Carreira e Negócios

Trabalhar em part-time: 7 dicas para ter sucesso no seu emprego

Trabalhar em part-time é uma das opções a ponderar se está à procura de um rendimento extra. Conheça os seus direitos e deveres.

Carreira e Negócios

Trabalhar em part-time: 7 dicas para ter sucesso no seu emprego

Trabalhar em part-time é uma das opções a ponderar se está à procura de um rendimento extra. Conheça os seus direitos e deveres.

Trabalhar em part-time continua a ser uma opção de emprego para muitos portugueses. Ainda assim, esta modalidade de trabalho é mais comum entre os jovens estudantes que procuram conciliar os estudos com um emprego, bem como entre quem procura um segundo emprego, mantendo o que já tem a tempo inteiro. Além disso, há ainda quem opte por ter dois empregos em part-time. Em qualquer um dos casos, o objetivo comum é obter um rendimento adicional.

Trabalhar em part-time: o que é e como funciona?

O trabalho em part-time ou a tempo parcial consiste num período de trabalho médio semanal inferior ao trabalho praticado a tempo completo em situação comparável. Ou seja, neste regime pode trabalhar apenas alguns dias por semana, durante um dado mês ou até um ano, consoante cada caso. O mesmo deve ser regulado por escrito. Por outras palavras, o horário tem de ser sempre menos horas do que um contrato a tempo inteiro.

O trabalho em part-time está consagrado na lei, na subsecção II do Código do Trabalho.

Por outro lado, o Código do Trabalho diz que: “trabalhador a tempo parcial não pode ter tratamento menos favorável do que o trabalhador a tempo completo em situação comparável, a menos que um tratamento diferente seja justificado por razões objetivas, que podem ser definidas por instrumento de regulamentação coletiva de trabalho”.

Leia ainda: Conciliar os estudos com o trabalho: 9 dicas que o podem ajudar

7 dicas para ter sucesso no seu part-time

Se está à procura de um trabalho a tempo parcial ou se já encontrou e está prestes a começar, tenha em consideração as dicas que se seguem para conseguir ter sucesso.

Seja pontual e não falte

Apesar de não estar a trabalhar a tempo inteiro, deve ter a mesma pontualidade e assiduidade como se estivesse a tempo completo. Dois pontos que dizem muito sobre o seu profissionalismo e lhe podem valer um contrato a full-time.

Cumpra com tudo o que lhe é pedido

A melhor forma de manter o seu part-time ou até ser promovido é cumprir com tudo aquilo que lhe é solicitado. Assim, não se desleixe por estar a fazer apenas umas “horitas”. Seja profissional, quer trabalhe 1 hora ou um dia inteiro.

Seja multifuncional e flexível

Tente conhecer os seus colegas de trabalho, independentemente de serem do seu departamento ou não. Dessa forma, está a facilitar a sua integração na empresa e a abrir portas para novas oportunidades. Pergunte sempre se é necessário fazer mais alguma coisa, ou se é preciso em mais alguma situação. Por fim, aceite a opinião dos outros, principalmente a do seu superior.

Dê o melhor de si

Em primeiro lugar, todos as organizações esperam que cada trabalhador faça o seu melhor. Por isso, seja profissional e mostre o que vale. Além disso, tente aprender e melhorar todos os dias. Por fim, mostre alegria no que faz e faça por obter o respeito e admiração não só das chefias como dos colegas.

Faça perguntas

Não tenha receio de perguntar. É preferível fazer perguntas a mais do que cometer erros. Ainda assim, tente ir ganhando autonomia nas suas tarefas o mais rápido possível.

Mantenha o CV atualizado

Acima de tudo, tenha o seu Currículo Vitae (CV) sempre atualizado. A qualquer momento pode precisar dele. Dessa forma, vai estar preparado no caso de surgir uma boa oportunidade de emprego.

Não receie aceitar novos desafios

Em part-time pode, e deve, conhecer diferentes tipos de trabalho e serviços, até dentro da mesma empresa. Então, não tenha receio de o fazer e saia da sua zona de conforto. Afinal de contas, os novos desafios só o tornam um profissional mais completo.

Trabalhadora de armazém confirma num tablet o inventário

Trabalhar em part-time: quais os direitos do trabalhador?

O trabalhador a tempo parcial tem direito a:

  • Remuneração base e outras prestações na proporção da remuneração de um trabalhador a tempo inteiro;
  • Subsídio de alimentação ou, se mais benéfico, o previsto pela regulamentação coletiva de trabalho. Quando o período diário de trabalho é inferior a 5 horas, o mesmo deve ser calculado em proporção do período normal de trabalho.

No entanto, se estiver a tempo parcial pode passar a trabalhar a tempo completo, mediante acordo escrito com o empregador. Igualmente, pode terminar o acordo por comunicação escrita ao empregador até ao sétimo dia depois da celebração do contrato.

Leia ainda: Regime de adaptabilidade laboral: como funciona, quais os direitos e deveres;

Trabalhar em part-time: quais os deveres do empregador?

Neste contexto, as empresas também têm deveres e obrigações. Nomeadamente:

  • Mudar o colaborador de trabalho parcial para tempo inteiro e vice-versa, consoante o desejo do funcionário e as vagas disponíveis;
  • Dar conhecimento aos funcionários das vagas que existem, quer a tempo parcial quer a tempo completo, de modo a permitir eventuais mudanças;
  • Fornecer às entidades coletivas que representam os trabalhadores da empresa, toda a informação necessária sobre o trabalho a tempo parcial praticado na empresa.

Vantagens de trabalhar em part-time

As vantagens são várias e fáceis de identificar. Ou seja:

  • Flexibilidade de horários;
  • Possibilidade de conciliar com outro trabalho ou estudos;
  • Permite ao trabalhador continuar a receber o subsídio de desemprego parcial;
  • Possibilidade de passar para um contrato de trabalho a tempo completo;
  • Menos cansaço físico e mental comparativamente a um trabalho a tempo inteiro:
  • Por fim, mais tempo livre para a família e outras facetas da vida (um projeto pessoal ou lazer, por exemplo).

Atenção às desvantagens de trabalhar em part-time

  • A remuneração é, regra geral, inferior à de um trabalho a tempo completo (para o mesmo tipo de trabalho);
  • Tendencialmente, quando uma empresa tem necessidade de dispensar colaboradores, os primeiros a sair são os que estão em part-time;
  • Pode não ter as mesmas regalias que os funcionários a tempo inteiro;
  • Não é feito um plano de carreira: promoções, formação, entre outros benefícios;
  • O trabalhador está mais sujeito a trabalhar por turnos;

Onde encontrar um part-time?

Desde logo, na maior parte dos sites de emprego pode encontrar ofertas de trabalho em regime de part-time. Seguem-se alguns exemplos que pode consultaro:

  • Expresso Emprego;
  • Alerta Emprego;
  • Carreerjet;
  • OLX;
  • Custojusto;
  • Indeed;
  • Sapo emprego;
  • Michael Page;
  • Entre outros.

Pode ainda recorrer a agências de recursos humanos e trabalho temporário, tais como:

  • Randstad;
  • Kelly Services;
  • Egor;
  • Multitempo;
  • Adecco;
  • Etc.

Em suma, trabalhar em part-time é uma ótima opção para obter um rendimento extra, independentemente da situação em que se encontra. No entanto, deve ser profissional e ter os mesmos cuidados (direitos e deveres) que teria num trabalho a tempo completo. Portanto, pondere bem e escolha o que mais se adequa a si.

Leia ainda: 5 trabalhos a part-time que pode criar para si com pouco investimento

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.