Emprego

Conheça os cursos que têm as melhores saídas profissionais em Portugal

Leia este artigo e fique a conhecer os cursos superiores com níveis de empregabilidade mais elevados.

Natacha Figueiredo Natacha Figueiredo , 24 Fevereiro 2020

Todos os anos, o site Infocursos publica os dados estatísticos referentes aos cursos superiores em Portugal, incluindo licenciaturas e mestrados integrados. É através destas estatísticas que podemos conceber uma ideia em relação aos cursos que têm as melhores saídas profissionais em Portugal.

No entanto é preciso salientar que as saídas profissionais e a empregabilidade são analisadas consoante o número de estudantes inscritos no IEFP como desempregados. Estes dados podem não ser 100% correspondentes à realidade, pois os recém diplomados podem não estar inscritos no centro de emprego, por estarem a trabalhar em outras áreas profissionais.

Os dados apresentados neste artigo, segundo a base de dados disponível publicada em 2019, tem como referência os estudantes diplomados de cursos entre 2013 e 2017. Já os registos do IEFP estão considerados até 31-12-2018.

Conheça as 5 áreas de cursos que têm as melhores saídas profissionais em Portugal

São vários os cursos e instituições de ensino que oferecem boas perspectivas para entrar no mercado de trabalho em Portugal.

Sendo o curso superior um investimento pessoal e profissional futuro, indicamos de seguida as áreas que oferecem as melhores perspectivas de empregabilidade em Portugal. Desta forma os estudantes conseguem ter uma noção baseada em estatísticas realizadas nos últimos anos, e podem refletir sobre as suas possibilidades como estudantes universitários.

A área de Engenharia oferece as melhores saídas profissionais

Os estudantes que têm como objetivo ingressar em cursos superiores na área de engenharia têm fortes probabilidades de ficarem empregados após concluírem o seu curso. Segundo os dados estatísticos do Infocursos, os cursos na área de engenharia com 100% de empregabilidade são:

  • Eng. Informática e de Computadores - 293 diplomados - Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
  • Engenharia Biológica - 254 diplomados - Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
  • Eng. Física e Tecnológica - 156 diplomados - Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
  • Engenharia de Computadores e Telemática - 149 diplomados - Universidade de Aveiro
  • Eng. Telecomunicações e Informática - 145 diplomados - Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
  • Engenharia Eletromecânica - 117 diplomados - Universidade da Beira Interior
  • Eng. Biomédica e Biofísica - 102 diplomados - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

Para além destes cursos , constam na base de dados com 100% de empregabilidade os cursos de engenharia de:

  • Segurança do Trabalho do Instituto Superior de Educação e Ciências de Lisboa;
  • Informática da Escola Superior de Tecnologia de Tomar do IP de Tomar bem como Informática na Universidade de Aveiro;
  • Geológica e Minas; Naval e Oceânica; ambos do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa;
  • Ambiente do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa
  • Eletrotécnica da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda;
  • Mecatrónica da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora;
  • Física da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto;
  • Industrial da Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco.

A área da saúde continua a ser uma área com altos níveis de empregabilidade

A área da saúde, através dos cursos de medicina e enfermagem, continua a garantir emprego em Portugal à maioria dos estudantes que termina os seus estudos universitários.

Dito isto existem várias instituições de ensino superior que se destacam pelo número de recém diplomados, e também registam 100% de empregabilidade. São algumas destas instituições:

  • Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa - 1452 diplomados;
  • Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra - 1192 diplomados;
  • Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto - 713 diplomados;
  • Universidade da Beira Interior - 490 diplomados;
  • Universidade do Minho - 487 diplomados

Já no curso de enfermagem, as instituições que se destacaram por conseguirem que os recém-diplomados não constassem inscritos no centro de emprego foram:

  • Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Portalegre - 283 diplomados;
  • E.S. de Saúde Egas Moniz - 131 diplomados;
  • E.S. de Saúde da Universidade do Algarve - 118 diplomados;
  • E por fim a Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa - 103 diplomados.

