Carreira e Negócios

Em que artigos colecionáveis vale a pena investir?

Gosta de antiguidades? Saiba quais os artigos colecionáveis que valem a pena e com os quais pode ganhar dinheiro extra.

Carreira e Negócios

Em que artigos colecionáveis vale a pena investir?

Gosta de antiguidades? Saiba quais os artigos colecionáveis que valem a pena e com os quais pode ganhar dinheiro extra.

Os artigos colecionáveis são, cada vez mais, um bom investimento. Se está a ponderar investir nestes produtos, saiba quais valem a pena e equacione se faz sentido avançar com alguns negócios e ganhar dinheiro com eles.

Pois bem, o número de investidores em artigos colecionáveis tem vindo a aumentar. Em primeiro lugar, porque qualquer um de nós o pode fazer. Além disso, não é preciso gastar muito dinheiro para começar e muitos artigos podem ser comprados online.

Por outro lado, até nas nossas casas guardamos coisas que nos podem render um bom dinheiro. Os sótãos costumam estar cheios de objetos da nossa infância, que guardamos para recordação ou a pensar que um dia podem fazer falta a alguém. Contudo, a maior parte estão apenas a ocupar espaço e a ganhar pó.

No entanto, até com estes produtos pode fazer dinheiro, já que há pessoas que gostam de colecionar artigos como brinquedos, discos de vinil, selos, notas antigas, entre outros.

Assim, reunimos os alguns dos artigos mais interessantes e procurados por quem coleciona. Sem grande esforço financeiro, pode comprá-los agora e mais tarde vender. Fica a sugestão para que possa fazer uma coleção de artigos rentáveis e, ainda, conseguir multiplicar o seu investimento.

Leia ainda: Onde posso vender as minhas moedas antigas?

Cuidados antes de vender artigos colecionáveis

  • Venda as suas coisas em sites certificados, como por exemplo, o OLX, Custojusto, Facebook Marketplace, entre outros;
  • Nunca forneça dados pessoais aos compradores;
  • Verifique e pesquise o preço do produto antes de comprar ou vender;
  • Tenha em atenção o preço pedido para artigos antigos;
  • Se realizar uma venda, prefira um local público;
  • Tome os devidos cuidados de higiene devido à pandemia da Covid-19.
  • Pesquise o máximo de informações sobre os objetos que pretende vender. Para tal, consulte a internet e visite feiras de antiguidades para ficar a par dos preços que estão a ser praticados;
  • Tente negociar os preços, independentemente de ser para cima ou para baixo.

Prefira vender ao consumidor final. Tendencialmente, é mais rápido vender a um negociante de antiguidades e usados, mas regra geral são praticados preços inferiores, pois tem de haver margem para o seu lucro.

Em alternativa, pode criar uma loja online, em sites verificados para o efeito como já indicado anteriormente (OLX, por exemplo). Contudo, pode demorar mais tempo a encontrar um comprador.

Obtenha um dinheiro extra com artigos colecionáveis

De facto, muitos artigos ganham valor com o tempo e alguns deles transformam-se em pequenas fortunas sem nos apercebermos. Vender ou leiloar esses artigos pode ser uma forma de ganhar algum dinheiro extra, sem grande esforço. Em seguida, damos alguns exemplos:

Uísque entre os mais colecionáveis

O uísque é como o” Vinho do Porto”, quanto mais velho melhor! Ou seja, com a idade, não só se tornam melhores como mais raros. Assim, é um investimento em clara expansão e que vale a pena ter em conta. A raridade de um uísque é avaliada de acordo com o índice Rare Whisky 101 Apex 1000. Em cerca de 8 anos aumentou mais de 300%. No caso dos “uísques single malte”, cada vez mais procurados, alguns aumentaram de valor em 500%.

Vinho do Porto: no topo dos artigos colecionáveis

Tal como o uísque, os vinhos do Porto podem valer um bom dinheiro e quanto mais antigos, mais valiosos são. Na plataforma de leilões da Catawiki, onde se podem encontrar vinhos únicos e exclusivos de todo o mundo, o “Vinho do Porto” é do mais procurados. É uma categoria de produtos de identidade portuguesa que conta com milhares de fãs em todo o mundo que seguem de perto estes leilões. O investimento no vinho é um fenómeno relativamente recente, mas em claro crescimento, com mais de 4.300 vinhos do Porto e outros vinhos doces a serem vendidos nesta plataforma, apenas no último ano. Por exemplo, recentemente, um Porto Vintage Quinta do Noval Nacional 2000/2001 foi vendido por 1.000 euros na "Catawiki".

