Utilidades

Sete dicas para poupar nos fins de semana prolongados de 2019

Bárbara Do Carmo Bárbara Do Carmo , 7 Janeiro 2019
Com a chegada de um novo ano, começam os novos planos para ir onde o ano velho não nos permitiu. Os feriados são sempre bons momentos para tirar uns dias em família e aproveitar para conhecer um pouco mais o nosso país.A pensar na sua saúde financeira, mas também no seu bem-estar, preparámos uma lista de pequenas dicas que lhe vão permitir ficar dentro do budget quando pensa num fim de semana prolongado cá dentro ou lá fora.Planear a viagem

Vá para fora cá dentro

Nada melhor do que pegar no carro e sair de casa, sem destino pelas estradas de Portugal, aproveitar a brisa das manhãs primaveris, ou o sol de inverno, e rumar aos lugares mais secretos e acolhedores que o nosso país tem para oferecer, ao som das músicas que nos remetem para as férias de verão da nossa infância. A azáfama do dia a dia pode ser esgotante, por isso porque não aproveitar este início de ano e marcar já no calendário uns pequenos retiros revigorantes?De facto, não é preciso ir para muito longe para ter uns dias de descanso com os mais gosta. Dentro de portas é possível organizar fins de semana divertidos e bastante económicos.

1. Defina quanto quer/e pode gastar na sua escapadinha.

Este será sempre o ponto de partida quando pensar em ir para fora. Quando pensar nos valores que quer gastar, guarde sempre uma fatia real para deslocações e outra para estadia, tudo o resto conseguirá facilmente adaptar à sua realidade financeira;

2. Pesquise muito, leia blogs e artigos sobre os locais que gostava de visitar.

Com os valores que tem disponíveis para gastar, comece a parte divertida - analise que zonas do país, cidades, vilas ou aldeias gostava de conhecer, compare preços (normalmente o interior pode ser bem mais barato que as grandes cidades do litoral), veja que ofertas de estadia existem, as possibilidades de reduzir em custos como portagens, alimentação e atividades culturais;

3. Opte por zonas perto da sua residência.

Se é da zona Norte do país, não precisa de ir até ao Algarve ou até Lisboa para passar tempo de qualidade e divertido. Como estamos a planear um fim de semana prolongado, escolha zonas perto de si, poupará em deslocações e no cansaço;

4. Depois de escolhido o destino, defina a data.

Se o objetivo é poupar, esqueça épocas festivas como Carnaval, Páscoa ou Natal que, obviamente, fazem os preços disparar e aumentam o tráfego nas estradas. Em vez disso, aproveite a época baixa (meses de janeiro a março ou outubro e novembro), nestes meses tudo é mais barato e mais calmo (afinal o objetivo é recarregar baterias);

5. Faça a escolha certa quando reservar a sua estadia.

A primeira regra de ouro quando está nesta fase é procurar hotéis ou apartamentos sempre em zonas centrais, o que lhe permitirá andar a pé e poupar nos transportes. Depois disso, e dependendo do seu budget, pode optar por hotéis (garanta que têm sempre o pequeno almoço incluído e será menos um gasto para si), ou escolha um quarto ou apartamento (onde poderá preparar as suas refeições, evitando comer fora todos os dias). Plataformas como o Airnb, Booking ou Trivago são excelentes aliados;

6. As refeições podem ser uma fonte de grande gasto.

Quando estamos fora, se escolher ficar hospedado num local onde possa cozinhar, opte sempre por esta opção. Compre produtos locais e confecione-os em casa, vai ser mais relaxante e se estiver em família envolva toda a gente e torne a tarefa um momento memorável.Quanto às atividades neste fins de semana prolongados, pesquise os locais que quer visitar, aproveite os dias em que não se paga entrada, verifique a agenda cultural do local e aproveite as atividades gratuitas e, se possível, dê caminhadas e fale com as pessoas que for encontrando, esta será uma excelente forma de conhecer bem um local e uma fonte de aprendizagem;

7. Budget, local, atividades e data definidos, está na altura de esquematizar os seus dias de descanso.

Use uma folha excel, com os dias que vai passar fora, os locais de interesse que gostava de visitar (que podem ser museus, jardins, restaurantes, etc.) e onde vai ficar hospedado.À frente de cada atividade coloque o que vai gastar e subtrai-a ao seu budget. Junte aos gastos as deslocações - aqui o site Via Michelin é um excelente aliado, uma vez que lhe permite saber exatamente quais os melhores caminhos (relação distância/preço) para chegar ao seu destino, bem como quanto vai gastar em gasolina e portagens.Aproveite estas dicas para fazer mais atividades gratuitas e falar muito com as pessoas, pergunte-lhes pelos melhores sítios para comer,  peça-lhes sugestões sobre atividades e deixe-se surpreender por quem sabe.Agora sim, que o trabalho está feito, é tempo de se pôr a caminho e desfrutar!
Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #fim de semana prolongado,
  • #fins de semana prolongados 2019,
  • #poupar no fim de semana

Deixar uma resposta