Utilidades

Simulador de Subsídio de Desemprego

Sofia Serrano Sofia Serrano | 641 Comentários

Uma situação de desemprego é sempre difícil, contudo é essencial que esteja o mais preparado e informado possível. Utilize o Simulador de Subsídio de Desemprego e saiba durante quanto tempo e qual o valor que vai receber ao longo do tempo.

Simulador de Subsídio de Desemprego

Dados contributivos
Dados referentes aos primeiros 12 meses
dos últimos 14
anteriores à situação de desemprego

* Nos primeiros 12 meses dos últimos 14 anteriores à situação de desemprego

Enquadramento em IRS
Situação familiar

Resultado

Valor mensal:
Duração:

Se a 31/03/2012 já tinha 450 dias de descontos nos últimos 24 meses
e é a sua primeira situação de desemprego desde 01/04/2012

Duração:

Nota I: Se já tinha descontos suficientes em 2012 para ter acesso ao subsídio de desemprego com as regras antigas, saiba que o período de duração do subsídio que lhe será atribuído agora será o mais favorável para o seu caso.

Nota II: Os contribuintes que tenham estado desempregados antes e que tenham pedido a suspensão do pagamento do subsídio antes de esgotarem o período que lhes foi atribuído, podem pedir o reinício do seu pagamento se as condições forem mais benéficas do que as atuais. Se é o seu caso, para confirmar se ainda é possível acionar essas condições, contacte a Segurança Social.

De salientar que os dados de remuneração a introduzir referem-se aos primeiros 12 meses dos últimos 14 anteriores à situação de desemprego. 

O que preciso saber para utilizar o Simulador de Subsidio de Desemprego?

Para que consiga simular corretamente o valor e duração do seu subsidio de desemprego deve ter na sua posse as seguintes informações:

  • Número de dias com contribuições, nos 24 meses anteriores ao desemprego;
  • Quantos meses contribuiu na totalidade da sua carreira;
  • Idade;
  • Salário médio dos primeiros 12 meses nos últimos 14 meses;
  • Número de meses com descontos nos últimos 14;
  • Valor do subsídio de férias;
  • Valor do subsídio de Natal;
  • Situação do agregado familiar e número de dependentes.

Com estas informações vai conseguir saber o valor do Subsídio de Desemprego que vai receber, bem como a duração da totalidade do subsídio.

Como e onde pedir Subsídio de Desemprego?

O Subsidio de Desemprego é pedido no centro de emprego, num prazo de 90 dias contínuos, após a data de desemprego. Para que possa fazer o requerimento do mesmo, o beneficiário já deverá estar inscrito no centro de emprego.

Documentação ou informação que o beneficiário deve apresentar:

  • Requerimento de prestação de desemprego (preenchido no centro de emprego);
  • Declaração de situação de desemprego;
  • Prova de ação judicial se o empregador terminar contrato de trabalho por justa causa ou vice-versa;
  • Declaração em mora e prova da comunicação à entidade patronal se o trabalhador suspender contrato devido a salários em atraso;

Condições para a atribuição do Subsídio de Desemprego

Para beneficiarem deste Subsídio os beneficiários devem cumprir as seguintes condições:

  • Residentes em Portugal;
  • Situação de desemprego não voluntária;
  • Ter capacidade e disponibilidade para trabalho;
  • Estar inscritos no centro de emprego;
  • Ter trabalhado 360 dias por conta de outrem com registo de remunerações no 24 meses antes do desemprego;

Se precisar de informações adicionais sobre a atribuição e requerimento do Subsídio de Desemprego consulte também o Guia Prático Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

Numa situação de desemprego estar informado pode ser a sua melhor defesa para fazer frente a todos os cenários. Reveja o seu orçamento familiar. Negociar todas as suas despesas, desde a prestação do ginásio, serviços ou a transferir crédito habitação pode ser muito útil no equilíbrio das suas finanças em situação de desemprego.

