Mobilidade

Poupar a sério! Combustíveis

Depois de poupança em telecomunicações e créditos, falamos-lhe de como poupar em combustíveis e no seu carro. Saiba como neste artigo.

Pedro Pais Pedro Pais , 7 Novembro 2016 | 41 Comentários

Depois de poupança em telecomunicações e créditos, falamos-lhe de como poupar em combustíveis. Saiba como.

Pedro Pais é o fundador do financaspessoais.pt e do forumfinancas.pt. O Pedro é um dos maiores promotores de literacia financeira em Portugal contribuindo com centenas de artigos, ferramentas e simuladores que ajudam as pessoas a poupar, a investir ou a decifrar os mistérios da fiscalidade.

Na série de artigos "Poupar a sério!", já abordámos as rubricas como Telecomunicações, ou Créditos. No presente artigo iremos focar-nos nos combustíveis, uma das componentes mais significativas nos gastos com a utilização de viaturas.

rapariga loira no banco de tras de um carro com a janela aberta

Postos mais baratos vs cupões/descontos

A forma mais simples de poupar no combustível é comprar combustível mais barato. A diferença entre marcas mais regulares e as low-cost ronda os 7% a 10%, o que a longo prazo pode representar muito dinheiro poupado. A título de exemplo, estivemos a confirmar e facilmente as diferenças atingem os €0,12 por litro, o que para quem faça 20.000 km/ano representará €100-€150 por ano.

Mas estranhamente muita gente continua a preferir as marcas mais caras, sem que aparentemente haja motivo, excepto, claro está, se o posto low-cost ficar afastado das deslocações habituais.

Há quem acabe por utilizar as marcas mais caras e recorre a cupões e outros descontos para baixar o preço. Na nossa opinião esta táctica tem várias desvantagens:

  • Mesmo após os descontos é frequente que o combustível fique mais caro que nas low-cost.
  • Gasta-se tempo a arranjar cupões e outros esquemas para poupar, tempo esse que poderia ser bem melhor aproveitado, por exemplo para poupar a sério noutras rubricas.
  • Vários descontos e cupões exigem fidelização/habituação a cadeias de supermercados e a cartões bancários, o que limita a escolha do consumidor e pode trazer custos pouco evidentes.

Assim, recomendamos que opte por combustíveis em postos low-cost. Pode ver os preços de combustível em vigor no site da DGEG e no Mais Gasolina.

Modo de condução

Outra forma muito eficaz de poupar combustível é adoptar algumas mudanças no modo de condução, com efeitos muito realistas no consumo. Lembre-se que poupar 0,5 litros por cada 100 km representa mais de €120/ano para quem conduza 20.000 km.

Embora as mudanças benéficas no modo de condução sejam relativamente evidente, não custa reforçar as principais ideias, em grande parte retiradas do guia de eco-condução do IMTT:

  • Conduza a uma velocidade o mais constante possível e, acima de tudo, com suavidade, evitando acelerações/desacelerações e travagens bruscas. (Pode poupar 15% de combustível conduzindo a 80 Km/h, em vez de 100 Km/h).
  • Use a relação de caixa de velocidades mais alta possível. Uma mudança alta significa uma rotação mais baixa, que resulta num menor consumo de combustível. (Potencial de poupança: 10%).
  • Nas descidas de acentuada inclinação, deve manter o veículo engrenado numa mudança compatível (travar com o motor), obtendo assim maior segurança e consumo nulo.
  • Retire toda a carga desnecessária do porta-bagagens e assentos traseiros. (Potencial de poupança: 3%).
  • Acelerar e desacelerar suavemente. Acelerações bruscas provocam um consumo excessivo de combustível. Adicionalmente, quando trava ocorre dissipação de energia, que não é aproveitada para o movimento do veículo, pelo que deve travar suavamente e de forma antecipada antes do ponto previsto de paragem, permitindo aproveitar melhor o combustível injectado no motor.

