Finanças pessoais

Seguro de viagem: Vai de férias protegido contra os imprevistos?

Um seguro de viagem é a garantia de as poder gozar tranquilamente as suas férias pois se algum imprevisto acontecer estará protegido.

Finanças pessoais

Seguro de viagem: Vai de férias protegido contra os imprevistos?

Um seguro de viagem é a garantia de as poder gozar tranquilamente as suas férias pois se algum imprevisto acontecer estará protegido.

Um seguro de viagem é uma segurança e proteção para quem gosta de viajar com amigos, com a família ou sozinho de "mochila às costas" pelo mundo. Ou mesmo se for em negócios ao estrangeiro.

Ao planear as suas férias procura informações sobre o destino, como lá chegar a onde ficar. Mas, preocupa-se com os eventuais imprevistos antes ou durante a viagem?

O certo é que estes podem acontecer. E vão desde a não poder viajar à última de hora por motivos familiares, perder a bagagem até ao destino, ficar doente quando está de férias ou mesmo algum imprevisto que o obrigue a interromper as férias e regressar. Todos estes imprevistos podem ser minorados se tiver um seguro de viagem. Mesmo que esteja a viajar dentro de Portugal.

O que cobre um seguro de viagem?

Os seguros de viagem cobrem eventos inesperados (por vezes, caros) que ocorram antes da partida ou durante a viagem.

Apesar das coberturas dependerem do seguro que contratar, na sua maioria cobrem:

  • Impossibilidade de viajar por motivos que lhe são alheios;
  • Despesas médicas devido a doença ou acidente ocorrida durante a viagem;
  • Interrupções inesperadas da viagem por motivo lhe são alheios;
  • Danos, perdas ou roubos da bagagem durante o transporte e estadia
  • Atrasos, overbooking ou cancelamento de viagens;
  • Repatriamento em caso de emergência médica,

Leia também: Quanto pago por usar o cartão de crédito?

Vantagens de um seguro de viagem

Pelo pagamento de um valor reduzido (o prémio) tem acesso a um conjunto de benefícios. O prémio depende da duração da viagem, número de pessoas que abranger e do país de destino, mas será seguramente um valor acessível face ao custo da viagem.

Assim, as vantagens são as seguintes:

Apoio 24 horas por dia

Linha de apoio para o ajudar a resolver qualquer imprevisto que ocorra, disponível 24 horas por dia, sete dias da semana.

Ser ressarcido dos custos se não puder viajar

No caso de adoecer antes de viajar, se algum familiar a que dá assistência ficar doente ou falecer e por isso não poder viajar, a seguradora cobre os custos que já teve.

Mas se não puder viajar por outros motivos que não de força maior, como por exemplo por questões de trabalho, o suporte dos custos depende da apólice que contratou. Existem algumas que desde que o aviso seja feito até 24 horas antes da partida asseguram o reembolso dos valores despendidos. Deve, por isso, ler atentamente as coberturas do seguro para saber o que está incluído.

Não suportar custos de atrasos, overbooking ou cancelamentos

Basta existir uma greve e a sua viagem de avião pode estar comprometida e as férias estragadas. Para além e acrescerem custos adicionais de refeições e alojamentos. Se tiver um seguro de viagem estes custos ficam por conta da seguradora.

Receber um valor por bagagem atrasada, perdida ou roubada

Ficar sem a bagagem porque foi esta foi no voo errado é, muitas vezes, uma situação complicada de resolver.

Se se tratar apenas de troca de voo e dentro de dias receber a sua mala, a seguradora disponibiliza-lhe uma verba para compras básicas de roupa e produtos de higiene para poder usar enquanto a sua mala não chega.

Mas, por vezes, a situação é mais grave. A bagagem pode estar perdida ou pode ter sido roubada. Neste caso, quando a recuperação da bagagem é praticamente impossível, a seguradora vai pedir-lhe para contactar de imediato as autoridades.

Neste caso, dar-lhe-á um valor para compras básicas de roupa e produtos de higiene para usar durante o resto da viagem, mas também será indemnizado pelo valor dos bens extraviados ou roubados.

Receber assistência médica e repatriamento se necessário

Com o seguro de viagem tem acesso a médicos públicos e privados, bem como a exames complementares de diagnóstico se forem necessários. No caso de ser necessário o regresso a Portugal estará assegurado.

Caso esteja num país cuja língua não conheça, a seguradora providenciará um tradutor que o acompanhará o tempo todo.

Custos de regresso

Se for obrigado a a interromper as férias, a seguradora tratará da marcação da  viagem de regresso e do reembolso dos custos referentes aos dias que não chegou a gozar.

Mulher arrasta uma mala de viagem pela rua

Seguro de viagem vs seguro de viagem do cartão de crédito

Fazer um seguro de viagem é muitas vezes ignorado porque usamos o cartão de crédito para pagar a viagem.

Ao usar o cartão de crédito, para além dos cuidados habituais enfatizados pelo Banco de Portugal, deve ler atentamente as coberturas do seu cartão de crédito em termos de assistência médica e de viagem.

Existem, de facto, diferenças entre o seguro de viagem contratado na seguradora (tradicionais) e os incluídos no cartão de crédito, nomeadamente quanto ao:

1. Destino

Os seguros de viagem incluídos no cartão de crédito apenas cobrem viagens e estadias no estrangeiro pagas com o cartão.

Já os seguros de viagem tradicionais incluem todas as viagens, mesmo as que faz no nosso país, e são independentes do meio de pagamento. Isto é, se pagar o alojamento com dinheiro também estará coberto

2. Valor da assistência médica

Os seguros associados ao cartão de crédito têm limites máximos muito inferiores. Os valores são regra geral abaixo dos 50.000€.  Mas este valor em alguns países, com os Estados Unidos, pode ser manifestamente insuficiente.

Nos seguros tradicionais o valor pode ir até 500.000€, o que países onde a assistência médica é cara, como os EUA e China por exemplo, será de ter em conta.

Quanto ao valor da compensação por perda ou roubo de bagagem depende do cartão, mas em regra geral tem um valor máximo entre 600 a 900 euros. Com um seguro tradicional a indemnização pode ir até aos 2.500€ dependendo da apólice.

3. Cancelamento da viagem antes do seu ínício

Os motivos aceites para reembolso de viagem antes do seu início são mais extensos no seguro tradicional. Note, para algumas seguradoras o desemprego é considerado um motivo justificativo para o seu cancelamento.

Leia ainda: 10 dicas para liquidar “depressa” a dívida do cartão de crédito

Cartão Europeu de Seguro de Doença

Mesmo que escolha viajar para a Europa e tenha um Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD), deve preparar-se para o facto de as coberturas serem diferentes entre o cartão e os seguros de viagem.

Com o CESD apenas tem acesso a cuidados de saúde pública. Com o seguro de viagem tem também acesso a cuidados de saúde privados.

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.