Porcelanas chinesas

Com o crescimento e importância mundial do mercado chinês pode valer a pena investir em artigos que sejam procurados neste mercado, como por exemplo, as porcelanas chinesas. À semelhança de outras antiguidades, são um bom investimento. Assim, quem tiver uma peça destas pode ter uma relíquia.

Taxidermia

A taxidermia é a arte de colocar animais em poses e vestidos de papéis humanos. Há muito que existe uma tendência de crescimento para esta arte e pode valer muito dinheiro. Segundo os especialistas, quanto mais estranho for o objeto, mais valor tem, sendo que algo bizarro pode ter muito valor.

Fotografias de imprensa

Atualmente, existe uma grande procura por trabalhos fotográficos publicados em revistas ou jornais. Por exemplo, está cada vez mais na moda ter a impressão original de uma imagem famosa e é uma coleção relativamente simples e económica de fazer.

Malas “vintage”

Muitas vezes ignoradas ou esquecidas pelas gerações mais novas, as malas vintage podem atingir valores muito interessantes. Algumas pessoas decidem doá-las em vez de considerarem vendê-las. Por isso, se ficar atento a lojas de usados ou a leilões online, pode encontrar malas interessantes por um preço razoável.

Leia ainda: Se tem roupa que já não usa, saiba onde e como pode vendê-la

Motos japonesas também são colecionáveis

John Searle, especialista em motos da Catawiki, aconselha que a melhor forma de investir em motos é não só comprar um tipo de moto popular, mas também encontrar um exemplar o mais original possível, quase saído de fábrica e cheio de história. Qualquer moto que seja possível provar, que pertenceu a alguém famoso, é um bom investimento. Igualmente, as motos britânicas anteriores a 1945, motos de corrida originais e motos clássicas japonesas da década de 70, são muito procuradas. Assim, o mercado das motos clássicas está em claro crescimento dado que muitas pessoas procuram o modelo que mais lhes faz lembrar a sua juventude.

Peças de murano

Se os seus avós casaram na década de 1960, é muito provável que tenham tido peças de murano, um vidro pesado e cheio de detalhes coloridos, produzido justamente na cidade de Murano, em Itália. Este tipo de artesanato foi moda naqueles tempos e, atualmente, estas peças mais antigas são muito valorizadas por colecionadores e decoradores.

Tenha apenas atenção para falsas peças de murano, é preciso saber distinguir entre o que é verdadeiro e imitação.

peças de Lego espalhadas no chão

Brinquedos da infância

A nostalgia faz com que muitas pessoas procurem brinquedos da sua infância. Estes brinquedos "vintage" e "retro" são um bom investimento. Muitos colecionadores estão dispostos a pagar valores elevados para recuperar alguns "tesourinhos" de infância.

Sabia que um dos brinquedos que melhor vende pelo mundo fora são os "Lego"? Quem gosta, está disposto a pagar valores elevados pela peça que falta para o seu conjunto. Ainda sobre brinquedos, por exemplo, existem colecionadores à procura de completar as suas coleções de brinquedos do “Happy Meal” da McDonalds.

Taças

A taça em que a sua avó, por exemplo, brindou com champanhe o seu noivado pode valer um bom dinheiro. Mas é sempre bom pesquisar, pois o preço deste tipo de produto também varia de acordo com a sua origem, o trabalho do artesão, o material, se é de vidro ou de cristal, etc.

Por exemplo, bares especializados em "coktails" costumam dar valor a este tipo de produto, pois alguns profissionais de bares gostam de servir as suas misturas em taças e copos com estilo antigo.

Arte contemporânea

Para os investidores em arte, faz todo o sentido investir em artistas novos, em início de carreira, pois no futuro podem ser muito rentáveis. Se os artistas tiverem em ascensão, a posterior popularidade pode valer muito dinheiro. Uma tendência na arte contemporânea é a da “flip art”. Nesta corrente, um artista emergente reproduz a sua arte em massa. Isto permite aos colecionadores adquirirem diversas cópias para vender posteriormente a preço superior e conseguir assim um lucro rápido.

