Finanças pessoais

Gasóleo ou Gasolina: Qual a compra mais inteligente?

Neste artigo vamos realizar um pequeno exercício que permite encontrar o ponto de equilíbrio, encontrando sempre a melhor escolha.

Pedro Pais Pedro Pais , 26 Abril 2007 | 20 Comentários

Na altura da compra de um bem ou na aquisição de um serviço, os consumidores que possuem recursos financeiros limitados comparam preços, características e outros fatores sociais. Neste artigo, falamos mais precisamente da compra de um carro e da escolha mais inteligente, gasóleo ou gasolina.

Apenas comparando é que se pode auferir a verdadeira importância destas características e refletir se valerá a pena despender de mais alguns euros.

Exercício prático para uma compra inteligente

Consideremos dois automóveis da marca Mercedes:

  • M1: C 200 Kompressor Classic 4p FL – sendo um carro a gasolina, com um valor no mercado de € 43.745;
  • M2: C 200 CDI Classic 4p FL que utiliza o gasóleo como combustível, com um preço € 45.299.

Existem características diferentes nos dois objetos em estudo: prestações do motor, velocidade, entre outros. Dadas as diferentes características, o consumidor terá de quantificar quanto estaria disposto a pagar para que o carro M2 (vel. max: 208 km/h) atinja a velocidade do M1 (vel. max: 234 km/h) e assim sucessivamente para todas as características.

Outros fatores importantes são os custos variáveis, como por exemplo o combustível, se gasóleo ou gasolina. Sabemos que o gasóleo se cifra (em termos simplificados) no €1/litro e a gasolina €1,25/litro (para simplificar vamos assumir que ambos os carros têm o mesmo nível de consumo).

Depois destes dados, aplicamos a seguinte fórmula para escolher qual o tipo de carro ou combustível:

Somatório das características do M1 = Somatório das características do M2

  • €43.745 + €1,25 x Kms = €45.299 + €1 x Kms + €1000*
  • €1,25 x Kms – €1 x Kms = €45.299 + €1000* - €43.745 [Coloca-se as incógnitas no mesmo lado]
  • €0,25 x Kms = €2554
  • Kms = €2554 / €0,25 = 10.216 Kms

* €1000 seria, por exemplo, o valor que eu estaria disposto a pagar para que o carro M2 consiga as prestações ao nível do motor do M1.

O resultado obtido significa que, caso a distância estimada a percorrer seja de 10.216 Km,s os carros se equiparam, atingindo o chamado ponto crítico ou de equilibro.

Conclusão: se pensa em utilizar o veículo em menos de 10.216 Kms compensa mais comprar o carro M1, se pretende realizar mais Kms do que 10.216 será mais vantajoso o veículo M2.

Leia ainda: Carro: como otimizar o uso de combustível (e poupar dinheiro!)

Aplicação no mundo real

O exercício não contemplou (propositadamente) alguns fatores importantes, como o valor de cada carro no final de vida ou o consumo e manutenção associado a cada um deles.

Mas a possibilidade que o mesmo tipo de exercício nos apresenta é fantástica, servindo como modelo à avaliação de dois ou mais bens semelhantes e sendo uma forte base de suporte à decisão.

Leia ainda: Vender o carro sozinho: como conseguir um negócio seguro?

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #combustíveis,
  • #gasóleo,
  • #gasolina
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

20 comentários em “Gasóleo ou Gasolina: Qual a compra mais inteligente?

  1. 5.Miguel disse:
    17/07/2009 às 17:40

    Caro Miguel as coisas não são bem assim como diz.

    Primeiro quero dizer a todos, é verdade que hoje em dias os carros a gasóleo estão muito melhores, mais fortes, rápidos etc. ainda assim se formos a comparar um carro com mais ou menos as mesmas caracteristicas e de origem o a gasolina é ligeiramente mais rápido a readir e também em velocidade de ponta.

