Utilidades

Simulador de Subsídio de Desemprego

Pedro Pais Pedro Pais , 7 Outubro 2013 | 361 Comentários

Quando o desemprego é iminente ou já uma infeliz realidade, convém saber com o que se conta. Para ajudar, desenvolvemos um simulador para calcular o subsídio de desemprego, que abaixo apresentamos. Com o simulador vai poder consultar a duração do subsídio e os valores a receber durante este período.

De salientar que os dados de remuneração a introduzir referem-se aos primeiros 12 meses dos últimos 14 anteriores à situação de desemprego. Exemplo: se ficou desempregado em Janeiro de 2017, considerará desde Novembro de 2015 até Outubro de 2016, inclusive.

Simulador de Subsídio de Desemprego

Dados contributivos
Dados referentes aos primeiros 12 meses dos últimos 14 anteriores à situação de desemprego

1 Nos primeiros 12 meses dos últimos 14 anteriores à situação de desemprego

Enquadramento em IRS
Situação familiar

Valor mensal inicial:

Valor mensal após 180 dias:

Duração:

Se a 31/03/2012 já tinha 450 dias de descontos nos últimos 24 meses e é a sua primeira situação de desemprego desde 01/04/2012, a duração é de
Partilhe este artigo

Deixar uma resposta

377 comentários em “Simulador de Subsídio de Desemprego

  1. Boa tarde,
    O vosso simulador não está a funcionar. Os campos: carreira contributiva; idade; salário médio; meses com descontos; subsidio férias; subsidio natal apresentam todos eles a mensagem “introduza um valor maior do que null” e eles estão devidamente preenchidos. Grato.

    1. Boa tarde Mário,
      Agradecemos desde já a sua mensagem.
      Iremos reportar o erro junto da nossa equipa para que possa ser resolvido com a maior brevidade possível.
      Qualquer questão de futuro estamos inteiramente ao dispor,
      Obrigada.

  2. Não estou a conseguir prencher os dados no vosso simulador. aparece sempre a mensagem de erro “Introduza um valor maior do que null”. o que posso estar a fazer mal?
    Obrigado.

    1. Boa tarde Miguel,
      Agradecemos a sua mensagem.
      Já reportamos o erro à nossa equipa, pelo que esperamos que seja corrigido brevemente.
      Agradecemos a compreensão,
      Obrigada.

  3. Boa noite,
    Tenho uma carreira contributiva de quase 40 anos. Este mês fiquei desempregada e “meti” os papéis para o subsídio de desemprego. Hoje obtive a resposta que o mesmo foi indeferido isto é possível??
    Sei que tenho todos os meus descontos lançados. A quem poderei recorrer para reclamar .
    Obg
    Anabela

    1. Olá, Ana.

      Apresentaram algum argumento para esse indeferimento? Não tenho grandes dados para lhe dar uma resposta concreta, sem essa informação…

      A entidade a quem pode recorrer é mesmo a segurança social…

  4. Boas noites eu sem subsídio e sem trabalho no qual me deram a carta dizem que não tenho direito trabalhei de10 de setembro de 2018 a9 de setembro de2019 não me querem dar nada já escrevi uma carta com os recibos e sou divorciada com 2 filhos e estava a trabalhar EA outra estuda e pago casa ao banco
    Fátima Semedo

    1. Olá, Maria de Fátima.

      Se A Maria e a empresa em que trabalhava efetuou descontos para a segurança social durante pelo menos 360 dias e se a situação de desemprego é involuntária, então parece-me que deveria ter direito ao subsídio de desemprego… Não esquecer ainda que tem de residir em território nacional, estar inscrita no centro de emprego e disponível para trabalhar.

      Qual foi o argumento apresentado para lhe dizerem que não tem direito ao mesmo?

      Se por acaso não tiver mesmo direito ao subsídio de desemprego, confirme no portal da segurança social se reúne as condições para atribuição do subsídio social de desemprego. Ou, no limite, para o Rendimento Social de Inserção.

  5. Boa tarde, estou com algumas dúvidas se estarei a preencher bem o simulador do valor de subsídio..
    Fiquei desempregada a 31 de Agosto de 2019,.
    Estive a trabalhar desde o dia 28 de Novembro de 2018 a 31 de Agosto de 2019.
    Precisava de alguma ajuda para calcular o que irei receber de subsídio de desemprego e se terei direito ao mesmo , é claro…
    Ficarei a aguardar resposta .
    Obrigado.

    1. Olá, Teresa.
      Se não trabalhou nem esteve a descontar antes do dia 28 de novembro, então não tem qualquer direito ao subsídio de desemprego uma vez que não cumpre o requisito do prazo de garantia de 360 dias com descontos para a segurança social.

      Se for esse efetivamente o caso, recomendo, ainda assim, que dê uma vista de olhos ao portal da segurança social para confirmar se pode ou não ter direito ao subsídio social de desemprego.