Carreira e Negócios

Linkedin: Como criar um bom perfil profissional e ser visto

O Linkedin é uma rede social muito valorizada no meio profissional. Siga estas dicas para ter um bom perfil e ser encontrado nesta rede social.

Rita Amaral Rita Amaral , 2 Março 2020

O Linkedin é uma rede social muito valorizada no meio profissional, pois pode ser uma ferramenta poderosa para se apresentar, fazer networking ou encontrar oportunidades de emprego.

O Linkedin é uma rede social norte-americana criada em 2003. Em Portugal, tem mais de 3 milhões de utilizadores, que contribuem com os seus conteúdos e perfis para dinamizar a rede social.

Muitos utilizam esta ferramenta para procurar emprego ou para fazer networking, de forma a potenciar os seus negócios.

Se ainda não tem um perfil no Linkedin e quer ser visto nesta rede social, siga as dicas deste artigo.

Como ter um bom perfil no Linkedin

rapariga loira a tirar uma foto com camara branca

Ao criar uma conta no site, pode seguir passos recomendáveis pela plataforma. Estes passos ajudam-no a preencher o seu perfil até chegar ao estágio de "perfil campeão". Quando tiver as informações essenciais para um bom perfil, irá ter mais visibilidade na mesma e utilizar essa atenção para concretizar os seus objetivos.

Ter uma boa fotografia

O Linkedin é uma rede social profissional, pelo que deve ter uma imagem de perfil cuidada. Opte por imagens claras, de busto, com o rosto para a frente. Ter ou não ter sorriso visível vai depender do seu perfil profissional e a mensagem que quer passar. Evite imagens com bebidas, de noite ou escuras, em que não se percebe o rosto. A sua imagem também dá uma primeira impressão a quem veja o seu perfil.

Preencha o resumo

Falar de si pode ser uma tarefa difícil, pois quer ser imparcial e realçar os seus melhores atributos, sem parecer convencido.

O resumo deve indicar as melhores competências e experiências, bem como ter uma mensagem inspiracional, realçando o que valoriza num emprego ou numa organização. Pode também mencionar resultados profissionais que suportam os seus conhecimentos técnicos. Se tiver uma carreira internacional, pode preencher o perfil em inglês ou optar por ter o mesmo perfil em duas versões.

Uma dica: não fale na terceira pessoa. É o seu perfil, por isso, adopte a primeira pessoa do singular, para que sintam que há uma pessoa real do outro lado.

Preencha a experiência profissional relevante

Quem está a fazer o perfil pela primeira vez, pode-se perguntar: devo colocar toda a minha experiência profissional?

Tal resposta depende do seu critério, mas deve sempre colocar a experiência profissional relevante. Se olhar para outros perfis, irá ver que os empregos seguem uma ordem cronológica, pelo que, se houver um gap entre duas experiências, podem-lhe perguntar o que fez nessa altura.

Em cada um dos empregos mencionados, acrescente uma breve descrição das suas funções (em forma de lista), dos resultados alcançados e alguns softwares utilizados ou atividades desenvolvidas. Utilize palavras-chave relacionadas com o setor ou negócio, para mostrar também o seu conhecimento especializado.

Leia ainda: Conheça as tendências do mercado laboral em 2020

Coloque as suas competências

As competências, ou skills, mostram os seus conhecimentos específicos. Ao preencher este campo, outros utilizadores podem recomendar essa competência que veem em si. Tal permite-lhe criar credibilidade, profissionalismo e especialização nas áreas escolhidas.

Quando um potencial recrutador encontrar o seu perfil, vai ver quais as suas melhores competências e talvez fazer-lhe um convite informal para uma entrevista.

Estas valências também são usadas na procura de vagas na plataforma. Ao colocar uma vaga, os recrutadores devem mencionar as skills que mais valorizam. Se o seu perfil fizer correspondência com, pelo menos 5 competências, haverá mais probabilidades de ser considerado, caso envie a sua candidatura.

Não esquecer a formação académica e profissional

A formação académica e a formação profissional são duas áreas importantes de preencher.

Mesmo que só tenha a licenciatura, é relevante indicar a mesma. Assim, tem a mesma informação que tem num CV. Se continuar a sua formação com pós-graduações ou mestrados, são também relevantes de colocar.

Para a formação profissional, coloque os cursos realizados e também a hiperligação para o certificado, como prova dos seus conhecimentos. Deve também preencher a instituição ou centro de formação e a data de validação. Como são organizados de forma cronológica, é possível ver as formações feitas ao longo do tempo.

Peça recomendações

Depois da informação preenchida e de adicionar pessoas da sua empresa e outras conhecidas, pode também enriquecer o perfil com as recomendações.

As recomendações são uma secção em que outros profissionais podem escrever uma breve nota sobre o seu trabalho. Estes comentários devem vir de parceiros ou colegas que tenham tido contacto direto consigo.

Para começar a ter recomendações, porque não fazê-las aos mais próximos? Passe à frente os familiares e fale dos seus colegas ou ex-colegas de trabalho. Deixe um pequeno texto no perfil e poderá ter outro de volta. Estes testemunhos estão visíveis no perfil e são recomendações diretas do seu trabalho, podendo ser muito úteis também para o CV tradicional.

Como dinamizar o perfil no Linkedin?

profissional sorridente a mexer no computador portatil

Agora que tem um perfil preenchido, há que dinamizá-lo.

Para o poderem encontrar, pode-se dedicar a criar conteúdos. Escrever artigos ou breves publicações sobre a sua especialidade permite fomentar o debate de ideias, chegar a outros profissionais e ser reconhecido pelos seus conhecimentos.

Pode também comentar publicações de outros profissionais com ideias construtivas, para que seja visto. Estas primeiras interações vão ajudá-lo a conhecer a plataforma e a tirar várias potencialidades da mesma, como fortalecer o networking ou promover o seu negócio.

Como procurar oportunidades de emprego no Linkedin?

Nos últimos anos, o Linkedin também se tornou num portal de procura de oportunidades de emprego. Como as empresas também podem criar perfis na rede social, têm à disposição uma ferramenta que permite divulgar uma vaga e ser visível para os utilizadores individuais, que podem ser potenciais candidatos.

Desde pequenas e médias empresas a multinacionais, a página de Vagas facilita o processo para o candidato. Este pode ver, numa vaga, quais as competências pedidas (e se tem correspondência com o perfil procurado) ou ver quantas pessoas concorreram à mesma. Se estiver interessado, pode ainda fazer uma candidatura simplificada, enviando o seu perfil de Linkedin ou anexando um ficheiro de CV e candidatar-se a uma vaga em pequenos minutos. Para conhecer as vagas, siga empresas para estar atento às mesmas.

Estes são alguns passos que deve dar para ter uma presença mais forte no Linkedin. Ao utilizar as ferramentas disponíveis, pode atingir os seus objetivos, quer seja promover o seu negócio, quer seja encontrar um novo emprego ou aumentar a sua rede de contactos profissional.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

Um comentário em “Linkedin: Como criar um bom perfil profissional e ser visto