Seguros

Como posso poupar com a prestação do meu seguro de vida?

A prestação mensal do seu seguro de vida não precisa de ser um bicho de sete cabeças. Saiba como reduzir o valor que paga pelo seu seguro.

Seguros

Como posso poupar com a prestação do meu seguro de vida?

A prestação mensal do seu seguro de vida não precisa de ser um bicho de sete cabeças. Saiba como reduzir o valor que paga pelo seu seguro.

Se acha que está a pagar demasiado pelo seu seguro de vida, saiba que pode pedir à sua seguradora para rever as condições ou transferir o seguro para outra entidade. A maior parte dos seguros de vida são feitos ao mesmo tempo que o crédito habitação, pois é um produto exigido pelos bancos para financiarem a operação. E, por ser feito no meio da compra de uma casa, pode não ser bem ponderado em termos daquilo que cobre e da prestação que fica a pagar. 

Por isso, é importante que volte mais tarde a este contrato para que analise bem o que faz ou não sentido ter no seu seguro de vida. Neste artigo, damos-lhe várias informações que deve saber, caso queira alterar condições ou mudar de seguradora do seu seguro de vida.  

Reveja as condições atuais do seu seguro de vida 

Há quanto tempo não revê as condições do seu seguro de vida? Fez o seu seguro juntamente com o crédito habitação e já não se lembra sequer daquilo que engloba? 

Talvez seja altura de pedir à seguradora para rever as condições que ficaram acordadas inicialmente. Pode até estar a pagar por condições que não lhe façam sentido atualmente, ou por condições duplicadas (que acumulem com outros seguros). Por isso, analise a sua apólice, que especifica tudo o que contratou, e peça uma revisão para que possa poupar com este encargo. 

Mas, se mesmo com a revisão das condições do seguro, a seguradora não lhe conseguir proporcionar uma poupança na prestação mensal que paga, saiba que pode pedir uma transferência do seu seguro para uma seguradora diferente. 

Vá à procura de melhores condições 

Para que encontre uma nova seguradora para transferir o seu seguro, o melhor é pedir ajuda. Encontre um mediador, como o Doutor Finanças, que o ajude a encontrar as melhores soluções. 

Explique ao mediador as condições de que está à procura: a cobertura de seguro que pretende versus a prestação máxima que quer pagar. Depois, analise as propostas que as seguradoras simularam, para que possa tomar a sua decisão. 

É importante que compreenda bem os conceitos utilizados nas coberturas do seguro de vida, para que possa escolher conscientemente. Isto é: sabe o que significa a cobertura IAD ou ITP? Se não, vejamos de seguida. 

Compreenda os conceitos de cobertura IAD e ITP 

Escolher um seguro de vida com cobertura Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD) ou cobertura ITP pode ter influência no valor final do prémio a liquidar. E, consequentemente, na prestação mensal que vai pagar.

Portanto, é importante que compreenda o que estes termos significam no seu seguro de vida. Porque, além do preço, podem fazer diferença no momento em que precisar de acionar o seguro

Um seguro de vida IAD (invalidez absoluta e definitiva) significa que cobre a incapacidade resultante de um a doença ou acidente que impossibilite a pessoa de trabalhar e ser remunerada, e tenha de receber assistência por terceiros para satisfação das necessidades mais vitais (estado vegetativo). De acordo com a tabela nacional de incapacidades, com um grau de incapacidade de 80%. 

Já um seguro de vida ITP (invalidez total e permanente) significa que cobre incapacidade resultante de doença ou acidente, desde que o grau de desvalorização seja superior a 60% (segundo a tabela nacional de incapacidades). Esta é a percentagem praticada atualmente porque quanto mais baixa, mais fácil é de o cliente atingir. Neste caso, o acidente impede a pessoa de trabalhar profissionalmente e ser remunerada. O seguro ITP também inclui a cobertura IAD. 

Quando se faz o seguro de vida associado ao crédito habitação, a maior parte das entidades bancárias apresenta a opção de seguro de vida com cobertura IAD. Porém, deve sempre consultar se é este o seu caso e perceber qual é a cobertura que prefere na hora de rever ou transferir o seu seguro de vida. 

Um aumento de spread pode compensar a transferência de seguro 

Neste caso, em que o seu seguro está associado ao crédito habitação, é importante que compreenda que, ao fazer uma transferência para outra seguradora, o banco pode aumentar o spread do seu crédito

Mas calma: isto pode não significar à partida que vai ficar a pagar mais de prestações no geral. Isto é, mesmo que até fique a pagar mais pela prestação do crédito habitação, a redução do valor da prestação do seguro de vida noutra seguradora pode compensar. Deve olhar para o bolo todo e não apenas para o aumento de spread

O impacto de desagregar o seguro de vida do crédito habitação

Vejamos um exemplo. A Carolina (nome fictício) pagava 262,11 euros de prestação mensal pelo seu crédito habitação, com um spread de 1,05%. A juntar a isto, pagava mensalmente uma prestação de seguro de vida do banco de 42,63 euros, com uma cobertura de IAD. Ao consultar o Doutor Finanças, conseguiu uma proposta de uma seguradora externa, para um seguro de vida com cobertura ITP60%, de 12,94 euros de prestação mensal.

Ao transferir o seu seguro para esta nova seguradora, o spread no crédito habitação da Carolina aumentou para 1,30%, ficando a pagar uma prestação mensal de 275,67 euros. O encargo com a prestação do crédito aumentou, devido ao spread, em 162,72 euros anuais. Porém, vai ter uma poupança anual com o seguro de vida muito superior: 356,28 euros.

Isto equivale, no total, com as duas prestações, a uma poupança mensal de 16,13 euros e a uma poupança anual de 193,56 euros, e ainda teve um aumento de cobertura.  

Posto isto, se não está contente com o valor que paga pelo seu seguro de vida ou com as condições a que tem direito, pondere uma revisão ou uma transferência do mesmo para outra seguradora. Mas já sabe, caso retire o seguro de vida agregado ao seu crédito habitação, não estranhe um aumento de spread. Analise antes se esse aumento compensa face à poupança geral que essa transferência de seguro pode gerar. 

Leia ainda: Como poupar no seguro de vida do crédito habitação?

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #dicas de poupança,
  • #poupança,
  • #poupar dinheiro em seguros,
  • #seguro de vida,
  • #seguro de vida crédito habitação
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.