Outra ferramentas Doutor Finanças

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

685 comentários em “Simulador de Subsídio de Desemprego

  1. Ola, preciso da vossa ajuda..
    Conheço todo o processo poi’s já estive uma vez a receber o subsídio..
    Cumpro as funções, tenho mais de 360 dias trabalhado, tenho carreta contribui toca de 5 anos, tenho 24 anos, e demais..
    No simulador meu subsídio deu um valor 170 euros a mais, e na segurança social o valor diário atribuído não chega a ser o valor só simulador; gostaria de saber se isso pode acontecer ou se eu posso comunicar a segurança social sobre isso.
    Detalhe esse valor não vai cobrir minhas despesas, gostaria de ajuda.

    Desde já muito obrigado

    1. Olá, Thayllison.

      Os valores indicados pelos simuladores são sempre indicativos.
      Desta forma, o valor que deve sempre ter em conta é aquele que lhe é dado, neste caso, pela Segurança Social. Esta tem acesso a toda a sua carreira contributiva e conhece todos os seus descontos, analisando assim se, por exemplo, foram bem feitos e, desta forma, atribuir uma remuneração do Subsídio de Desemprego.

  2. boa tarde,

    recebi hoje a carta da empresa onde trabalho a informar que vao cessar contrato e que apartir de 7 de dezembro deixo de ter funcoes na empresa devido a situção em que vivemos neste momento. a questão é a seguinte :
    trabalho na empresa desde 7/03/2018 ate a agora terei direito a desemprego? antes deste emprego tive outro onde trabalhei durante 6 anos apenas sai por causa que tive de ir viver para outro distrito. tenho 2 filhos menores de 5 e 10 anos.
    por favor podem ajudar a clarificar se tenho direito a desemprego?

    obrigada

    1. Olá, Maria.

      Para ter direito ao Subsídio de Desemprego é necessário que tenha, no mínimo, 360 de trabalho nos últimos 24 meses e que a situação de desemprego seja alheia à sua vontade, o que me parece ser o caso.

      Sugiro que preencha o simulador acima para conhecer quanto irá receber e por quanto tempo.

    1. Olá, Diogo.

      Esse valor irá depender de outros fatores como, por exemplo, da sua idade e do seu salário bruto médio.
      Posto isto, sugiro que preencha o simulador acima com todos os dados. Desta forma irá conhecer, aproximadamente, o valor a receber de subsídio de desemprego, bem como durante quanto tempo.

      Devo ainda alertar para o facto de estes serem valores indicativos, pelo que deve sempre confirmar os mesmos junto da Segurança Social.

  3. Bom dia gostava de saber se tenho direito a 3 anos de subsídio de desemprego. Tenho 49 anos, nunca estive desempregado e desconto à mais de 25 anos, sem interrupções. Fico grato se me puderem ajudar. Obrigado

    1. Olá, Carlos.

      À partida, o Carlos terá direito a 540 dias de descontos mais 45 dias por cada 5 anos com registo de remunerações nos últimos 20 anos.
      Contudo, a melhor forma de calcular o valor e o período de tempo que irá receber de subsídio de desemprego é preencher o simulador acima. Nela poderá inserir outros fatores como, por exemplo, o valor dos subsídios de férias e de natal, bem como o seu enquadramento de IRS que poderão influenciar o valor a receber.

      Qualquer questão, disponha!

  4. Boa tarde. Preciso da vossa ajuda.
    Em junho deste ano, despedi-me do meu trabalho e enveredei por um caminho, um negócio próprio, mas com esta situação de pandemia as coisas complicaram-se e o projecto não se concretizou.
    Por isso, estou desde Junho até agora sem rendimentos.
    A minha pergunta é: tendo eu agora encontrado trabalho, quanto tempo preciso para ter direito ao fundo de desemprego? O meu contrato é de 3 meses.
    Muito obrigada