Livros de banda desenhada

Regra geral, as primeiras edições em excelente estado acabam por atingir preços elevados. Contudo, sabia que os livros de banda desenhada modernos podem valer muito dinheiro? Lembre-se de que as primeiras edições valem sempre mais, a primeira vez que uma personagem aparece ou o n.º 1 de uma coleção são sempre os livros mais valiosos.

Selos

Regra geral, os selos aumentam sempre de valor. Quanto melhor for o seu estado de conservação mais elevado será o valor. Selos em ótimo estado e que nunca tenham sido colados podem atingir valores incalculáveis. Estamos a falar de artigos que na maior parte dos casos o valor original são de apenas alguns cêntimos.

Cartas “Pokemon”

Em 2016, o “Pokémon Go” transformou-se num verdadeiro fenómeno à escala mundial. No entanto, se ainda guarda estas cartas com mais de 20 anos, pode estar na posse de um objeto bem valioso. As cartas raras são, nos dias de hoje, muito populares entre colecionadores que estão dispostos a pagar valores elevados por alguns artigos mais raros.

Discos de Vinil

Outra raridade nos dias de hoje. Os exemplares mais valiosos podem chegar aos milhões de euros, mesmo os mais desconhecidos. Um dos discos mais valiosos discos pertence aos “The Quarrymen”, uma banda de 1958 composta por Paul McCartney, John Lennon e George Harrison antes de se tornarem os Beatles. Está avaliado em 235 mil euros pela Record Collector e inclui a canção “That’ll Be The Day”.

Telemóveis antigos

Mesmo com todas as tecnologias e recursos dos modernos smartphones, ainda há pessoas que fazem questão de ter um telemóvel antigo, um pouco como os carros. Então, veja se não tem ainda um modelo de telemóvel antigo interessante. Pode valer um bom dinheiro e está parado na sua gaveta!

Game Boy e outras consolas antigas

A primeira edição do Game Boy da Nintendo foi em 1989. Hoje, estas consolas portáteis podem alcançar valores incríveis em leilões, assim como outras consolas mais antigas da década de 1990. Se estiver na posse de um destes objetos e tiver curiosidade em saber o atual valor de mercado, pode utilizar o serviço de avaliação gratuita da Catawiki, disponível em Portugal.

Notas e moedas antigas em destaque entre os artigos colecionáveis

Pondere vender as notas e moedas antigas que tem guardadas na gaveta e que já saíram de circulação. É uma forma fácil de ganhar dinheiro. Para transformar este dinheiro parado em dinheiro vivo no seu bolso.

Como vender notas e moedas antigas?

Notas e moedas são artigos que vale a pena sempre colecionar. Mas sabe onde e como os vender? Então, é simples! Dirija-se a casas de notas e moedas ou casas de colecionismo. Em alternativa, pode visitar as feiras de artigos usados onde os colecionadores vendem e compram este tipo de artigo.

Pode ter uma ideias dos preços praticados em sites como o Notas da República e o Portugal Moedas. Para saber o valor de notas antigas pode consultar igualmente o livro anual de catálogo com os valores das diversas moedas e notas. Para vender as notas de coleção online pode ainda tentar sites de leilões como o OLX e o Coisas. Consulte anúncios com notas semelhantes nestes sites de leilões antes de pedir um valor pelas suas.

Como trocar notas e moedas antigas?

Nos artigos que vale a pena colecionar, pode pensar trocar em vez de vender. Para isso, deve dirigir-se a um dos 10 balcões de tesouraria do Banco de Portugal distribuídos pelo país. Note que, o Banco de Portugal já não aceita a troca de moedas de escudos, mas ainda aceita a troca de notas de escudos até 20 anos depois da sua saída de circulação.

Por outro lado, para trocar notas de escudo deve preencher um formulário de requisição de numerário, onde identifica e discrimina as quantidades de notas a entregar e a receber em troca (consulte as datas de prescrição das notas de escudo).

Além do mais, o Banco de Portugal aceita ainda trocar notas de países que aderiram ao Euro durante dois meses após a data em que esse Estado-Membro aderiu ao euro. Para mais informações sobre como trocar notas pode consultar o site do Banco de Portugal.

Leia ainda: Como dar uma segunda vida a objetos que já não utiliza?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.