Crédito Consolidado

O que é uma consolidação de créditos?

Consolidar vários créditos num só é uma solução que o pode ajudar a poupar. Saiba como funciona e se pode contratar este produto.

Crédito Consolidado

O que é uma consolidação de créditos?

Consolidar vários créditos num só é uma solução que o pode ajudar a poupar. Saiba como funciona e se pode contratar este produto.

Um crédito consolidado é um produto financeiro que pode ser bastante vantajoso, caso reúna as condições e requisitos necessários para a contratação. Além de poder reduzir, de forma significativa, os seus encargos mensais numa situação mais complicada, pode ainda ser uma boa opção para ter simplesmente mais uma folga no orçamento familiar. Porém, é um produto que também pode trazer desvantagens.

Por isso, antes de ponderar contratar este produto, deve estar informado sobre os prós e contras de um crédito consolidado, como funciona na prática, se o pode contratar, e quais as diferenças para um consolidado com hipoteca.

Se tem interesse em saber mais sobre esta solução, temos uma equipa pronta para o esclarecer e aconselhar. Fale com um dos nossos especialistas.

O que é um crédito consolidado? 

Um crédito consolidado consiste num crédito pessoal que junta vários financiamentos num só e que, por norma, reúne melhores condições. Isto porque a taxa deste crédito é mais baixa do que a média das taxas dos outros créditos.  

Por isso, passa a pagar uma única prestação em que o valor é mais baixo do que as prestações individuais dos créditos que consolidou. Pode conseguir reduzir as prestações mensais até 60%. 

Para que possa contratar um crédito consolidado, é necessário ter mais de dois financiamentos além do crédito habitação. Por norma, podem ser cartões de crédito ou outros tipos de créditos pessoais sem finalidade ou crédito automóvel. 

Ou seja, em termos práticos, com este crédito consegue fazer uma melhor gestão dos pagamentos, uma vez que fica apenas com uma prestação para pagar. E mais baixa do que a soma das prestações de todos os empréstimos, em separado.

Contudo, é necessário cumprir certos requisitos para que possa consolidar os seus créditos. A instituição bancária vai verificar previamente se está elegível para contratar este crédito, para que possa aprovar com um risco diminuído. 

Leia ainda: Como pode a consolidação de crédito reduzir os meus encargos?

Quais os requisitos para fazer uma consolidação de créditos? 

Para que possa contratar um crédito consolidado, o primeiro fator que os bancos verificam é se tem alguma prestação de crédito em atraso. Só o pode fazer, caso não esteja em incumprimento.  

Por isso, caso tenha as contas regularizadas e esteja à procura de uma forma de diminuir as prestações dos seus créditos, considere a consolidação, tendo em conta os seguintes requisitos. 

1. Não pode estar em incumprimento 

Antes de aprovar o seu crédito consolidado, o banco vai verificar se o seu nome está na lista negra do Banco de Portugal. Caso esteja, não reúne as condições necessárias para contrair um novo crédito. 

Neste caso, deve tentar liquidar primeiro as suas dívidas, para que possa depois ponderar esta hipótese. Uma solução que tem é tentar renegociar as condições dos seus créditos atuais, para tentar regularizar a sua situação financeira. 

2. Tem de ter dois ou mais créditos 

Para que possa contrair este crédito, já tem de ter dois ou mais créditos contratados, seja cartões de crédito, créditos pessoais ou automóvel.  

Ou seja, além do crédito habitação, este produto destina-se a quem tem dois ou mais financiamentos e pretende reduzir o encargo mensal com as prestações

3. Situação profissional segura 

Outro fator que o banco analisa é a estabilidade da sua situação profissional. Caso esteja numa situação de desemprego ou com um contrato com termo que possa vir a terminar brevemente, é menos provável que o banco venha a aprovar o seu crédito consolidado.  

Também verificam se tem, por exemplo, mais despesas do que receitas, através da taxa de esforço. Caso a taxa seja alta, a instituição bancária considera-o um cliente de risco

Neste caso, se o banco decidir aprovar o seu crédito, pode apresentar-lhe soluções como solicitar garantias: um fiador ou fazer um crédito consolidado com hipoteca

Leia também: Quais os critérios para aceder ao crédito consolidado?

O que é um crédito consolidado com hipoteca? 

Um crédito consolidado com hipoteca significa que, neste produto, é utilizado um bem imóvel como garantia. Este imóvel garantido pode ser de habitação própria, secundária ou até o imóvel de um familiar. 

Utilizando um imóvel como garantia, aumenta a possibilidade de ver aprovado o seu crédito consolidado.  

Além disso, contratando um crédito consolidado com hipoteca tem ainda mais hipóteses de poupar no valor total das suas prestações. Isto porque a taxa de juro aplicada é, por norma, ainda mais baixa, e é possível estender ainda mais o prazo do contrato. Nestes casos, a poupança pode até mesmo alcançar os 70%

Deve ter em conta que, em caso de incumprimento num crédito consolidado com hipoteca, o banco fica com o imóvel.

Por fim, tenha em consideração que, ao fazer um crédito consolidado, na maior parte das vezes, está a aumentar a maturidade dos créditos, ou seja, vai pagá-los num prazo mais longo. 

Leia ainda: Como posso reduzir a minha taxa de esforço?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.