Crédito Consolidado

Crédito Consolidado: Tudo o que precisa saber

Adriana Cabrita Adriana Cabrita , 16 Janeiro 2019 | 2 Comentários

O crédito consolidado tem sido cada vez mais requerido por quem procura aliviar as suas despesas e poupar algum dinheiro. Mas, será que sabe tudo sobre ele? Descubra neste artigo!  

A consolidação de todos os créditos pode ser uma solução eficaz para reduzir os encargos mensais com créditos e ganhar uma folga extra no orçamento mensal. Para que possa ter a máxima informação para analisar se esta é a melhor solução para o seu caso, elaborámos um guia com toda a informação que precisa saber sobre o crédito consolidado.  

  1. O que é o crédito consolidado?
  2. Que tipos de créditos posso consolidar?
  3. Como sei se posso ou não consolidar os meus créditos?
  4. Quais são os documentos necessários para dar início ao meu processo?
  5. Quais as várias etapas do processo de crédito consolidado?
  6. Que cuidados devo ter ao consolidar os meus créditos?
  7. Será que sei mesmo todos os créditos que tenho?
  8. Posso perder dinheiro com um crédito consolidado?
  9. O que é um crédito consolidado com hipoteca?
  10. Posso fazer um crédito consolidado com o meu nome na lista negra do Banco de Portugal?
  11. É possível fazer um crédito consolidado se estiver desempregado?
  12. Onde devo fazer um crédito consolidado?

O que é o crédito consolidado? 

Um crédito consolidado consiste na junção de todos os seus créditos, convertendo-os num único crédito com melhores condições, com uma taxa menor e um prazo de pagamento fixo. As suas prestações mensais podem reduzir-se em até 60% e, em vez de pagar várias prestações aleatórias, passa a pagar uma única prestação e ainda mais baixa. Por exemplo, se antes pagava 1000€ por mês na totalidade dos seus créditos, após consolidar os mesmos, pode passar a pagar até 400€ num único pagamento.  

Esta é uma solução relativamente eficaz para combater rapidamente o sobre-endividamento, em especial para as pessoas que estão sufocadas com créditos e não têm qualquer folga financeira mensal.  

Que tipo de créditos posso consolidar?  

Embora o crédito consolidado seja um produto financeiro muito abrangente, tal como nem todas as pessoas são elegíveis para fazê-lo, também existem créditos que não o são. Tais como:  

  • Créditos hipotecários – O crédito hipotecário é um contrato de crédito garantido por hipoteca, que incide normalmente sobre um imóvel e, que por norma, é a habitação própria. 
  • Créditos comerciais – São todos os créditos afetos a uma área comercial e que são efetuados por empresas. 
  • Créditos renegociados – São todos os créditos que por qualquer motivo já foram renegociados com a entidade bancária ou financeira. 

Por outro lado, pode consolidar: 

  • Créditos pessoais;
  • Créditos contraídos através de cartões de crédito e linhas de crédito.

Como sei se posso ou não consolidar os meus créditos? 

Embora cada caso seja um caso, e deva ser analisado isoladamente, existem vários fatores que deve ponderar antes de consolidar os seus créditos. Por exemplo, deve considerar em consolidar os seus créditos, se:  

  • Contraiu vários créditos e paga um total de mensalidades elevado; 
  • Precisa de crédito adicional devido a uma situação excecional (doença, divórcio, etc.); 
  • Quer simplificar e pagar apenas uma prestação em vez de várias. 

No entanto, dependendo do caso, consolidar os créditos pode nem sempre ser uma solução, existem logo à partida condicionantes que indicam que não o deve fazer, se:Tiver mais de 80 anos; 

  • Tiver mais de 80 anos; 
  • Não possuir uma situação profissional estável; 
  • Se a soma dos seus créditos for inferior a 5.000€; 
  • Tiver movimentações de jogo, tal como em casino ou em bolsas de apostas;
  • Não tiver rendimentos declarados em Portugal; 
  • Já se encontrar em situação de incumprimento com os bancos. Neste caso, deve optar pela renegociação de créditos. 