Ler mais: Como poupar cerca de 100€ escolhendo o combustível que utiliza

Utilização de transportes públicos

Por último, a sugestão que deixamos para poupar é optar por usar mais frequentemente os transportes públicos, em detrimento do transporte particular.

Na realidade, não é certo que esta opção compense o custo dos combustíveis. Mas se pensarmos em todos os gastos relacionados com o usufruto de uma viatura, nomeadamente desgaste e estacionamento, a opção de transporte público compensa certamente. É também possível que acabe por poupar tempo, especialmente se poder optar por transportes que usam vias alternativas à rodoviária, como é o caso do metro ou do comboio.

Muitas vezes, o que faz mais sentido é até adoptar um cenário misto, em que a viatura particular é utilizada até algum ponto agregador de transportes públicos, sendo o resto do percurso efectuado através destes últimos. Cada caso é um caso, mas frequentemente é possível poupar dinheiro e até tempo, mantendo níveis de comodidade semelhantes.

O seu testemunho

Como faz para poupar nos gastos com combustíveis? Partilhe connosco as suas ideias. 🙂

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #combustíveis,
  • #poupança,
  • #poupar a sério,
  • #transportes
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

42 comentários em “Poupar a sério! Combustíveis

  1. São demasiados os testemunhos de utentes que tiveram problemas mecânicos devido aos low cost. Pergunta-se algures aqui se existe algum estudo que comprove se existe alguma verdade no que refiro anteriormente, e provavelmente até não haverá. No entanto esses estudos são são feitos por marcas que os estudam da forma que mais lhes convém.
    Fala-se aqui também que os talões são uma engano, algo que também não se compreende pois se a pessoa já iria comprar num determinado sítio para obter esse talão e pode depois abastecer numa galp, repsol, BP… onde sabemos já há muito tempo que os combustíveis têm uma qualidade superior (mesmo os simples).
    Mas pronto são OPINIÕES pois os estudos valem o que valem.
    Há dias vi um estudo de uma marca de telemóveis e similares que afirmava que os alunos aprendem muito melhor se nas salas de aulas utilizarem tablets em vez de cadernos e canetas… Quem melhor para realizar este tipo de estudos???

    1. “No entanto esses estudos são são feitos por marcas que os estudam da forma que mais lhes convém”. Os estudos valem imenso, muito mais que a experiência particular de A ou B. Claro que os estudos podem ser enviesados, por isso a importância de estudos independentes.
      “pois se a pessoa já iria comprar num determinado sítio para obter esse talão”. Mas porque é que já iria? O consumidor pode a qualquer momento escolher o local que mais lhe convier. Quando tem os talões, essa escolha fica limitada. Infelizmente, está provado que o sistema está bem montado, tal é o número de pessoas que acha que lhe estão a fazer um favor.
      “onde sabemos já há muito tempo que os combustíveis têm uma qualidade superior”. Eu cá não sei.

  2. Faço sempre compras no Pingo Doce principalmente a compra do mês. Por cada 40€ em comprar ganhamos 2€ em combustível. Como somos 4 pessoas em casa a compra do mês fica perto de 160€, logo acumulo 8€. Ao colocar 32€ de combustível tenho um desconto de 8€, pagando só 24€. Dá uma poupança boa se o gasóleo estiver a 1,259€ o preço final fica abaixo de 1€.

  3. Eu concordo com quem já disse que se fazem mais quilómetros/depósito com o combustível aditivado.

    Há uns anos, quando tinha de fazer cerca de 90 km todos os dias, atestei o meu automóvel durante 3 meses numa low cost. Um depósito durava uma semana (de 2.ª a 2ª, por exemplo). Nos seguintes 3 meses, comecei a atestar na Galp e um depósito durava mais um dia pelo menos (de 2.ª a 3.ª ou 4.ª de manhã).

    Desde essa altura não deixei mais de abastecer combustível premium.

    Tinha um “chaimite” de 1988 a diesel (1.8 cc) que, claro, papava de tudo!!

