Finanças pessoais

11 Dicas para poupar energia na cozinha

Conheça algumas dicas para poupar energia na cozinha que podem resultar numa redução na fatura da eletricidade e gás.

Finanças pessoais

11 Dicas para poupar energia na cozinha

Conheça algumas dicas para poupar energia na cozinha que podem resultar numa redução na fatura da eletricidade e gás.

A nossa cozinha pode ser vista como uma "espécie de indústria", onde entram produtos em bruto para serem transformados. Estes processos naturalmente levam a um consumo de energia superior ao de outras divisões, mas há dicas que pode aplicar para poupar energia na cozinha.

Criar hábitos mais económicos, saber quais os eletrodomésticos que consomem menos e até como e de que forma os pôr a trabalhar pode levar a poupanças anuais consideráveis nas suas faturas da eletricidade e do gás.

Neste artigo, reunimos as dicas que nos ajudam a poupar energia na cozinha, considerando tanto eletricidade como gás. Estas dicas não causam transtorno na sua rotina diária, mas podem ajudá-lo a manter algo na carteira no fim do mês.

Invista na poupança

Pode parecer controverso, mas a melhor forma de poupar energia na cozinha é, quando o orçamento o permite, investir desde o início na poupança. Isto é, deve sempre optar por eletrodomésticos com uma melhor eficiência energética que, ainda que inicialmente possam ser mais caros, permitem uma poupança a longo prazo.

Para tal, deve verificar as etiquetas energéticas dos eletrodomésticos que vai comprar e procurar sempre os mais eficientes. Um bom eletrodoméstico pode durar longos anos, o que fará com que o investimento inicial compense ainda mais.

Da mesma forma, procure ter na sua cozinha lâmpadas LED de baixo consumo. A poupança neste aspeto pode ser igualmente relevante.

Use o frigorífico de forma estratégica

O frigorífico é essencial para conservar alimentos, mas pode ser um dos eletrodomésticos que mais consome energia em casa. Usar este eletrodoméstico de forma estratégica é importante para poupar energia da cozinha, e pode ser com atos tão simples como não deixar a porta aberta demasiado tempo.

Sempre que abre o frigorífico a temperatura deste altera-se de acordo com a temperatura exterior. Quanto menos tempo tiver a porta aberta, menos energia este gastará para ajustar a temperatura.

Para evitar ajustes de temperatura desnecessários evite também colocar comida ainda quente dentro do frigorífico, sendo melhor deixá-la arrefecer naturalmente. De forma a evitar maior esforço, mantenha o frigorífico a alguns centímetros da parede, e longe de fontes de calor como janelas por onde entre o sol.

Encha o congelador

Um congelador cheio é uma forma de garantir que tem sempre comida em casa, evitando ter de encomendar ou ir às compras à pressa para tratar do jantar. Além disso, evita um maior uso de energia, pois é necessário menos esforço para manter a temperatura de um congelador cheio do que a de um vazio.

Cozinhe refeições para vários dias

Cozinhar consome energia: quer use gás ou eletricidade na sua placa ou forno, acaba sempre por ter de gastar esta energia a preparar refeições. A melhor tática para poupar aqui será cozinhar refeições para vários dias, o que significa cozinhar em maior quantidade, mas menos vezes.

Além disso, pode procurar desligar o forno ou fogão antes de os alimentos estarem completamente cozinhados, deixando o calor residual tratar do resto do processo. Esta dica pode requerer alguma prática, mas quando a tiver quase que a fará sem pensar no assunto.

Quando usar o forno, procure também abrir a porta do mesmo a menor quantidade de vezes possível. Sempre que abre a porta a temperatura do forno baixa, e perde-se energia. Do mesmo modo, tape os tachos e panelas com a devida tampa sempre que possível para conservar calor no interior.

Usar o micro-ondas em vez do forno, sempre que fizer sentido, também o ajuda a poupar energia, visto que este eletrodoméstico apenas aquece os alimentos e não o ar à sua volta. Os resultados são sempre diferentes entre ambos, mas o consumo do micro-ondas é menor.

Cozinhar refeições para vários dias também o ajuda a manter o congelador cheio, visto que se fizer em quantidade suficiente terá de congelar algumas refeições para não se estragarem.

Descongele alimentos no frigorífico

A forma mais segura de descongelar alimentos é colocá-los no frigorífico com alguma preparação prévia para evitar a acumulação de bactérias que, no processo de descongelação, poderiam voltar a ficar ativas.

Usar o micro-ondas, o forno, ou água a ferver para descongelar os alimentos mais rápido acaba por gastar mais energia.

criança sobre um pequeno escadote para ver o interior do seu frigorífico, de prtas inteiramente abertas

Aqueça menos água e faça-o com uma chaleira elétrica

O processo de cozimento de alimentos precisa, por norma, que estes fiquem apenas tapados com água, e não que a panela esteja cheia de água. Quanto menos encher a panela, menos energia será preciso gastar até que a água ferva e os alimentos fiquem cozidos. Note que algumas receitas necessitam de maiores quantidades de água.

Do mesmo modo, se vai apenas preparar uma caneca de chá evite ferver água em demasia. A água deve ser aquecida numa chaleira elétrica se possível, pois estas são mais económicas que os fogões.

Lave mais roupa, menos vezes

Para poupar energia na cozinha deve tentar encher sempre ao máximo que conseguir a sua máquina de lavar roupa, fazendo assim menos ciclos de lavagem. Se a sua máquina tiver um programa eco, tente usá-lo sempre que possível.

Um programa eco costuma ser mais longo, mas não aquece tanto a água e deixa a roupa mais tempo com detergente. Isto faz com que seja eficaz, mas que pouco tanto água como energia. Não tendo programa eco, pode também experimentar simplesmente baixar a temperatura da lavagem.

Seque roupa ao sol

Uma máquina de secar roupa consome bastante energia, logo evitar o seu uso é uma excelente forma de poupar. Sempre que o tempo o permitir, opte por secar a sua roupa ao sol. Além da poupança energética, corre um menor risco de encolher a roupa.

Se secar a roupa no interior da sua habitação preste atenção à ventilação da divisão onde o faz. No caso de haver pouca pode criar humidade na sua divisão, evite-o abrindo uma janela para entrar ar.

Deixe a loiça acumular

Pode até "parecer mal", mas se possível deixe a loiça acumular até encher a máquina de lavar loiça, ou no caso de não usar máquina ter a suficiente para ocupar todo o espaço que tem disponível para a secar.

Caso vá usar a máquina, use água fria para enxaguar a loiça antes de a colocar no seu interior, e procure sempre usar o modo eco, se a sua máquina o tiver.

Evite o stand-by

Quando não está a usar eletrodomésticos estes podem ficar em stand-by, a consumir energia. Este consumo pode ser eliminado ao desligá-los da tomada, ou usando uma tomada inteligente que impede o stand-by durante a noite, por exemplo.

Aqui é importante salientar que o stand-by não é o problema que costumava ser. Graças a regulações da União Europeia, desde 2013 que aparelhos em stand-by não podem consumir mais do que 0.5 watts, um consumo extremente baixo.

Considere uma tarifa bi-horária

Optar por uma tarifa bi-horária pode ajudá-lo a poupar energia na cozinha se lhe for conveniente pôr os eletrodomésticos a trabalhar nas horas do vazio, quando paga menos pela eletricidade com esta tarifa.

Há até quem prepare os alimentos para os cozinhar apenas a estas horas, aumentando ainda mais a poupança. Mas, atenção, com uma tarifa bi-horária acaba por pagar mais em horas fora do vazio.

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.