Utilidades

Simulador de Subsídio de Desemprego

Pedro Pais Pedro Pais , 7 Outubro 2013 | 409 Comentários

Quando o desemprego é iminente ou já uma infeliz realidade, convém saber com o que se conta. Para ajudar, desenvolvemos um simulador para calcular o subsídio de desemprego, que abaixo apresentamos. Com o simulador vai poder consultar a duração do subsídio e os valores a receber durante este período.

De salientar que os dados de remuneração a introduzir referem-se aos primeiros 12 meses dos últimos 14 anteriores à situação de desemprego. Exemplo: se ficou desempregado em Janeiro de 2017, considerará desde Novembro de 2015 até Outubro de 2016, inclusive.

Simulador de Subsídio de Desemprego

Dados contributivos
Dados referentes aos primeiros 12 meses dos últimos 14 anteriores à situação de desemprego

1 Nos primeiros 12 meses dos últimos 14 anteriores à situação de desemprego

Enquadramento em IRS
Situação familiar

Valor mensal inicial:

Valor mensal após 180 dias:

Duração:

Se a 31/03/2012 já tinha 450 dias de descontos nos últimos 24 meses e é a sua primeira situação de desemprego desde 01/04/2012, a duração é de
Partilhe este artigo

Deixar uma resposta

428 comentários em “Simulador de Subsídio de Desemprego

    1. Olá, Maria.

      A forma mais rápida de saber a resposta é mesmo preenchendo completamente o formulário.

      Ou está a ter algum problema na utilização da calculadora ou interpretação dos resultados? Em caso afirmativo, por favor, indique o máximo de detalhes possível, de forma a se poder resolver o problema ou a tentar tornar a calculadora mais simples de utilizar.

  1. As ajudas de custo e de deslocações ao serviçoda empresa conta para subsídio de desemprego? Sendo estás declaradas à segurança social?

    1. Olá, Luís.

      Em teoria, se esses valores entram para o cálculo da contribuição a pagar à Segurança Social, então entram para o cálculo das prestações que a Segurança Social lhe possa vir a pagar.

      Mas tipicamente esses valores deviam ser reembolsados pela empresa e não estar sujeitos a Segurança Social…?

  2. Boa tarde ! desejava saber se todos os valores que vem no recibo de vencimento ( ex comissões) servem no futuro em caso de ficar desempregado ou ate mesmo quando chegar a reforma, ( tenho 55 anos) contam para melhorar as mesmas.
    Pois esta tudo declarado no recibo de vencimento como sempre quis e quero. Obrigado

    1. Olá, Jorge.

      Resumidamente, todos os valores que contam para o cálculo da contribuição para a Segurança Social, contam para os efeitos que pretende…

      Os valores que não entram no cálculo da contribuição para a Segurança Social (por exemplo, o subsídio de alimentação) não contam para esses efeitos…

  3. Gostaria de saber quanto tenho que receber de fundo de desemprego com um ordenado de 645€ e dês e trabalhando a 32 anos com 47 de idade

    1. Olá, Anabela.

      Para responder à questão é preciso mesmo saber as respostas a todas as questões colocadas pela calculadora. A forma mais rápida de saber a resposta é mesmo preenchendo completamente o formulário.

      Ou está a ter algum problema na utilização da calculadora ou interpretação dos resultados? Em caso afirmativo, por favor, indique o máximo de detalhes possível, de forma a se poder resolver o problema ou a tentar tornar a calculadora mais simples de utilizar.

    1. Olá, Sara.

      Não foi pensado para isso, não (até porque, os trabalhadores independentes não têm direito ao subsídio de desemprego, mas sim ao subsídio por cessação de atividade).

      No entanto, diria que se indicar no salário médio o seu rendimento relevante (aquele sobre o qual são calculadas as contribuições para a segurança social, na maioria dos casos 70% da faturação bruta), pode chegar a um valor aproximado…

      Em qualquer caso, recomendo que leia a informação detalhada sobre o subsídio que se lhe aplica na página acima…

  4. A 18 Dezembro/2019 e a 7 Janeiro/2020 coloquei a minha questão solicitando a vossa ajuda. Reparei que já foram respondidos comentários / dúvidas posteriores à minha… Estarei a fazer algo errado aqui no site, para não responderem à minha questão ? Se sim agradeço que me digam como proceder correctamente….. Volto a deixar aqui a minha questão:

    Trabalhei cerca de 19 anos para a mesma empresa e por extinção posto trabalho, terminei contrato no fim de Abril de 2019. Sempre descontei. Estou no desemprego e deram-me cerca de 600 e tal dias. Agora li esta vossa frase: “Se a 31/03/2012 já tinha 450 dias de descontos nos últimos 24 meses e é a sua primeira situação de desemprego desde 01/04/2012, a duração é de 900 dias, mais 60 dias por cada 5 anos com registo de remunerações nos últimos 20 anos”
    A minha questão é: Não deveria ter direito a mais dias de fundo de desemprego ?? E como confirmar se o valor que me estão a pagar está correcto?? Fiz a vossa simulação, mas fiquei confusa com alguns dados pedidos e não sei se preenchi correctamente. Tenho 46 anos, trabalhei desde Outubro 1999 a Abril 2019, o meu salário ilíquido nos últimos tais 12 meses era de 632€ + 18,64€ de diuturnidades, sou solteira e sem filhos.
    Agradeço a vossa preciosa ajuda.

    1. Olá, Paula.

      Para responder à questão é preciso mesmo saber as respostas a todas as questões colocadas pela calculadora. A forma mais rápida de saber a resposta é mesmo preenchendo completamente o formulário.

      Ou está a ter algum problema na utilização da calculadora ou interpretação dos resultados? Em caso afirmativo, por favor, indique o máximo de detalhes possível, de forma a se poder resolver o problema ou a tentar tornar a calculadora mais simples de utilizar.