Bem-estar

Poupar energia em casa no inverno? Sim, é possível com estas 12 dicas

O inverno costuma trazer muito frio e chuva, mas também um aumento na fatura da eletricidade. Saiba como pode poupar energia em casa.

Bem-estar

Poupar energia em casa no inverno? Sim, é possível com estas 12 dicas

O inverno costuma trazer muito frio e chuva, mas também um aumento na fatura da eletricidade. Saiba como pode poupar energia em casa.

O Inverno está aí e um dos maiores dilemas das famílias portuguesas é gerir as despesas com o aquecimento. Assim, se quer poupar energia em casa, pondere algumas mudanças de hábitos. Para tal, reunimos algumas dicas úteis e fáceis de colocar em prática, para manter as suas contas em dia, bem como o conforto em sua casa durante este inverno.

12 dicas para poupar energia em casa

Arejar a casa

Sempre que possível, areje a casa. Idealmente, faça-o todos os dias e, pelo menos, durante 10 minutos. Esta boa prática permite a circulação do ar e ainda reduz a humidade na sua casa. No entanto, não tenha demasiado tempo as janelas abertas, caso contrário a casa perde calor e fica fria. A melhor altura para o fazer, é no período de maior calor, ou seja, entre as 11h e as 14h.

Por outro lado, ao abrir as janelas com frequência, está a renovar o ar da sua casa, tornando-o mais respirável.

Aproveite o calor natural

Além de abrir as janelas, durante o dia, abra os estores para deixar entrar calor e luz natural. Durante a noite, mantenha-os fechados. A ideia é aproveitar o calor e reduzir, significativamente, o frio.

Poupar energia sem desperdiçar calor

Para poupar energia, deve manter e conservar, ao máximo, o calor dentro de casa. Deve evitar correntes de ar (apenas os 10 minutos diariamente recomendados para renovar o ar de sua casa). Segundo a EDP, 10 a 25% das perdas de calor acontecem pelas janelas. Logo, sempre que as abrir, desligue os aquecedores. Parece simples e lógico, mas há quem não o faça. Se tiver as janelas abertas ao mesmo tempo que tem o aquecimento ligado, está a desperdiçar energia e a incorrer em gastos desnecessários.

Por conseguinte, descobrir onde existem eventuais ponto de “fuga” e eliminá-los, é o primeiro passo a fazer antes de ligar qualquer aquecimento. Dessa forma, poupa energia e a sua carteira agradece. O ideal, é pedir uma vistoria a uma empresa de energia. Em alternativa, pode fazer um simples teste junto das suas janelas: passe uma vela acesa junto delas e, se a chama mexer é porque está mal isolada. Neste caso, deve repará-la.

Note, não precisa forçosamente da ajuda de um profissional. Na maior parte dos casos, basta calafetar os encaixes com fita adesiva de espuma, por exemplo, e já evita a perda de calor. Além disso, pode colocar os aquecedores junto às janelas. Apesar de não funcionarem como isolamento, criam uma cortina de ar quente que reduz a exposição ao frio do exterior.

Leia ainda: Eletrodomésticos mais eficientes e fáceis de reparar em 2021: Quanto pode poupar?

Invista em isolamento térmico

Deve também ponderar investir no isolamento térmico. Apesar de, inicialmente ser um investimento financeiro elevado, a longo prazo vai poupar na conta da luz. Por outro lado, aumenta a eficiência energética da sua casa. Nesse sentido, o certificado energético sobe de classificação, o que reduz os valores a pagar de impostos (IMI e IMT).

Existem diversas formas de garantir um bom isolamento térmico, dependendo sempre da sua disponibilidade financeira. Com pouco investimento, pode reforçar as paredes com materiais próprios contra os picos térmicos, mantendo a respiração da construção.

Se o seu orçamento familiar o permitir, o ideal é investir em caixilharia de qualidade nas janelas (por exemplo, PVC em vez de alumínio ou madeira), optando ainda por vidros duplos.

Outra solução passa por escolher soalho ao invés de mosaico para o chão. As divisões da sua casa tornam-se mais quentes e confortáveis com soalho de madeira ou até pavimento flutuante, ajudando também a poupar na luz.

Coloque temporizador nas tomadas

Este aparelho permite regular o tempo de funcionamento dos aquecedores em casa. Em primeiro lugar, se tem uma tarifa bi-horária, pode programar o temporizador para ligar/desligar a tomada do aquecedor no período mais económico para si, de forma a poupar energia. Esta solução é indicada para quem, incorretamente, tem o hábito de não desligar os aparelhos elétricos.

quarto de casal com uma decoração em tons claros, acolhedor, bem recheado, sendo uma forma de poupar energia no aquecimento das casas

“Recheie” a sua casa

A sua casa, tal como um ser humano, quanto mais "vestida" estiver, mais quente fica. Ou seja, a sua casa fica mais “quentinha” se tiver cheia, quer seja com móveis, tapetes, quadros, peças de decoração, cortinados, ou outros adereços. Uma casa recheada é uma casa mais quente dado que perde menos calor.

