Finanças pessoais

Está em teletrabalho? Aproveite para diminuir despesas

Se está em teletrabalho, aproveite analisar as suas finanças pessoais, rever e diminuir despesas.

Finanças pessoais

Está em teletrabalho? Aproveite para diminuir despesas

Se está em teletrabalho, aproveite analisar as suas finanças pessoais, rever e diminuir despesas.

O novo ano começa em casa para grande parte dos portugueses. Este pode ser um bom momento para olhar para o orçamento anual, diminuir despesas e conquistar poupança.

Uma das melhores práticas e das mais recomendadas no universo das finanças pessoais é a elaboração de orçamentos. Sejam eles de férias, mensais ou anuais. O que importa é ter a perceção do estado das finanças, pessoais ou familiares, e procurar o equilíbrio. Se já fez o seu orçamento anual e está desconfortável com o resultado final, peça apoio, não deixe que este ano evolua para uma situação insustentável.

Calcule os rendimentos no novo ano

Comece pelo mais simples e mais agradável: analisar os rendimentos. Simule o seu salário líquido para 2022, de forma a saber ao cêntimo quanto é que vai ganhar por mês. Adicione rendimentos extras fixos, como trabalho em part-time ou freelancer. Desta forma consegue totalizar o montante ao qual, de seguida, irá subtrair as despesas e tentar encontrar o equilíbrio financeiro para a sua carteira. Este é um passo crucial para, no fim do processo, saber como diminuir despesas.

Analise encargos gerais

Nas despesas gerais contemplam-se as contas de casa mensais como luz, água, gás, renda (se for o caso), prestação de crédito habitação e outros - caso existam. Mas também as do dia a dia: alimentação, transporte, comunicações. Se estiver a fazer uma análise anual, identifique também os gastos pontuais que tem ao longo do ano e que são mais ou menos previsíveis: pagamento de seguros, manutenção e imposto automóvel, aniversários, férias, início do ano letivo, natal, etc.

Quando terminar faça uma nova revisão para garantir que não se esqueceu de enumerar nenhuma despesa.

Renegoceie créditos e procure diminuir despesas

É comum que do balanço entre rendimentos e encargos resulte pouca margem. E quando isso acontece, a variável mais simples de se alterar é a dos encargos. Conseguir rendimento extra, embora seja possível, exige, na maioria dos casos, despender de tempo.

Então, a solução passa por voltar às categorias dos encargos e analisar onde se pode diminuir despesas:

  • Pode procurar fornecedores de energia ou telecomunicações que ofereçam opções mais competitivas;
  • Pode negociar com o seu banco a renegociação do empréstimo da casa ou mesmo ponderar transferir para outro banco com melhores condições - se tiver crédito habitação;
  • Onde também pode poupar alguns euros todos os meses é nos seguros: de vida, multirriscos da casa, saúde ou automóvel;
  • E ainda, no caso de ter vários créditos a decorrer, pode juntar as prestações numa única e poupar com o crédito consolidado.

Os profissionais especializados do Doutor Finanças podem apoiá-lo nestas renegociações, a diminuir as despesas e a conquistar a folga orçamental que precisa para começar o ano de forma mais tranquila. Aproveite estes dias em casa e analise connosco o potencial de poupança:

O nome é necessário O nome não é válido Apenas são suportados nomes com até 120 caracteres
O email é necessário O email não é válido Apenas são suportados email com até 100 caracteres
Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.