    Quanto a si caro Miguel, o seu Polo ou está mexido ou então você está aqui a mentir!!! Pois um primo meu tinha um, e eu com um Hyundai Getz 1.5crdi 82cv (comercial) fiz uns arranques come ele e foi ele por ela. Não vou dizer ue ganhei, porque não, mas fiquei mesmo encostado a ele. E quanto à velocidade de ponta o seu Polo dá no máximo dos máximos 200km/h. Se me quiser provar o contrário agradeço que me contacte jpcorreia_89@iol.pt

    abraço a todos

    p.s. pelo que percebi o facto de o autor escolher mercedes e bm’s são meros exemplos ou até uma paixão por essas marcas, se fosse eu claramente so falaria de bm’s pois sou apaixonado e tenho 3. Quanto a isto n vejo problema pois o que está em causa nesta página é a ECONOMIA, forma de as pessoas saberem poupar ou tirarem melhor utilidade do que adquirem.

  2. É por haver pessoas como o Grunho que infelizmente este Pais está como está, pessoas que tem inveja do vizinho que tem um diesel e que por terem um pouco mais dinheiro são burgueses…que eu saiba as grandes máquinas como Porsche Ferrari e afins não tem nada a gasolina e que se tivesse na minha situação que tenho um gasto médio mensal de €240 de gasóleo num modesto clio dci, e que por infortúnio tive que andar um mês com, um dito económico carro a gasolina, posso dizer que nesse mês em gasolina gastei +- €700…Ha para não falar que o imposto que se paga por um diesel quase nem se nota no valor do carro…
    Mas entende-se bem o nome escolhido para opinar neste blog.
    quanto ao tema é sempre pertinente… e como já havia referido em cima o diesel é bem mais vantajoso quando bem utilizado

  3. O meu combate – Mein Kampf – é o imposto único sobre os combustíveis, igual para gasolina e para o gasóleo, por forma a que os trabalhadores que têm carros económicos a gasolina deixem de ser obrigados a subsidiar fiscalmente o gasóleo dos carros de alta cilindrada dos burgueses, SUVs e outros luxos, ou dos camiões dos capitalistas que investem em empresas de camionagem, a quem devemos o estado de ruína das nossas vias. Como não moro muito longe da fronteira, tenho-o conduzido boicotando sempre os postos portugueses e indo sempre atestar a Espanha. Para mim, ao preço da gasolina espanhola, as despesas e chatices da adaptação a GPL não compensam. Agora, aqueles que moram muito longe da fronteira e não têm possibilidades de seguir o meu exemplo, pois que sim, que deixem rapidamente a gasolina e para o GPL, depressa e em força. No dia em que lhe secarmos até à última gota as receitas do ISP sobre a gasolina, vos garanto que o Estado vai deixar de ser tão baixo moralmente como é agora.
    Exijo que quem quiser optar pelo diesel o faça livremente, mas apenas pelas características do carro; não à custa do parasitismo sobre os consumidores de gasolina.

  4. Tenho necessidade de comprar um carro,mas neste momento não tenho muitas possibilidades economicas. Vi um golf de 2000 por 5.000€, a gasolina, mas a opinião que ouvi de certas pessoas é que não devo comprar pois é um carro que consome muito e que dá muitos problemas é verdade? Precisava de uma ajuda.

  5. Um motor a gasolina é obviamente mais ágil, tem uma resposta bastante mais rápida que um a gasóleo, já para não falar em velocidades máximas, no meu Polo a gasolina 16V 100cv atinjo facilmente os 220Km/h.
    Contras, claro está o consumo em cidade e o preço da gasolina. De resto na minha opinião melhor em todos os aspectos que um diesel (fumarento e barulhento 🙂 )

  6. Quem disse que os carros a gasolina são mais ageis?Essa ideia está completamente errada.
    O motor a gasóleo está muito melhor preparado que a gasolina, é um motor mais musculado, mais potente, mais duradouro.
    Isso era antigamente quando não havia dci’s, hdi’s etc..

  7. Acho que voces so pensem nas pessoas ricas ao escrever isso:.. so falam em mercedes.. e bms.. e porche…

    pk n falam nos carros normais do dia-a-dia??? acho k era melhor…