Crédito

Crédito recusado: O motivo pode estar nos documentos que enviou

Pediu um empréstimo e acabou por ver o seu crédito recusado? Saiba que os documentos que enviou podem ser um dos motivos. Descubra porquê.

Crédito

Crédito recusado: O motivo pode estar nos documentos que enviou

Pediu um empréstimo e acabou por ver o seu crédito recusado? Saiba que os documentos que enviou podem ser um dos motivos. Descubra porquê.

Ver um crédito aprovado nem sempre é uma tarefa fácil. Afinal, nem todas as pessoas estão a par das condições mínimas para uma instituição financeira conceder um empréstimo. E se não estiver informado do que uma instituição financeira tem em conta, pode ver o seu crédito recusado por pequenos pormenores.

Por exemplo, imagine que vai comprar uma casa brevemente. Mas como não tem capitais próprios suficientes para pagar a totalidade do imóvel, precisa de recorrer a um crédito habitação. Para uma instituição financeira emprestar-lhe o valor que necessita, esta precisa de analisar cuidadosamente o seu perfil de risco enquanto cliente. E para tal, a instituição financeira irá solicitar-lhe a entrega de inúmeros documentos.

Se não tiver atenção aos documentos que envia para a análise do seu pedido de crédito, pode ver o seu crédito recusado. E esta recusa poderá acontecer, mesmo que tenha condições financeiras para pagar as prestações mensais.

No entanto, para perceber melhor os motivos por detrás desta recusa, vamos explicar-lhe a influência dos documentos que envia para análise do seu crédito e os cuidados que deve ter. Saiba ainda como solucionar este tipo de situações e o que analisar antes de enviar toda a documentação.

Leia ainda: Todos os documentos que os bancos podem pedir para aprovar o seu Crédito Habitação

A análise de um pedido de crédito

Quando pede um crédito ao banco, existe uma fase de análise para obter a pré-aprovação do seu empréstimo. Nesta fase, a instituição financeira avalia o risco de conceder-lhe o montante que pediu. E para determinar o risco do seu perfil enquanto cliente, há uma análise detalhada de vários fatores, como a sua situação profissional e financeira.

Se profissionalmente está numa situação estável, com um contrato de trabalho sem termo (efetivo), a análise do risco debruça-se principalmente sobre os seus rendimentos, a sua taxa de esforço e o seu histórico enquanto pagador.

Embora existam outros fatores de análise, como, por exemplo, a idade e o número de titulares do crédito, para as instituições financeiras é fundamental perceber a sua capacidade para pagar um crédito a longo prazo. E caso um banco detete que falhou com pagamentos no passado ou verifique que atualmente está em incumprimento, é normal que veja o seu pedido de crédito recusado.

Mas afinal, como é que as instituições financeiras percebem o seu histórico enquanto pagador? Através dos documentos solicitados. Por exemplo, na fase de análise para a pré-aprovação de um crédito habitação, as instituições financeiras pedem a seguinte lista de documentos:

E como vamos explicar-lhe de seguida, alguns destes documentos podem determinar a recusa de um crédito.

Crédito recusado com base nos seus vencimentos e taxa de esforço

Em algumas instituições financeiras, nem sempre há o cuidado de explicar aos clientes o porquê de verem o seu crédito recusado. E nestes casos, os clientes ficam sem saber o que esteve na origem dessa recusa e o que podem melhorar no futuro para mudar essa situação.

Por exemplo, os clientes percebem facilmente a recusa, se esta estiver associada à sua capacidade financeira para suportar um empréstimo. A instituição avalia os seus rendimentos, com base no seu IRS, recibos de vencimento ou dos recibos verdes.

Depois, é feito o cálculo da sua taxa de esforço. A taxa de esforço avalia a relação entre o rendimento mensal líquido de um agregado familiar e as despesas do mesmo. No entanto, as despesas com peso neste cálculo estão associadas a créditos.

Caso o resultado deste cálculo seja superior a 30% para um crédito habitação, a instituição financeira pode achar que existe um risco demasiado elevado em conceder-lhe um novo crédito. Mas, quando a sua taxa de esforço é inferior a 30% isso não significa, automaticamente, que tem luz verde na pré-aprovação do seu crédito. Afinal, este não é o único fator que influência o nível de risco de um cliente.

Documentos que mostram o seu historial enquanto pagador

Se olhar para a lista de documentos solicitados no crédito habitação, pode reparar que os seus extratos bancários, de cartões de crédito também são avaliados. A juntar a estes documentos, terá que apresentar o Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal. E através destes documentos, uma instituição financeira consegue perceber se tem ou não um histórico de bom pagador.

Ou seja, pelos extratos, é possível perceber a gestão que faz da sua conta bancária. Isto significa que é analisado o valor que entra e sai da sua conta mensalmente. No entanto, também é avaliado se nesses meses o seu saldo esteve a negativo, por exemplo, se costuma recorrer ao saldo dos cartões de crédito para conseguir fazer face às suas despesas e se houve atrasos nos pagamentos de alguns encargos.

Já pelo o Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal, as instituições financeiras verificam se o cliente consta na "lista negra" do Banco de Portugal. Com este mapa, a instituição tem acesso a todos os seus créditos ativos até à presente data. Se tiver prestações em atraso, relativas a um ou mais créditos, estará em incumprimento. Assim, será facilmente negado o seu pedido de pré-aprovação de crédito.

Contudo, há um outro documento que passa despercebido, capaz de mostrar o seu historial enquanto pagador. Este documento é o comprovativo de morada. Estranho? Sim. Mas é verdade.

Por norma, o comprovativo de morada é entregue na forma de fatura, seja da eletricidade, da água ou de telecomunicações. Embora este documento sirva apenas como comprovativo de morada, ele também revela outros dados. Por exemplo, caso tenha uma fatura em atraso ou exista um valor por saldar, essa informação constará na sua fatura. E mesmo que esse valor esteja liquidado e envie o comprovativo de pagamento, pode ser visto como um sinal de risco.

Leia ainda: Crédito habitação recusado: Conheça os principais motivos e o que fazer

Como evitar um crédito recusado devido ao envio de documentação

Embora existam situações impossíveis de evitar se não saldar ou renegociar as suas dívidas, como sair da lista negra do Banco de Portugal, há pormenores que podem alterar o desfecho do seu pedido de pré-aprovação de crédito.

Em primeiro lugar, deve verificar todos os documentos em sua posse antes de enviá-los para análise de um pedido de crédito. Se tiver em consideração que o extrato bancário da sua conta diz respeito aos três meses anteriores, esforce-se por otimizar a gestão e melhorar as suas práticas.

Além de ter um bom "cartão de apresentação" para a instituição financeira, ao adotar boas práticas de gestão melhora as suas finanças pessoais e evita possíveis cobranças de taxas. Já nos extratos associados aos cartões de crédito, apenas é avaliado o último mês. Por isso, tenha atenção às datas limites dos seus pagamentos, e se possível, tente sempre fazer pagamentos a 100%.

Lembre-se que um crédito recusado, não significa que não consiga concretizar os seus objetivos através de um empréstimo. Por vezes, tudo o que precisa de fazer é estar bem informado sobre a concessão de um crédito, tentar ao máximo melhorar as suas condições, e dar este passo na altura certa. Caso precise de ajude, peça para um intermediário de crédito experiente tratar do seu processo.

Leia ainda: LTV: Que importância tem no seu crédito habitação?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

5 comentários em “Crédito recusado: O motivo pode estar nos documentos que enviou
Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.