Leia ainda: Será boa altura para consolidar os meus créditos?

Quais são os documentos necessários para dar início ao meu processo? 

Para dar início ao seu processo de consolidação de créditos, precisa dos seguintes documentos: 

  • Documento de identificação
  • Comprovativo de morada
  • Comprovativo IBAN nominativo de um dos titulares do contrato 
  • Os 3 últimos recibos de vencimento/ Comprovativo de pensão 
  • Última declaração IRS (modelo 3)
  • Nota de liquidação do IRS
  • Mapa de responsabilidades do Banco de Portugal  

Uma questão que costuma ser bastante colocada é: "como posso obter o mapa de responsabilidades do Banco de Portugal?" É simples! Basta ir até ao site do Banco de Portugal, clicar em Obter Mapa > Serviço a Particulares>Central de Responsabilidades de Crédito, fazer o login com as credenciais de acesso ao Portal das Finanças e já está.  

Contudo, os especialistas do Doutor Finanças conseguem fazer uma primeira análise apenas com o formulário, o mapa de responsabilidades e o IRS.

Leia ainda: Como obter o seu Mapa de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal 

Documentos

Quais as várias etapas do processo de crédito consolidado? 

Pedir um crédito consolidado é um processo simples. No caso do Doutor Finanças as várias etapas do processo passam por:  

  • Análise e recolha de documentação; 
  • Preparação do processo e definição de argumentos de defesa do cliente; 
  • Contacto com os vários credores para obtenção da melhor taxa de juro; 
  • Aprovação do crédito; 
  • Liquidação dos vários créditos pela instituição financeira. 

Que cuidados devo ter ao consolidar os meus créditos?  

Apesar das inúmeras vantagens do crédito consolidado, convém não esquecer alguns riscos e inconvenientes que deve pesar, tais como:  

  • Apesar das prestações mais baixas, o prazo do crédito consolidado é geralmente mais alargado;
  • Ao aumentar o prazo poderá aumentar o montante total de juros suportados; 
  • A nova folga orçamental deverá ser bem gerida e não utilizada para novos créditos e despesas desnecessárias. Pois, se por um lado o acesso a mais financiamento é uma vantagem do crédito consolidado, por outro lado é também uma forma de cair em tentação e aumentar o seu endividamento.  

Tal como na maioria das coisas, existem sempre prós e contras que devem ser pesados e avaliados. Primeiro tente perceber se o crédito consolidado vai ser uma maneira de restabelecer o seu equilíbrio financeiro e um passo importante para não obter mais financiamento.

Leia ainda: Como utilizar a poupança que conseguiu com o crédito consolidado

Será que sei mesmo todos os créditos que tenho? 

São muitos os casos em que as pessoas não sabem quantos créditos têm. À partida pode parecer estranho, mas, na verdade, não é assim tanto. Isto porque pode ser surpreendido por um cartão de crédito em mora que já não se recordava, por um crédito de uma empresa cujo o seu cônjuge e que também é da sua responsabilidade, um descoberto bancário de uma conta que teve e que nunca cancelou, ou até aqueles cartões das lojas que parecem inofensivos, mas, que no fundo, não passam de mais um crédito.  

Pode evitar todas estas surpresas através de uma consulta rápida ao seu mapa de responsabilidades. O Banco de Portugal disponibiliza todos os meses, no seu site público, um mapa onde constam todos os créditos que cada cidadão tem registado junto dos bancos. Para aceder basta ir até à área de particulares no site do Banco de Portugal ou aceder diretamente por aqui. Recomendamos que utilize esta ferramenta com regularidade, para estar sempre a par de todo o seu histórico bancário e evitar adversidades.

Leia ainda: Sabe ao certo os créditos que tem nos Bancos? Saiba como verificar

Posso perder dinheiro com um crédito consolidado? 

