Crédito Consolidado

Crédito Consolidado a 7 anos continua a ser boa solução para poupar?

Conheça o caso do Miguel, que mesmo com um prazo de 7 anos continua a poupar 5.000€ por ano ao juntar todos os seus crédito em apenas um.

Sofia Serrano Sofia Serrano , 27 Março 2020 | 6 Comentários

A redução do prazo máximo de 10 para 7 anos do crédito ao consumo é uma das medidas que o Banco de Portugal tomou para evitar o sobreendividamento das famílias portuguesas e tem impacto no Crédito Consolidado.

O objetivo da consolidação de créditos é a redução dos encargos mensais, juntando todos os créditos em apenas um com melhores taxas e condições que o conjunto de créditos do agregado. Com esta medida, também este passar a ter um prazo máximo de 7 anos.

Contudo, o reduzir as suas prestações mensais com um crédito consolidado continua a permitir poupanças muito interessantes. Conheça o exemplo do Miguel.

Leia ainda: Qual o impacto das novas regras do crédito pessoal na vida das famílias

Crédito Consolidado continua a permitir poupanças significativas

O Miguel (nome fictício) chegou ao Doutor Finanças com um total de 45.000€ em vários créditos. Mensalmente pagava 1.236,74€, o que representava cerca de 60% dos seus rendimentos disponíveis.

Sendo ainda possível juntar os créditos em apenas um com um prazo de 10 anos, o Miguel passou a ter uma mensalidade de 662,37€, reduzindo a sua taxa de esforço para 46% e poupando anualmente 6.892,44€.

Num cenário em que só fosse possível obter o crédito consolidado num prazo de 7 anos, o Miguel continuaria a obter grandes poupanças.

Com um total de encargos com créditos de 45.000€, o Miguel passaria de uma mensalidade de 1.236,74€ para uma mensalidade de 807,45€, ou seja, menos 429,29€ todos os meses.

homem que poupou muito dinheiro ao consolidar créditos

Ao final do ano, continuava a obter uma boa poupança, no valor de 5.151,48€. A taxa e esforço do Miguel cairia de 60 para 45%.

Menor prazo significa também menos juros

Apesar de um prazo máximo de 10 anos permitir que a prestação seja mais reduzida, logo mais dinheiro disponível ao final do mês, no final do crédito o valor pago em juros será maior. Afinal são mais três anos em que lhe estão a ser cobrados juros.

Seguindo ainda o exemplo do Miguel, com um prazo de 10 anos para um financiamento de 45.000€, este teria pago no final do crédito 79.489,40€. Ou seja, mais 35.489,40€ do valor que precisava para fazer face a todos os créditos.

Com a redução do prazo para 7 anos, o Miguel pagaria um total de 67.825,80€. Menos 11.658,60€ do que num prazo de 10 anos.

Pode também comprar por si estes valores, através do nosso simulador de crédito consolidado.

Vamos ajudá-lo a comparar estes dois cenários e a reduzir os seus encargos

Apesar da redução de prazo de 10 para 7 anos, o Credito consolidado continua a ter vantagens na obtenção de poupança e a ser uma solução para aliviar os seus encargos com créditos.

Os Especialistas de Crédito Consolidado do Doutor Finanças já ajudaram milhares de famílias a equilibrarem o seu orçamento familiar. Juntar todos os crédito em apenas um permitiu em muito casos reduzir encargos com créditos em até 60%.

Preencha o formulário para podermos analisar o seu caso

O nome é necessário O nome não é válido Apenas são suportados nomes com até 120 caracteres
O email é necessário O email não é válido Apenas são suportados email com até 100 caracteres
O telefone é necessário O telefone não é válido Apenas são suportados telefone com até 15 caracteres
O valor total é necessário Insira um valor até 999 999€ O valor total não é válido
Indique o número de anos para o empréstimo Insira um número válido
Indique o salário total do agregado Insira um valor até 99 999€ Insira um número válido
Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

6 comentários em “Crédito Consolidado a 7 anos continua a ser boa solução para poupar?

    1. Olá, Lídia.

      Podemos analisar o seu caso e perceber se será possível negociar o valor das suas prestações.
      Pressuponho que, neste caso, se trate de um crédito consolidado. Sugiro que preencha o formulário na página de Crédito Consolidado ou, caso prefira, envie um email para info@doutorfinancas.pt acompanhado de uma breve explicação daquilo que pretende.

    1. Olá, Paulina.

      Consegue ser um pouco mais especifica? É que assim fica difícil ajudar…

      Se a sua questão tem a ver com crédito ou outra área em que o Doutor Finanças possa ajudar, por favor, clique na opção desejada no menu “Como podemos ajudar?” e preencha o formulário correspondente dessa página, com os dados do seu caso concreto.
      Em alternativa, preencha o formulário geral de contacto, cuja ligação pode encontrar no rodapé de qualquer página do portal do Doutor Finanças.

      Em qualquer caso, e após análise dos dados que indicar, será depois contactada por um especialista do Doutor Finanças para responder ao seu caso concreto.

      Se não tiver a ver com nenhum dos temas normalmente cobertos pelo Doutor Finanças, pode ser mais específica quanto ao tipo de ajuda que precisa?