Crédito

Posso perder dinheiro fazendo um crédito consolidado?

Sofia Serrano Sofia Serrano , 21 Abril 2017 | 13 Comentários
Juntar todas as prestações numa só, consolidando os créditos, é uma solução que lhe permite fazer uma melhor gestão das suas finanças pessoais ou familiares. Mas será que pode perder dinheiro ao fazer um crédito consolidado?SIM. A consolidação de créditos pode ser a solução para controlar as suas despesas: ficará só com uma prestação, de um crédito que poderá ter uma taxa de juro inferior à média das taxas de cada crédito. Contudo, apesar de ser uma boa solução para muitos males financeiros das famílias portuguesas, se negociar ou gerir mal o seu crédito consolidado poderá perder dinheiro no longo prazo.

Se não quer perder dinheiro, tenha os cuidados abaixo

  • Taxa de Juros: se a taxa de juros do seu crédito consolidado for mais alta que a média das taxas de juros de todos os créditos que tinha anteriormente então consolidar pode não ser uma opção para si.
  • Aumento do prazo: Se estender demasiado o prazo do crédito consolidado poderá levar a que tenha pago mais no final.
  • Poupança: Se utilizar a folga financeira que vai conseguir todos os meses de forma não planeada ou para obter mais crédito poderá perder o controlo às suas despesas.
  • Fazer as contas: Se não fizer bem todas as contas ao que pode poupar em taxas de juros e ao tempo que vai acrescentar em prestações consolidando o seu crédito, poderá estar a pagar mais do que se pagasse cada crédito separadamente. Faça todas as contas ao cêntimo.

Três dicas para não perder dinheiro ao consolidar os seus créditos

1. Prazo e Taxa, são as variáveis mais importantes. Compare os prazos e taxas do seu crédito consolidado à dos seus créditos pessoais.

2. Aproveite parte da folga orçamental que ganha com o crédito consolidado para o ir amortizando.

3. Escolha criteriosamente a instituição onde vai realizar a consolidação dos seus créditos. Assegure-se que esta vai proteger os seus interesses e assegurar as melhores condições para o seu caso.

A redução de prestações através do crédito consolidado do Doutor Finanças pode ir até aos 60%.

A equipa do Doutor Finanças pode analisar o seu caso e calcular qual a poupança mensal que conseguirá obter. Inscreva-se no nosso serviço de crédito consolidado para que um consultor especializado possa analisar o seu caso e verificar quanto poderá poupar.

Aqui no Doutor Finanças ajudamos os nossos clientes a reencontrar o equilíbrio das suas finanças.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #amortização de créditos,
  • #como poupar dinheiro com o crédito consolidado,
  • #crédito,
  • #crédito consolidado,
  • #poupar dinheiro com crédito consolidado

Deixar uma resposta

16 comentários em “Posso perder dinheiro fazendo um crédito consolidado?

  1. E só tretas se tiver uma dívida ao banco de Portugal e quiser um crédito para pagar não enprestam

  2. Dinheiro irá perder perde sempre, no entanto ganha-se mais tempo. Pagar um cartão de crédito ou carro a 20 ou 30 anos (juntando ao crédito da casa por exemplo) nunca vai ficar mais barato se não se fizer amortizações antecipadas com frequência.

    1. Boa tarde José Sousa,
      Agradecemos o seu comentário.
      Gostaríamos de tentar entender em que sentido nos indica que está a ser mal acompanhado, pois do que podemos verificar tem existido sempre um contacto entre si e o nosso consultor, inclusive várias mensagem trocadas, sempre informando em conformidade o estado em que se encontra o processo.
      Ficamos a aguardar,
      Obrigada.

  3. Boa noite, quando se refere a consolidação de créditos, além dos créditos pessoais e cartões de crédito, está também incluído o crédito da habitação? Obrigado.
    Cumprimentos.

    1. Boa tarde João,

      Existem duas possibilidades:

      1. Fazer o crédito consolidado sem incluir o crédito habitação, é a opção mais comum;
      2. Se por acaso possuir um spread superior a 2%, pode transferir o crédito habitação para outro banco, e ao mesmo tempo se o imóvel suportar pode pedir um multiopções para liquidar os créditos de curto prazo (cartões de crédito, créditos pessoais, linhas de crédito, entre outros).

      Atenciosamente

      1. Boa tarde, cara Sofia, agradeço a sua resposta. Tenho um spread de 0,875 há vários anos no Santander, o que neste caso não vale a pena mudar de banco. Além do da habitação, o único crédito que possuo, que me está a dificultar a vida (mea culpa, claro) é um crédito pessoal no mesmo banco, de €10.000,00 a pagar em 96 meses, com uma prestação de €164,91 mensais, a qual é um pouco elevada para mim, actualmente. Deduzo que a melhor solução neste caso, afim de reduzir a prestação mensal, seria prolongar mais o prazo, certo? Ou haverá outra solução? Obrigado.
        Cumprimentos

    1. Bom dia

      Tendo uma incidência no Banco de Portugal a única coisa que poderá fazer é resolver o problema com essa instituição financeira. Até ter o problema resolvido não poderá ter acesso a crédito.

      A solução do Dr. Finanças passa por renegociar os seus créditos. Conseguirá poupar dinheiro e resolver o problema, altura em que poderá depois pedir um novo crédito consolidado.

      Cumprimentosdo

    1. Bom dia

      Sim, tem razão. Como qualquer ferramenta financeira, temos de saber as suas potencialidades e também as suas desvantagens para tomarmos as melhores decisões.

      Quais acha que são os casos em que a consolidação de créditos pode ser vantajosa e quais aqueles em que deveriamos recusar?

      Obrigado pelos seus contributos