Carreira e Negócios

Terminou a sua formação? Saiba como fazer um bom currículo

Após concluir a formação segue-se uma nova etapa: encontrar emprego. A elaboração do currículo pode ser vital para este processo.

Carreira e Negócios

Terminou a sua formação? Saiba como fazer um bom currículo

Após concluir a formação segue-se uma nova etapa: encontrar emprego. A elaboração do currículo pode ser vital para este processo.

Depois de muitas horas de estudo e pestanas queimadas, finalmente, terminou a sua formação. Muitos parabéns! No entanto, agora é hora de começar a preparar a nova fase da sua vida que se avizinha, a entrada no mercado de trabalha. Para tal, necessita de um bom currículo.

O currículo não é mais do que um documento onde se apresenta e descreve as suas competências e formação a um potencial empregador, com o objetivo de conseguir uma entrevista de emprego. Desta forma, e uma vez que em média um recrutador olha apenas durante 20 segundos para cada currículo que recebe, é muito importante que o seu se destaque e desperte a atenção de quem o vai ler.

O currículo deverá ser simples, claro, sóbrio, coerente, de fácil leitura e estar muito bem estruturado. O documento deve ter os seguintes campos: dados pessoais, formação académica, formação complementar, experiência profissional, competências linguísticas, competências informáticas e outras informações. Vejamos então, o que deve constar em cada um destes pontos.

Leia ainda: A importância das soft skills no processo de recrutamento

Dados pessoais

No início do currículo coloque os seus dados pessoais, nomeadamente, o nome, data de nascimento, morada, número de telemóvel, endereço de e-mail, linkedin, informação sobre se tem carta de condução e veículo próprio. Pode também colocar uma fotografia profissional. Neste campo, faça uma pequena apresentação de si: qual a sua área de formação quais as suas áreas de interesse, quais as suas competências comportamentais, por exemplo, capacidade de liderança, trabalho em equipa, resolução de problemas, planeamento e organização e comunicação.

Formação académica

Descreva a sua formação académica por ordem cronológica, ou seja, da mais recente para a mais antiga. Neste campo, deve indicar o nome do curso e do estabelecimento de ensino, bem como a data de início e conclusão do mesmo. Caso tenha obtido uma boa média (igual ou superior a 14 valores) pode colocar essa informação. Por exemplo, se for relevante para a função a que se está a candidatar acrescente informação da dissertação ou tese que tenha realizado, bem como a sua classificação.

Formação complementar

Neste campo, caso se aplique, indique alguma formação profissional ou complementar que tenha realizado, bem como o nome do estabelecimento de ensino e a duração da mesma.

Experiência profissional

Saiba quais os cursos superiores com maior empregabilidade
Ler mais

Na experiência profissional indique, sempre por ordem cronológica, os estágios e os trabalhos que realizou, evidenciando, as atividades que efetuou, as entidades para as quais trabalhou, a duração, bem como as classificações que obteve (no caso dos estágios). Aqui, mais importante do que descrever exaustivamente todas as atividades que realizou, será importante indicar, por exemplo, a diferença que fez, os resultados que alcançou, as melhorias que implementou. Esta descrição deve estar alinhada com as suas competências. Por exemplo, se na sua apresentação indicou que tem uma boa capacidade de liderança, dê exemplos concretos em como essa competência foi importante nalguma tarefa que tenha desempenhado.

Neste campo, pode ainda acrescentar trabalhos que tenha realizado esporadicamente, por exemplo trabalhos de verão ou em part time.

Leia ainda: Nem só de CV vive uma candidatura

Competências linguísticas

Informe quais as línguas estrangeiras que tem conhecimento, qual o nível de expressão oral, escrita e de leitura em cada uma delas. Se fez alguma formação específica em línguas deve indicar qual o estabelecimento de ensino e a duração da mesma. Coloque também a informação de eventuais estadias no estrageiro.

Competências informáticas

Neste campo, descreva os seus conhecimentos relativos a sistemas operativos ou programas específicos, bem como o nome do estabelecimento de ensino que frequentou e a sua duração (caso se aplique).

Outras informações

Neste campo, partilhe outras informações que possam ser relevantes para a função a que se candidata, por exemplo, atividades extracurriculares, Erasmus, ações de voluntariado que tenha realizado, entre outras. Tal como na experiência profissional, não se limite a descrever as atividades que efetuou, indique o que fez de diferente, que resultados alcançou, que melhorias implementou (deve conjugar com as suas competências).

Elaborar um bom currículo não é uma tarefa difícil, mas é necessário muito cuidado e atenção aos pormenores, nomeadamente na escolha do tipo e tamanho de letra, bem como na utilização de negritos. O currículo não deve ser confuso, deve ser claro e realçar o que é verdadeiramente importante e deve ter no máximo duas páginas. Tenha muita atenção à ortografia e pontuação. Recomendamos que antes de enviar os currículos peça a familiares ou amigos para o reverem.

Leia ainda: Como fazer um bom cv?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.