Poupança

Dicas para recuperar o equilíbrio financeiro no regresso às aulas

Sofia Serrano Sofia Serrano , 17 Setembro 2018
Este artigo foi escrito pela Isabel, uma mãe trabalhadora de quatro crianças pequenas que, neste seu relato na primeira pessoa, partilha connosco as suas estratégias para poupar nos regresso às aulas e equilibrar as contas neste momento de maior esforço financeiro.
31 anos. Casada, mãe de 4.
Desafios diários: viver a vida alegre (independentemente das horas dormidas!), encaixar a rotina em 24 horas e provar que tudo é possível… incluindo poupar numa família de 6 nos dias que correm!
Acabaram as férias. Foram feitos os gastos extras a que temos direito e chegou a hora de voltar à rotina. O regresso às aulas, ao trabalho, organização de refeições e reviravolta nos armários porque, aparentemente, as crianças viram adultas duma estação para a outra! Assim, os quilos que engordamos no Verão poderão ser mais ou menos proporcionais ao que emagrece a nossa carteira, mas uma coisa é certa: chegamos a esta altura do ano a querer desesperadamente inverter esta tendência!

Quanto ao peso, não sei ajudar, mas no que diz respeito à carteira, surgem-me algumas ideias, que partilho: 

Definir as refeições necessárias e comprar apenas o necessário

Evite ir atrás das promoções, aproveitar apenas as que possam haver nos produtos da lista. Uma regra básica, mas que convém sempre ser lembrada. 

Se puder, faça você as compras

Muito importante! Na perspectiva deles, a mochila mais gira é a mais cara, os lápis mais caros são os melhores, o estojo que precisam mesmo é o que tem o preço mais alto, os cadernos têm de ser iguais aos amigos da turma (apesar de haver 30 modelos a metade do preço!). Depois, há sempre pelo menos outros tantos artigos que se esqueceram de pôr na lista, mas que afinal são “mesmo, mesmo importantes”, para além dos outros 32 que de certeza que vão dar imenso jeito e facilitar-lhes imenso a vida (até acabar o ano e não terem saído da gaveta). Caso não tenha alternativa e tenha mesmo de levá-los, converse com o seu filho antes de saírem de casa, de maneira a que tenham os limites muito bem definidos quando chegarem ao supermercado e percebam que existe um limite no orçamento.

Estipular um plafond para extras

Não caia na ilusão que irá conseguir não fazer nenhum. Acabamos sempre por cair no “perdido por 100, perdido por 1000” e chega ao fim do mês sem ter conseguido nenhuma poupança e, claro, desmotivado para este propósito no próximo mês. Assim, estipule um limite razoável para gastar em coisas que não estavam previstas, sem colocar a sua poupança em causa. Procure programas que lhe dão mais gozo e defina o que poderá fazer, por exemplo, troque um jantar por um passeio ao ar livre com a sua família.Estamos em fase de compensação e estas medidas são necessárias para que esta fase não dure para sempre! 

Almoços no trabalho

Evite as refeições fora, principalmente nesta altura de regresso às aulas. Quando fizer o jantar, faça a contar com o almoço do dia a seguir.Num mês, em 22 dias de trabalho, considerando €5 de almoço, poupa €110. Parece-me um óptimo valor para começar a equilibrar a balança financeira, não acha?

Roupa

As crianças cresceram, as roupas encolheram. Não corra para as lojas, há soluções a explorar antes disso! Fale com amigas, primas, irmãs ou, às vezes, até colegas, que têm filhos um bocadinho mais velhos que os seus. Deve ter-lhes acontecido exactamente a mesma coisa e terão de certeza imenso gosto em passar a roupa que já não serve para alguém que conhecem. Mesmo que possam ser coisas que não façam o seu género, há sempre os básicos e roupa prática que, nem que seja para a escola, dá para aproveitar! Depois no fim-de-semana logo se preocupa em vestir os miúdos todos arranjadinhos! Se tiver mais que um filho, nem é preciso dizer, deve guardar tudo o que estiver em bom estado para o próximo! 

Em resumo

Claro que, conhecendo melhor que ninguém a dinâmica da sua família, poderá ter outras ideias que lhe permitam poupar, ou apenas conseguir chegar ao fim do mês com um saldo positivo.Sabemos que Setembro é um mês de despesas extra e é necessário abdicar de algumas coisas em prol de outras, que são mesmo necessárias e que não podemos contornar. Se, mesmo adoptando várias medidas de poupança, no final deste mês não tiver conseguido o nível de poupança que gostaria, não desanime! Fique feliz por ter conseguido manter o saldo positivo e não desista dessas medidas no próximo! Aí irá começar a alcançar o equilíbrio que procura depois dos extras do Verão! 
Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #poupança,
  • #poupar metrial escolar,
  • #regresso às aulas

Deixar uma resposta

Um comentário em “Dicas para recuperar o equilíbrio financeiro no regresso às aulas