante elevados, podendo chegar aos 15,9%, aconselhamos que evite ao máximo a utilização do cartão de crédito nesta modalidade.

Ao contrário do que acontece com os cartões de débito, que praticamente de forma automática lhe são disponibilizados, no caso dos cartões de crédito tem que existir a aprovação por parte da instituição financeira. Nesse momento, é igualmente definido o plafond do cartão, ou seja, o valor máximo que pode utilizar a crédito.

Antes de contratar um cartão de crédito, compare as condições entre diferentes instituições. Além das taxas de juro e da anuidade, verifique se existem vantagens associadas ao cartão, como por exemplo a obtenção de cashback em compras, seguros incluídos, condições vantajosas na aquisição de outros produtos, por exemplo, uma redução do spread do crédito habitação.

Leia ainda: Vai pedir o primeiro cartão de crédito? Conheça alguns dos cuidados a ter

Cartões mistos ou dual

Os cartões mistos, também designados por dual, são cartões que incorporam num só a vertente de débito e de crédito. Como os restantes cartões, estes estão igualmente associados a uma conta à ordem.

Devido à possibilidade de utilização de crédito, estes cartões tem que ser aprovados pela instituição financeira, bem como definido um plafond de utilização a crédito.

Ao utilizar este tipo de cartões, deverá ter atenção ao realizar pagamentos com os mesmos, pois tem que selecionar a opção que pretende (crédito ou débito) nos terminais de pagamento multibanco.

Cartões recarregáveis

Neste tipo de cartões é possível carregar um determinado valor para posteriormente efetuar levantamentos ou pagamentos. Se o cartão não tiver saldo suficiente, não é possível a sua utilização.

Estes cartões são muitas vezes utilizados por jovens, isto porque permite que os pais, que são quem carrega os cartões que os filhos utilizam, tenham um maior controlo sobre os seus gastos.

Leia ainda: Cartão retido no multibanco: Saiba quais são os procedimentos a seguir

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.