Bem-estar

Vai de férias? 5 estratégias para desligar do trabalho

Saiba como planear e organizar as suas atividades profissionais para conseguir, mesmo, desligar do trabalho nas tão merecidas férias.

Bem-estar

Vai de férias? 5 estratégias para desligar do trabalho

Saiba como planear e organizar as suas atividades profissionais para conseguir, mesmo, desligar do trabalho nas tão merecidas férias.

Se anseia pelo período de férias para relaxar e poder dedicar mais tempo à sua família, e a si próprio, mas depois não consegue evitar as interrupções, nem tão pouco afastar as preocupações sobre os projetos em que está envolvido, as estratégias que se seguem, podem ajudar a desligar do trabalho nas férias, bem como a preparar e planear, o período em que vai estar ausente. E, assim, usufruir do tão merecido descanso.

Cinco estratégias para desligar do trabalho nas férias

Muitas pessoas sentem dificuldade em desligar o telefone durante as férias, em parar de consultar o e-mail e até mesmo em parar de se preocupar com o que estará a acontecer na sua ausência. O segredo para conseguir, efetivamente, desligar e relaxar está em antecipar, comunicar, planear e delegar.

Se tem estado em teletrabalho, permita-se afastar do novo “escritório”, ou seja, desligar os ecrãs, conectar-se com o exterior e estar em família num ambiente fora do novo paradigma profissional.

1. Comunique as suas férias

Quer trabalhe por conta de outrem ou por conta própria as suas férias devem ser marcadas com alguma antecedência, o que lhe permitirá preparar todo o trabalho e tarefas que possa delegar no período em que vai estar fora.

Considere avisar a sua ausência com um mês de antecedência a todos os que possam estar implicados no seu trabalho: diretor, colegas de equipa, clientes, fornecedores e/ou outros parceiros.

Quanto mais pessoas informar que estará ausente, menos interrupções vai ter durante o seu período de férias. Uma semana antes de se ausentar, volte a relembrar que apenas está disponível até determinada data e quando regressará ao ativo.

No caso de ser esperado que esteja contactável, aproveite para, proativamente, definir alguns limites. Poderá indicar os períodos em que estará disponível para consultar o e-mail ou ver mensagens urgentes, por exemplo, um certo horário durante o dia, ou dia sim, dia não e até mesmo indicar se prefere que lhe telefonem, enviem mensagem ou e-mail. Quanto mais preciso for na sua comunicação mais evitará interrupções desnecessárias.

2. Planeie o seu trabalho

Prepare uma lista de tudo aquilo que precisa de deixar feito antes de ir de férias, organizado por grau de importância, assim como uma lista das prioridades que terá de retomar quando regressar (desta forma, não precisa de estar preocupado e com receio de se esquecer do que precisa de fazer logo no primeiro dia).

Comece por olhar para a(s) semana(s) em que estará ausente e vá retirando as tarefas que possam ser distribuídas pela equipa ou ajustadas no tempo, antes ou depois das suas férias. Depois vá recuando e analise os projetos que estão em curso.

Para cada projeto faça um pequeno resumo, indique o ponto de situação atual, reflita sobre os prazos que vão coincidir com o seu período de férias e antecipe problemas que possam surgir, providenciando instruções claras de como solucioná-los e eventuais contactos a fazer.

Leia ainda: IRS e subsídio de férias: como usar para melhorar as suas finanças?

3. Delegue nas pessoas certas

Para evitar que no regresso ao trabalho encontre uma acumulação de tarefas por fazer, é fundamental delegar. Se não tem ninguém que o possa substituir diretamente, pense nas pessoas mais próximas a quem pode ensinar o mínimo para que assegurem a sua função e inclua no seu planeamento, antes de ir de férias, algumas horas extra para ensinar a essas pessoas tudo aquilo que precisam de saber para ficarem autónomas. Procure acompanhá-las na prática para garantir que as suas dúvidas ficam esclarecidas.

Analise se vão ser necessários acessos com a sua password de forma a garantir a proteção de informação privilegiada e criando acessos exclusivos para a informação que o seu substituto possa precisar.

4. Ative a mensagem out of office

Programar uma mensagem out of office no seu e-mail, informando sobre a quem se devem dirigir durante as suas férias, assegura que o trabalho seja, devidamente, encaminhado e que nenhum contacto fique sem resposta.

Se vai para um local isolado em que pode não ter internet ou a rede pode ser fraca, programe também uma mensagem de voz no seu telemóvel informando que estará incontactável durante determinado período e o contacto da pessoa que estará a substitui-lo.

Experimente ainda estas duas sugestões:

  • antecipe a mensagem para o dia anterior a ir efetivamente de férias, de forma a reduzir o número de e-mails recebidos nesse dia, permitindo-lhe ter mais tempo para deixar o trabalho completamente organizado;
  • atrase a mensagem até ao seu primeiro dia de regresso ao trabalho, de forma a dedicar esse primeiro dia a ler e-mails e organizar o trabalho, sem ser de imediato sobrecarregado com pedidos.

Leia ainda: Ganhe consciência digital, pela sua saúde mental

5. Desligar do trabalho? Sim, pela sua saúde

No último ano, o tempo que passámos em frente aos ecrãs aumentou drasticamente, assim como as queixas relativas a cansaço ocular, dores de cabeça, dores de costas e de pescoço. O tempo excessivo em frente ao ecrã é também responsável pelo aumento dos níveis de ansiedade e problemas de concentração.

Assim, em vez de passar as suas férias a consultar constantemente o telefone para ver os e-mails ou a tirar fotografias e publicar de imediato nas redes sociais, experimente umas férias analógicas. Siga estas dicas:

  • Desligue as notificações do seu telemóvel;
  • Ative a funcionalidade “Bem-estar digital”, ou semelhante, disponível na maioria dos smartphones, e defina limites para o tempo que passa no seu telefone;
  • Leve um livro, compre um jornal ou uma revista;
  • Pratique atividades ao ar livre;
  • Envolva a sua família e definam um período em que todos deixam os ecrãs em simultâneo e convivem “à moda antiga”.

Alguns estudos mostram que as férias têm benefícios importantes para a nossa saúde. Assim, relaxar, verdadeiramente, nas férias pode:

  • reduzir o risco de doenças relacionadas com o coração, o risco de diabetes e os níveis de stress;
  • melhorar a qualidade do sono, reforça o sistema imunitário e aumenta os níveis de produtividade, contribuindo positivamente para a saúde e o bem-estar.

Leia ainda: Conheça os prazos e as regras para marcar e gozar férias

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)