Sim, apesar de todas as suas vantagens, pode perder dinheiro se negociar ou gerir mal o seu crédito consolidado. Isto deve-se, principalmente, à taxa de juro, ao aumento do prazo e a uma má gestão do dinheiro da folga mensal resultante da junção dos créditos. No entanto, numa primeira fase, a consolidação dos créditos permite que consiga fazer um fundo de poupança, conseguindo assim fazer frente a imprevistos sem ter que recorrer a nenhum crédito. Numa segunda fase, com a consolidação vai poder fazer uma amortização do crédito.

Leia ainda: Posso perder dinheiro fazendo um crédito consolidado?

O que é um crédito consolidado com hipoteca? 

Um crédito consolidado consiste na junção de todos os seus créditos, convertendo-os num único crédito com melhores condições. No entanto, o crédito consolidado com hipoteca é estar a utilizar um bem imóvel como garantia ao empréstimo. Tendo uma garantia imóvel o banco fica mais confortável em emprestar-lhe dinheiro, pelo que a taxa de juro será mais baixa (ingrediente fundamental para poupar dinheiro com crédito). Contudo, não se esqueça que, em caso de incumprimento do crédito com hipoteca do imóvel, a sua casa será dada como reembolso ao banco.

Leia ainda: Crédito Consolidado com hipoteca do Doutor Finanças

Posso fazer um crédito consolidado com o meu nome na lista negra do Banco Portugal? 

A Central de Responsabilidades de Crédito (CRC), mais conhecida como lista negra do Banco de Portugal, consiste numa base de dados sobre todos os créditos concedidos. Nesta lista encontram-se tanto as situações de incumprimentos, como as situações regularizadas.  

No entanto, se tiver incidentes bancários ou prestações em atraso no seu mapa de responsabilidades, existe grande probabilidade de não poder fazer qualquer tipo de crédito. Para estes casos, existem outras alternativas igualmente vantajosas, como por exemplo a negociação de créditos. Através da negociação de créditos é possível baixar as suas prestações de forma significativa sem ter de recorrer a novo financiamento.

É possível fazer um crédito consolidado se estiver desempregado?  

Quem estiver em situação de desemprego pode solicitar a consolidação dos seus créditos, no entanto, como este é um perfil de risco, é recusado pelos bancos.  

Leia ainda: Os melhores sites e agregadores de emprego em Portugal

Onde devo fazer um crédito consolidado? 

Depois de analisar todas as vantagens e desvantagens do crédito consolidado e verificar se esta é a melhor opção para si, em seguida, deve assegurar que escolhe uma entidade que protege os seus interesses e que assegura as melhores condições para o seu caso. Muitas entidades podem pedir um valor pelo serviço, contudo tenha atenção às burlas, nunca faça nenhum pagamento antecipado pela análise do seu caso.

Se pretender, pode contar com a ajudar do Doutor Finanças para analisar o seu caso e calcular qual a poupança mensal que conseguirá obter, e isto sem pagar qualquer custo por este serviço.  

A equipa do Doutor Finanças já ajudou milhares de famílias a reduzirem os custos com os seus créditos. Faça a sua simulação para saber quanto pode poupar juntando todos os seus créditos em apenas um!

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #consolidação de créditos,
  • #crédito consolidado,
  • #Crédito consolidados simulador,
  • #poupar dinheiro com crédito consolidado

Deixar uma resposta

6 comentários em “Crédito Consolidado: Tudo o que precisa saber

    1. Olá, Valéria.

      Por favor, clique na opção desejada no menu “Como podemos ajudar?” e preencha o formulário correspondente dessa página, com os dados do seu caso concreto.

      Em alternativa, preencha o formulário geral de contacto, cuja ligação pode encontrar no rodapé de qualquer página do portal do Doutor Finanças.

      Em qualquer caso, e após análise dos dados que indicar, será depois contactada por um especialista do Doutor Finanças para responder ao seu caso concreto.