Poupar energia em casa com controlo do aquecimento

Grande parte dos gastos de energia no inverno estão relacionados com o aquecimento. Deste modo, é por aqui que tem de fazer algumas mudanças, se quer poupar energia em casa. Nesse sentido, os especialistas sugerem:

  • Evite variações grandes de temperatura, que fazem disparar o consumo de energia dos aparelhos. Sabia que 1 grau a mais pode significar um aumento de 7% do consumo?
  • Desligue o aquecimento à noite;
  • Não ligue o aquecimento, se existirem janelas abertas ou se vai estar fora;
  • Para um maior controlo, instale um termóstato. Se não for possível fazer este investimento, mantenha a temperatura em 22ºC.

Opte por equipamentos de baixo consumo

Outra dica para poupar energia em casa, passa por escolher equipamentos com o máximo de classificação energética possível. A escala varia entre A (mais eficiente) e G (menos eficiente). Se está a pensar comprar um aquecedor ou trocar os que tem em casa, escolha os que menos consomem.

Porém, quanto maior for a eficiência, maior será o custo no momento da compra. Contudo, permitem uma poupança maior a médio e longo prazo.

Leia ainda: Qual a melhor opção para aquecer a sua casa?

Instalar um recuperador de calor

Outra forma de manter a casa quente e, dessa forma reduzir o consumo de energia, é investir num recuperador de calor. Com este equipamento, a casa mantém-se quente por mais tempo e de forma homogénea.

Pode ser instalado depois da construção da casa e em qualquer espaço, desde que tenha ligação ao exterior. Além disso, aproveita ainda matérias-primas mais baratas e menos poluentes, evitando fumos e cheiros na casa.

Prefira o aquecedor a óleo

À semelhança do recuperador, o aquecedor a óleo emite calor mais concentrado do que um ar condicionado ou ventilador. Apesar de precisar de algum tempo até sair calor, uma vez quente, aquece toda a divisão de igual modo.

Mesmo depois de desligado, o calor mantém-se por um longo período. Para além disso, não prejudica a qualidade do ar da sua casa dado que não queima oxigénio.

Outros aparelhos que permitem poupar energia em casa

Entre as muitas formas de poupar energia doméstica, destaca-se a forma como lida com os aparelhos em casa. Assim, tome nota das seguintes boas práticas:

  • Nas televisões, escolha sempre uma com a opção "poupança de energia". Caso não seja possível, desligue a TV sempre que não esteja a ser utilizada (não basta a luz standby).
  • Tire as fichas das tomadas sempre que não estejam a ser utilizadas.;
  • As máquinas de lavar roupa e loiça, por mais eficientes que sejam, deve ligá-las apenas quando estiverem realmente cheias. No caso da loiça, programe a máquina para terminar a lavagem antes da secagem e deixe a loiça secar ao ar;
  • O frigorifico é um dos aparelhos que mais gasta numa casa. Assim, evite abrir e fechar a porta muitas vezes seguidas. Evite temperaturas abaixo dos 3ºC pois implicam um maior consumo de energia. Não coloque alimentos quentes ou mornos no frigorífico;
  • Na altura de engomar, passe a maior quantidade de roupa possível de uma só vez, aproveitando o ferro já estar quente para poupar energia;
  • Evite abrir o forno, pois cada vez que abre este equipamento durante um cozinhado, perde 25% do calor;
  • Utilize a ventoinha do teto que usa no verão. Se a ligar no inverno, em sentido contrário, faz com que o ar quente acumulado circule, aquecendo ainda mais a sua casa.

Controle a temperatura da água do banho

Se o seu esquentador é elétrico, baixe alguns graus a temperatura máxima. A diferença do consumo ao final do mês não é grande, mas como diz o ditado popular: "grão a grão enche a galinha o papo".

Se tem receio de ficar com água fria no banho, então o melhor é instalar um termostato no duche (pode poupar até 6% de energia). Por fim, pode ainda instalar um termoacumulador de água. Estes sistemas de acumulação de água quente são mais eficientes que os de produção instantânea.

Em suma, não basta optar por aparelhos com uma eficiência energética exemplar, a grande mudança de atitude está na forma como lida com os eletrodomésticos e os usa a seu favor, garantindo o conforto, mas mantendo os gastos mensais controlados.

Leia ainda: Quer poupar com a energia? Há uma aplicação que faz as contas por si;

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.