Vida e família

Ensino superior: 22 novos cursos e 642 vagas apoiados pelo PRR

Vai candidatar-se ao ensino superior? Saiba que o PRR apoia a criação de 22 novos cursos com mais de 600 vagas.

Vida e família

Ensino superior: 22 novos cursos e 642 vagas apoiados pelo PRR

Vai candidatar-se ao ensino superior? Saiba que o PRR apoia a criação de 22 novos cursos com mais de 600 vagas.

As vagas para o acesso ao ensino superior em Portugal para o próximo ano letivo voltaram a aumentar. O principal destaque vai para os cursos de Educação Básica e 22 novas licenciaturas em ciências e tecnologias.

De acordo com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), este ano existem cerca de 53.640 vagas nas várias instituições de ensino superior para as quais se pode candidatar.

Nos últimos anos houve um um aumento das vagas que se traduziu num máximo de alunos colocados. Agora o número de vagas volta a aumentar cerca de 2,6% em relação a 2021.

Leia ainda: 7 dicas para pagar o curso sem a ajuda dos pais

Quais os cursos e instituições de ensino com mais vagas?

O maior destaque vai para os cursos de Educação básica que este ano disponibilizam um total de 855 vagas, ou seja, mais 56 relativamente a 2021 o que se traduz num aumento de 7%.

Esta medida já estava prevista no despacho que determina a fixação de vagas. O objetivo é fazer face à necessidade urgente de formação de professores. Como resultado, das 21 instituições que têm estes cursos, 12 aumentaram as suas vagas, sendo a mais importante a Universidade do Algarve que se situa precisamente numa das zonas do país onde existem mais carência de docentes nas escolas.

Já em Lisboa e Setúbal, onde é visível a falta de professores, os institutos politécnicos optaram por manter o mesmo número de vagas.

No entanto, o destaque não vai apenas para os cursos de Educação Básica. Assim, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior salienta igualmente a criação de 22 cursos novos nas seguintes áreas:

  • Ciência;
  • Tecnologia;
  • Engenharia;
  • Artes;
  • e Matemática.

Todos estes cursos são apoiados pelo Plano de Recuperação e Resiliência. Assim, esta novas licenciaturas totalizam cerca de 642 vagas, sendo a maioria em Lisboa e Porto.

Por outro lado, existem ainda 35 novos cursos com um total de 1045 vagas para formação em áreas como:

  • Turismo;
  • Gestão;
  • ou Saúde.

De salientar ainda que, tal como já sucedeu nos últimos anos, há uma aposta também no aumento dos cursos diretamente relacionados com:

  • Competências digitais (mais 3,6% de vagas para o próximo ano letivo);
  • Áreas mais procuradas por alunos de excelência.

Por exemplo, em Medicina, uma das áreas em que as instituições de ensino superior não têm sabido aproveitar a possibilidade dada por despacho para aumentarem o número das suas vagas, a Universidade da Beira Interior tem mais cinco vagas.

ambiente de universidade com um grupo vasto de jovens a falar e a conviver

Regiões com mais vagas para o Ensino superior

Falando demograficamente, as regiões com menos população são aquelas que registam um aumento percentual superior à média (3,8%). Ainda assim, em números efetivos, Lisboa e Porto voltam a estar no topo das regiões com mais vagas para o ensino superior.

Assim sendo, no Porto irão abrir mais 7.773 vagas, isto é, mais 377 do que em 2021, sendo a maioria na Universidade do Porto.

Já em Lisboa, região onde se concentra o maior número de vagas para o acesso ao ensino superior (13.996), o aumento global é de 339 vagas. Ainda assim, existem diferenças significativas entre as instituições. Por exemplo, enquanto que o número de vagas aumentou cerca de 15,9% de vagas no ISCTE-IUL, na Universidade Nova de Lisboa registou-se uma ligeira descida do número de lugares disponíveis.

Claramente em sentido oposto à tendência nacional, surge o Instituto Politécnico de Beja que oferece menos 3% de vagas face ao ano passado. Por outro lado, os institutos politécnicos de Lisboa, Setúbal e Leiria mantêm o mesmo número, à semelhança das escolas superiores de Enfermagem e Hotelaria e Turismo.

Para além das 53.640 vagas do concurso nacional já referidas anteriormente, de notar que há ainda 721 vagas para os concursos locais realizados diretamente nas instituições de ensino superior em cursos nas seguintes áreas:

  • música;
  • teatro;
  • cinema;
  • ou dança.

Por fim, não esqueça que o prazo de candidatura à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público decorre até 8 de agosto, através do site da Direção-Geral do Ensino Superior.

Leia ainda: Alternativas à faculdade: 4 sugestões para um rumo profissional diferente;

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.