Seguros

Que tipos de seguros existem no ramo vida?

Apesar de a cobertura principal ser a morte ou a sobrevivência, existem mais seguros no ramo vida. Saiba mais sobre eles.

Seguros

Que tipos de seguros existem no ramo vida?

Apesar de a cobertura principal ser a morte ou a sobrevivência, existem mais seguros no ramo vida. Saiba mais sobre eles.

Um seguro de vida é um produto que tem como objetivo principal cobrir o risco de morte e/ou de sobrevivência. Assim, é dos seguros mais relevantes que uma pessoa pode ter, uma vez que a imprevisibilidade dos acontecimentos faz com que o risco esteja presente no nosso dia-a-dia.  

Estes produtos são instrumentos de proteção financeira quer para o tomador do seguro, como para a sua família. E apesar de a cobertura principal ser a morte ou a sobrevivência, existem mais seguros no ramo vida. Fique a saber mais sobre eles neste artigo.  

Leia ainda: Seguro de vida: Aspetos importantes a ter em conta

Seguros de vida 

Um seguro de vida é um contrato através do qual a seguradora se compromete a restituir o capital seguro a terceiros, caso aconteça algo ao beneficiário. O objetivo principal é a proteção da vida, em casos de morte, mas também em situações de sobrevivência, que resultam em invalidez.   

Assim, ao subscrever este seguro, caso algo lhe aconteça, seja morte ou uma situação de invalidez (ITP – Invalidez Temporária Permanente ou IAD – Invalidez Absoluta e Definitiva), a vida financeira da sua família fica assegurada.  

Há quanto tempo não revê as condições do seu seguro de vida?
Ler mais

Em caso de morte do titular do seguro, a seguradora garante aos beneficiários o pagamento do capital seguro.   

Numa situação de sobrevivência, a invalidez absoluta e definitiva (IAD), pode ser declarada quando, em consequência de doença ou acidente, a pessoa segura fica total e definitivamente impossibilitada de exercer uma atividade profissional, dependendo da assistência de terceiros. O grau de incapacidade da pessoa que possua IAD deve ser 80% (estado comummente designado como vegetativo). Nestes casos, é também atribuído um pagamento do capital seguro.   

A invalidez total e permanente (ITP) é também outro tipo de cobertura – mais abrangente - que garante o pagamento do capital seguro. Esta invalidez pode ser considerada quando, devido a uma doença ou acidente, se observarem as seguintes condições: 

  • Estar totalmente e permanentemente incapaz de exercer a sua profissão ou qualquer outra atividade compatível com os seus conhecimentos;  
  • Ser precedido de uma incapacidade total e permanente para o trabalho;  
  • Ser constatado, clínica e objetivamente, uma incapacidade funcional permanente de grau igual ou superior a 66%.  

Por ter maior abrangência, um seguro com cobertura ITP é mais caro.   

Seguros de nupcialidade/natalidade 

Os seguros de nupcialidade ou natalidade servem para assegurar o pagamento de um valor – que pode ser feito sob a forma de renda – no caso de se verificar um casamento ou o nascimento de filhos.  

Seguros de vida ligados a fundos de investimento (unit linked

Os seguros ligados a fundos de investimento, também conhecidos como unit linked são seguros de vida de capital variável em que o valor a receber pelo beneficiário depende, no todo ou em parte, de um valor de referência constituído por uma ou mais unidades de participação. 

As unidades de participação são, regra geral, representativas de fundos autónomos constituídos por ativos do segurador ou por unidades de participação de um ou vários fundos de investimento. E a sua rentabilidade depende da evolução do valor daqueles ativos. 

Este é um seguro que acarreta algum risco para o cliente, uma vez que pode não haver lugar a quaisquer rendimentos ou até dar-se o caso de haver perda de capital.   

Por outro lado, no melhor dos cenários, pode receber não só o capital investido, como também todos os ganhos decorrentes da valorização dos ativos. 

Leia ainda: Fundos de investimento: Conheça alguns conceitos antes de investir

Operações de capitalização 

As operações de capitalização são também outro produto do ramo vida. Consistem em contratos pelos quais a seguradora se compromete a pagar um valor previamente estipulado, decorrido um certo número de anos, em troca do pagamento de um prémio único ou periódico

Este valor pode ser determinado em função de um valor de referência e é pago ao subscritor ou ao portador do título da operação de capitalização na data do seu vencimento

Os seguros de capitalização garantem o capital investido, mas podem não garantir uma rentabilidade mínima. Isto acontece porque estes produtos estão normalmente associados a dois tipos de remuneração:  

  • Rentabilidade garantida: uma taxa de juro que é garantida todos os anos, podendo variar no momento da renovação da apólice. 
  • Participação nos lucros da seguradora: algumas apólices têm uma componente variável, que acaba por resultar de uma fórmula de cálculo sobre os lucros da companhia de seguros. 

Das apólices de seguro ligadas a fundos de investimento, além das informações específicas relativas aos contratos de seguros de vida, devem constar ainda informações quanto à forma como se constitui o valor de referência.  

Video Thumbnail
ícone do formato do post
Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #fundos de investmento,
  • #ramo vida,
  • #seguro de vida,
  • #seguros de capitalização,
  • #seguros de natalidade,
  • #seguros de nupcialidade
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

2 comentários em “Que tipos de seguros existem no ramo vida?
Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.