Vida e família

“As pessoas são obrigadas a consumir de uma forma porque não conhecem as alternativas”

Eunice Maia, fundadora da mercearia Maria Granel, defende que é importante repensarmos a forma como consumimos.

Eunice Maia, fundadora da Maria Granel, defende que são os pequenos gestos que fazem toda a diferença no caminho de uma vida mais sustentável.

A convidada destaca o "poder de dizer não, de recusar", como um dos passos essenciais para a mudança de hábitos. Eunice Maia defende ser importante repensar a forma como consumimos. Um dos passos que refere, por exemplo, passa por planear as refeições antes de fazer compras.

Eunice Maia fala também do seu livro, o "Desafio Zero", um guia prático de redução de desperdício. "A missão deste livro é dar ferramentas muito práticas", conta. "O livro está pensado para ir ao encontro da expectativa de mudança das pessoas."

"Muitas vezes, as pessoas são obrigadas a consumir de uma forma porque não conhecem as alternativas. E elas existem", salienta Eunice Maia.

A convidada ressalva ainda que não podemos "demonizar as embalagens e o plástico porque estes cumprem uma função", sendo para alguns produtos essenciais.

No entanto, é necessário passar de "uma perspetiva do descarte para uma perspetiva de valorização e de ligação para com as coisas", finaliza.

Veja ou reveja o episódio na íntegra: Conversas sem Preço com Eunice Maia.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #consumo,
  • #conversas sem preço,
  • #maria granel,
  • #poupança,
  • #sustentabilidade
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)