Finanças pessoais

Franquia do seguro automóvel: O que é, como funciona e que cuidados ter

A franquia do seguro automóvel é um ponto chave a ter em conta quando o contrata. Saiba o que é e como funciona.

Finanças pessoais

Franquia do seguro automóvel: O que é, como funciona e que cuidados ter

A franquia do seguro automóvel é um ponto chave a ter em conta quando o contrata. Saiba o que é e como funciona.

Saber o que é a franquia do seguro automóvel é muito importante, sobretudo em caso de sinistro. A franquia pode fazer com que pague menos. Mas, será que vale a pena?

Muitas vezes, o tomador do seguro desconhece o valor a pagar em caso de acidente. Pois é, o seguro não cobre o total dos danos, pelo que uma parte do prejuízo fica a seu cargo.

O que é a franquia do seguro automóvel?

Em Portugal, o seguro automóvel é obrigatório, por lei, para todos os veículos terrestres com motor (e respetivos reboques) para os quais é exigido um título de condução.

Para muitos condutores a única preocupação prende-se com o valor do prémio a pagar. Contudo, deve ter em atenção todas as coberturas que o seu seguro inclui, bem como as restantes condições do contrato, nomeadamente o valor da franquia, o qual tem impacto direto no preço do seu seguro automóvel.

De acordo com a  Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), “a  franquia corresponde ao valor que fica a cargo do tomador do seguro, em caso de  sinistro”, responsabilizando-o por uma parte do prejuízo.

Onde posso ver qual é a franquia?

Em certos casos, pode negociar a existência de franquia com a sua seguradora. Dessa forma, ao assinar o contrato, já sabe o tipo e valor da franquia do seu seguro.

No entanto, em caso de esquecimento e se precisar de saber o valor da franquia, pode sempre consultar a sua apólice de seguro. Assim, procure nas condições particulares. Estas cláusulas, estabelecidas para o seu caso em concreto, incluem informações relevantes. Além da franquia, pode ver, por exemplo, quais as coberturas adicionais, o valor que está seguro e a data de início do contrato. 

Leia ainda: Automóvel: o que é um seguro de danos próprios?

Como calcular a franquia do seguro automóvel?

A franquia pode ser:

  • um valor fixo, independentemente dos danos do acidente;
  • uma percentagem do valor do carro ou dos danos.

Para mais fácil compreensão, imagine que tem um acidente e que o seu carro tem um valor comercial de 20.000€. O valor dos danos causados ascende a 1.300€, sendo assim necessário ativar o seu seguro. Vamos simular duas situações conforme o tipo de franquia, ou seja:

Percentagem do valor do carro

Suponha que, de acordo com a sua apólice de seguro, a franquia que contratou é de 5%. Neste caso, o valor dos danos que fica a seu cargo totaliza 1.000€, independentemente dos estragos terem tido um valor superior. Já a seguradora, tem de pagar os restantes 300€, perfazendo o total de danos do acidente no valor de 1300€.

Valor fixo

Agora, suponha que, de acordo com a sua apólice de seguro, a franquia que contratou são 900€.  Então, este é o valor que tem de pagar pelos danos do acidente que teve. Logo, o restante valor fica a cargo da seguradora que, neste caso, terá de pagar ainda 400€, perfazendo o total de danos do acidente no valor de 1300€.

Em suma, enquanto tomador do seguro, é sempre responsável pelo pagamento da franquia. Se o valor dos danos for superior à franquia, o valor remanescente é sempre pago pela seguradora.

Leia ainda: O seu seguro automóvel é muito caro? Saiba porquê

Casal em viagem de carro

Como funciona a franquia do seguro automóvel?

Algumas seguradoras têm franquias obrigatórias, enquanto outras optam por negociar com o tomador do seguro um valor fixo ou percentagem.

Esta franquia funciona de duas formas, consoante o tipo de seguro e as coberturas que o mesmo inclui e que são ativas.

Assim, se tem um seguro de danos próprios, a seguradora deduz o valor da franquia ao valor da indeminização que tem de lhe pagar. Neste caso, não tem de se preocupar em pagar nada à sua companhia de seguros depois.

Por outro lado, se tem um seguro de responsabilidade civil, a seguradora paga a indemnização na totalidade aos terceiros lesados no acidente. Contudo, o tomador do seguro tem de pagar à companhia de seguros o valor da franquia, posteriormente.

Se o prejuízo resultante do sinistro for inferior ou igual ao valor da franquia, o pagamento é inteiramente da responsabilidade do tomador do seguro. A seguradora apenas cobre os danos que são superiores à franquia, até ao montante do capital seguro.

Qual o peso da franquia no valor do prémio?

As franquias nos contratos de seguro automóvel são uma proteção para as seguradoras que, em caso de acidente por parte do tomador do seguro, sabem que uma parte dos danos causados é paga por este último. Por outro lado, quanto mais elevado for o valor da franquia, mais baixo é o prémio do seguro. Por isso, são sempre dois pontos a pesar na balança, antes de negociar um seguro.

Assim, uma vez que é o tomador que fica responsável por parte dos prejuízos, as seguradoras conseguem reduzir os custos, pois acabam por não ter de assegurar o pagamento de danos mais reduzidos. Muitas vezes, alguns sinistros nem chegam a ser participados às companhias. Ou seja, um pequeno acidente em que os danos sejam inferiores ao valor da franquia, o tomador do seguro já sabe que vai ter suportar os danos causados.

O que deve ter em conta na definição de uma franquia?

De facto, ter um seguro com um prémio anual reduzido pode ser bastante apelativo. Contudo, se a sua seguradora apresenta um preço mais baixo, provavelmente o valor da franquia vai ser mais elevado em algumas coberturas.

Ainda assim, não é expectável que tenha acidentes com regularidade. Nesse sentido, ter uma franquia mais elevada e um prémio de seguro mais baixo pode ser uma forma de incentivar os condutores a ter mais cuidado na estrada.

Em suma, a franquia é um fator chave na negociação de qualquer seguro automóvel. Negoceie o melhor seguro possível. Na verdade, o ideal é nem precisar de usar o seguro. Por isso, tenha sempre uma condução defensiva. A sua carteira agradece.

Leia ainda: Seguro automóvel: o que avaliar antes de escolher

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.