Por considerarem uma melhor escolha, muitos portugueses compram diariamente água engarrafada. Assim, partilhamos consigo um artigo sobre poupança neste mesmo item.

Pedro Pais é o fundador do financaspessoais.pt e do forumfinancas.pt. O Pedro é um dos maiores promotores de literacia financeira em Portugal contribuindo com centenas de artigos, ferramentas e simuladores que ajudam as pessoas a poupar, a investir ou a decifrar os mistérios da fiscalidade.

Ao longo dos anos tem-se vindo a popularizar o consumo de água engarrafada, relegando a água da torneira para segundo plano. Esta tendência está associada à hipotética impureza da água da torneira e aos supostos benefícios da água engarrafada.

A verdade é que vender água engarrafada é um óptimo negócio para as empresas e um péssimo negócio para si.

Se por acaso morar em Lisboa, o metro cúbico (1000 litros) custa, no pior dos casos, menos de €2 (€0,002/L), enquanto um garrafão de 5L, de marca branca/distribuição, custa no mínimo €0,38 (€0,08/L). Estamos a falar de cêntimos, é verdade, mas já reparou que a água engarrafada custa, no mínimo, 39x mais?.

Além de tudo, a poupança não é só para si, é também para o Ambiente. Por cada litro de água que beber da torneira é menos uma garrafa gasta, é menos um rótulo e menos x quilómetros em transportes.

Imagino que esteja a pensar “mas a água engarrafada é muito mais saudável”… Será? Não posso falar por todos os concelhos de Portugal, mas pelo menos a água de Lisboa parece-me óptima. E não é apenas por me parecer. O Instituto Regulador de Águas e Resíduos (IRAR) reporta que em em 2007 foram feitas mais de 13000 análises à água do concelho de Lisboa e que apenas 47 dessas análises não estavam dentro dos parâmetros admissíveis. Será que as companhias que engarrafam a água fazem assim tantas análises?

Mas não vá na minha conversa, pode ver como tem sido a evolução da qualidade da água no seu concelho ou mesmo ler o relatório completo sobre a qualidade da água para consumo humano. Decida por si.