Finanças pessoais

4 formas de utilizar o cartão refeição enquanto potencializa a sua poupança

Conheça as vantagens e saiba como tirar o melhor partido do cartão refeição.

Bárbara Do Carmo Bárbara Do Carmo , 16 Setembro 2019 | 1 Comentários

Cada vez mais empresas optam por pagar o subsídio de alimentação aos seus colaboradores em cartão refeição. Esta modalidade é vantajosa para o empregador, uma vez que tem uma isenção de impostos superior a 60% reduzindo a tributação até 2.56€ por dia pago e por colaborador, tendo benefícios diretos na Taxa Social Única - TSU.  

As vantagens fiscais para o trabalhador também são grandes, nomeadamente na TSU e no IRS, que varia de acordo com o rendimento auferido mensalmente.  

Receber o subsídio de alimentação em cartão refeição pode ser uma excelente ajuda ao orçamento familiar. O cartão permite-lhe controlar os seus gastos online (através da sua conta pessoal), é seguro (uma vez que utiliza um pin para qualquer movimentação) e permite-lhe fazer pagamentos em restaurantes, cafés e supermercados que tenham protocolo com a empresa do seu cartão.  

Como utilizar o cartão refeição como mecanismo de poupança

  1. Faça as contas e perceba qual o valor mensal que poupa por receber o subsídio de alimentação em cartão refeição. O valor da poupança mensal guarde-o num mealheiro, para no final do ano esse dinheiro extra poderá chegar aos 400€ e poderá ser uma boa ajuda para extravagâncias ou imprevistos;
  2. Utilize o valor recebido no cartão refeição para fazer as compras mensais no supermercado. Assim, sabe com o que pode contar cada mês e consegue organizar mais facilmente a gestão da sua dispensa. Pode consultar o extrato para ir acompanhado os gastos em supermercado.
  3. Use o saldo do seu cartão refeição para extravagâncias - jantares com os amigos e família por exemplo, ou para comprar eletrodomésticos e outros utensílios para casa, aproveitando as feiras de descontos nas grandes superfícies comerciais, onde o cartão poderá ser válido.
  4. Se tiver margem para isso, use apenas 50% do valor mensal ganho em cartão ou não use nada. Esqueça-se dele dentro de uma gaveta e quando for de férias terá um belo montante para refeições (uma vez que o excedente acumula para o mês seguinte).  

O cartão refeição pode ser um excelente aliado da economia doméstica e poupança familiar, se usado da forma correta. O facto de não ser permitido levantar dinheiro não tem que ser um problema, experimente algumas destas dicas e veja a sua poupança mensal aumentar e a sua gestão doméstica mais facilitada.  

Leia ainda: Remunerações acessórias: o que são e como geri-las

Partilhe este artigo

Deixar uma resposta

Um comentário em “4 formas de utilizar o cartão refeição enquanto potencializa a sua poupança

  1. doutorfinancas o meu cartão refeição também dá-me desconto em combustível na Repsol em Frossos em Braga 0,05 por litro de combustível ⛽.