Carreira e Negócios

Simulador Salário Líquido 2024

Saiba qual será o valor do salário líquido em 2024, tendo em consideração as tabelas de retenção na fonte que vão vigorar este ano.

Carreira e Negócios

Simulador Salário Líquido 2024

Saiba qual será o valor do salário líquido em 2024, tendo em consideração as tabelas de retenção na fonte que vão vigorar este ano.

As tabelas de retenção na fonte de 2024 vão ditar algumas alterações ao nível do rendimento líquido dos trabalhadores. Mantêm-se os nove escalões estipulados no segundo semestre do ano passado.

Saiba qual será o seu rendimento líquido este ano, considerando as novas tabelas de retenção na fonte, e quanto do seu salário bruto vai para impostos e quanto paga a empresa pelo seu rendimento.

De realçar que as tabelas de IRS das Regiões Autónomas de 2024 ainda não foram publicadas.

Faça a sua simulação:

Dados para a simulação

1. Agregado familiar
2. Rendimentos
%
3. Subsídio Refeição

Resultado da simulação

Sem dados
Insira valores acima para ver os resultados da simulação
Erro de processamento

De acordo com os valores inseridos, esta é a composição do seu salário:
Salário Líquido
Segurança Social
Retenção IRS (%)
Ret. IRS - duodécimos ({[{ result.taxa_efetiva_base * 100 | number : 2}]}%)
{[{ result.duodecimos_retencao | currency: '€' }]}

Distribuição do salário líquido:
Rendimento Líquido
Subsídio de Alimentação
Duodécimos
Total
Trabalhador
Rendimento tributável
(inclui parte tributada do sub. de alimentação)
Retribuição extra +
Duodécimos +
Subs. de alimentação Subs. de alimentação (parte não tributada)+
Outros rendimentos não tributáveis +

Salário bruto

Retenção irs

(rendimentos{[{ result.duodecimos_retencao > 0 ? ' + duodécimos' : '' }]})

-
Retenção retribuição (ret. extra) -
Contribuição para Segurança Social -

Salário líquido
Valor bruto anual

Empregador
Custo mensal para a empresa
Custo anual para a empresa

Tabelas de retenção na fonte

Tabela de Retenção na fonte: {[{ input.localizacao.descricao }]}
Situação: {[{ situacao_tabela[result.tabela_key] }]}
Remun.
Mensal € 
Tx Marg.
Máx. 
Parcela
a Abater (€)
Parc. Adicional
por Dep. 
Tx. Efect.
Mensal Ret.
até mais de {[{ linha.maximo * 100 | number : 2 }]}%
{[{ linha.parcela_abater * 100 | number:2 }]}% * {[{linha.var1}]} * ( - R)
{[{linha.adicional | number: 2}]} {[{linha.var3 | number: 2}]}% {[{result.taxa_efetiva * 100 | number: 2}]}% n.a.

O que precisa para calcular o salário líquido?

Para conseguir calcular o valor final do seu rendimento líquido, precisa de saber:

  • Localização para efeitos fiscais (se Continente ou uma das Regiões Autónomas)
  • Qual a situação matrimonial (Solteiro, casado, um ou dois titulares);
  • Número de dependentes a cargo;
  • Qual o seu vencimento (valor do salário base);
  • Quais os valores de outros rendimentos que possa ter, como horas extraordinárias ou outros (para preencher devidamente o simulador tem de saber que tipo de rendimentos são: se descontam IRS e Segurança Social, se descontam apenas IRS ou se estão isentos;
  • Como recebe os subsídios de Natal e de Férias, se é por inteiro ou em duodécimos;
  • Qual o valor e de que forma recebe o subsídio de refeição

O que mudou em 2024?

O Governo introduziu, no segundo semestre de 2023, uma alteração ao modelo de tabelas de retenção na fonte que vigora em 2024. Estas passaram a seguir a lógica de taxa marginal, em linha com os escalões de IRS que são considerados para a liquidação anual do imposto.

As alterações implementadas tinham como objetivo garantir que não se verificavam situações de regressividade, ou seja, situações em que uma pessoa recebe um aumento da remuneração bruta, mas o rendimento mensal diminui.

Em 2024, mantiveram-se os nove escalões, atualizados em 3%, em linha com a inflação estimada para 2024. Além disso, houve uma descida das taxas marginais até ao 5.º escalão, que abrange os contribuintes com matéria coletável até aos 27.146 euros.

Saiba quais as mudanças que as alterações nos escalões de IRS implicam.

Este ano, houve ainda aumentos no salário mínimo e nas pensões, bem como uma subida no indexante dos apoios sociais (IAS) de 480,43 euros para 509,26 euros.

Partilhe este artigo
Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.