Medicina e Enfermagem não são os únicos cursos na área da saúde

Para quem pensa que apenas a medicina e enfermagem têm saída profissional em Portugal, fique a saber que existem outros cursos na área da saúde com 100% de empregabilidade. Fazem parte da lista de cursos:

  • Ciências Biomédicas - 163 diplomados - Universidade da Beira Interior;
  • Ciências da Saúde - 120 diplomados - Universidade de Lisboa;
  • Terapia da Fala - 87 diplomados - Escola Superior de Saúde de Alcoitão;
  • Química Medicinal - 72 diplomados - Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra;

Para além destes, os cursos de Óptica e Optometria, Cardiopneumologia e Ortóptica também podem revelar-se uma boa solução.

rapariga a estudar arquitetura faz plano de casa

A área de gestão, finanças e economia também tem bons níveis de empregabilidade

Os cursos de gestão, finanças e economia continuam a revelar-se uma boa escolha para quem pretende exercer a sua atividade profissional quando termina o curso. Segundo a base de dados mais recente do Infocursos, existem 6 cursos com 100% de empregabilidade. Fazem parte desta lista de cursos:

  • Finanças - 131 diplomados - Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa;
  • Gestão - 91 diplomados - Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo da Universidade do Algarve. A mesma instituição regista também o mesmo número de diplomados no curso de Gestão em regime noturno.
  • Economia - 52 diplomados - Universidade Lusíada;
  • Contabilidade e Administração - 41 diplomados - Instituto Superior de Ciências da Administração;
  • Gestão Aeronáutica - 35 diplomados - Instituto Superior de Educação e Ciências - Lisboa

A área de educação, embora numa escala menor, também tem boas opções

Embora a área de educação não apresente os resultados mais favoráveis, existem dois cursos de educação básica que obtiveram 100% de empregabilidade. São estes os cursos de:

  • Educação básica - 185 diplomados - Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal;
  • Educação básica - 149 diplomados - Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich

Psicologia é um curso que começa a garantir mais saídas profissionais em Portugal

Os cursos de psicologia têm garantido mais saídas profissionais em Portugal com o passar dos anos. Segundo os últimos dados, psicologia garantiu dois cursos com 100% de empregabilidade, nas seguintes instituições:

  • Universidade Lusíada no Porto - 45 diplomados;
  • Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa - 40 diplomados

Não desanime se o curso que pretende não faz parte das 5 áreas com mais saída

Embora as cinco áreas anteriores tenham registado óptimos resultados a nível de emprego, existem muitos outros cursos que garantiram bastantes saídas profissionais e também não registaram recém diplomados inscritos como desempregados.

Por exemplo, os cursos de Teologia e Ciências Religiosas, História da Arte, Arquitetura, Tecnologias de Informação, Matemática Aplicada e Computação, Planeamento e Gestão do Território e Turismo também são outras opções.

Caso esteja interessado em perceber se o curso superior que pretende frequentar tem saída apenas precisa de procurar o mesmo no site do Infocursos. Após escolher o seu curso e instituição de ensino poderá consultar diversas informações relevantes, como a média final do curso, empregabilidade, se os inscritos mudam de curso, entre outros dados.

Ler mais: 4 Passos para conseguir uma bolsa de estudo do ensino superior

Outros dados relevantes sobre as licenciaturas em Portugal

Para quem pretende iniciar a sua licenciatura brevemente, o site Infocursos revela dados estatísticos interessantes que vale a pena analisar. Por exemplo, sabia que 41% dos estudantes entraram no ensino superior através do primeiro concurso nacional de acesso?

Já em relação às provas para maiores de 23 anos, entraram no ensino superior através de uma licenciatura 11,4% dos estudantes registados. As mulheres continuam a ser maioria, sendo elas 55% dos inscritos, e os homens 45%. Em relação à nacionalidade, os estrangeiros representam apenas 10% nos estudantes a tirar uma licenciatura.

No que diz respeito às classificações finais de diplomados, a maioria dos estudantes apresenta uma média entre os 12 e os 15 valores.

Ler mais: Quanto custa fazer um erasmus? Prepare o seu orçamento

Partilhe este artigo

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)