    Relativamente aos cupões e talões, o Pedro Pais afirma que condiciona a liberdade de escolha do consumidor. Concordo porque inconscientemente vamos a determinado local fazer compras pensando já no talão que receberemos.

    Mas se pensarmos que já fazemos compras nesse local ou cadeia de venda a retalho muito antes de haver estes cupões/talões e nos sentimos bem nesses locais, na minha opinião é juntar o útil ao agradável. 🙂

  4. Li há muito tempo atrás a aconselhar o galp evologic às 4ªf, pois além de poder utilizar o cupão do continente, dava para utilizar a app da galp e assim era vantajoso! Julgo até que foi neste forum…

  5. Espanta-me que ainda hajam pessoas que acreditam que há diferenças entre combustiveis low-cost e de marca… Para quem estuda Marketing é sabido que uma marca bem trabalhada para produtos iguais fatura muito mais a um preço mais elevado.
    E a agua no combustivel é para rir… Alguém se lembra de viaturas Mercedes terem abastecido numa bomba BP em Lisboa?
    Tenho carta há 21 anos, tive 3 viaturas e fiz centenas de milhares de quilómetros com combustiveis low-cost e nunca tive qualquer problema com as viaturas.
    Já agora, alguém tentou perceber como se faz a venda dos combustíveis refinados a estas marcas, por parte da Petrogal ???
    Tentam vender a ideia dos aditivos como se de vitaminas se tratasse!
    Quer queiram ou não as gasolineiras mais baratas, vendem o mesmo produto que as de marca, mas por um preço mais baixo.

  6. o que sempre foi referido é que se poupa a curto prazo na colocação de combustivel nas bombas low cost, mas paga se a fatura aa medio e longo prazo aquando do carro ir a oficina. Devido a quantidade de água que anexam ao gasoleo e gasolina. Ou seja poupa se num lado e depois gasta se o dobro na reparação de bombas ou outras peças do carro. Não sei se isto é marketing ou não, mas isto sempre dito por pequenas oficinas de bairro, que julgo não terem mercado nas gasolineiras, mas que observam e trabalham os motores e reparam essas avarias.

    1. Na minha opinião, não passam de mitos urbanos. Há alguma evidência científica de que os combustíveis low-cost são menos eficientes ou mais susceptíveis de provocar avarias nas viaturas?

  7. Não percebo este anticorpo aos cupões. A questão que coloco é: combustível ‘low cost’ logo sem aditivo, já tentou colocar desse ou com aditivo ou até galp evologic ou bp ultimate? a diferença em km é imensa e já pra falar nos danos potenciais ao veículo a longo prazo. Se fizerem o teste vêem logo a diferença. A galp às quartas faz preço evologic igual ao gasoleo com aditivo (a terminar este mês) no entanto já desde agosto em vigor. há o cupão da app galp 2cent/litro, que acumula ainda com os do cartão continente. Não perco tempo a procurar cupoes, eles até m vão ter a casa e o da app é só ligar a net no telm.

    1. Os cupões são uma praga que condiciona imenso a escolha do consumidor. Infelizmente a coisa tem sido tão bem feita que muita gente como a Sofia acha que lhe estão a fazer um favor. Em relação aos combustíveis, tem algum estudo independente que prove que os low cost causam mais danos ou são menos eficientes? Veja aqui http://observador.pt/2015/04/16/marcas-de-carros-confiam-nos-combustiveis-low-cost/ a opinião de algumas marcas de automóvel.

  8. Utilizo cupões e cartão continente:

    Ex: Preço base do gasóleo: 1,20€/L
    Desconto de cupão: -0,10€/L
    Desconto por pagar com Universo: -0,04€/L
    Desconto adicional de 1% c/ pagamento c/ Universo: -0,011€/L
    Total desconto: -0,141€/L (-11,75%)
    O Gasóleo passa a custar 1,059€/L

  9. Utilizo sempre o cartão BP ultimate experience /cartão sócio ACP, diesel aditivado, origina pontos de desconto na quota de sócio ACP.
    Os pontos são sempre a dobrar .