Finanças pessoais

Este ano pode ser diferente: 7 dicas para um Natal mais sustentável

Da decoração à preparação da Consoada, saiba como preparar a época mais festiva do ano. Tenha um Natal mais sustentável.

Finanças pessoais

Este ano pode ser diferente: 7 dicas para um Natal mais sustentável

Da decoração à preparação da Consoada, saiba como preparar a época mais festiva do ano. Tenha um Natal mais sustentável.

Ter um Natal mais sustentável não só é possível, como é desejável. Sobretudo após a recente Conferência anual do Clima – COP26 ter vindo relembrar a importância de cada um de nós se esforçar, no seu dia a dia, para reduzir a sua pegada ecológica. 

Contudo, o Natal é uma época também marcada pelo excesso de consumo, compras e desperdício. Logo, é a altura ideal para começar a fazer algumas mudanças.

Assim, as palavras-chave são planear e reutilizar. Dê atenção aos pequenos gestos que fazem a diferença. Para tal, seguem-se 7 dicas para usufruir de um Natal mais sustentável.

Leia ainda: Objetivos de desenvolvimento sustentável: o que são e como influenciam a nossa vida

1. Faça a sua árvore de Natal (ou alugue um pinheiro)

Se gosta de ser criativo e fazer trabalhos manuais, aproveite para criar uma árvore de Natal personalizada.

Utilize fotografias, postais, troncos de madeira ou luzes decorativas para decorar a parede e formar uma árvore (uma ótima opção para quem tem pouco espaço em casa).

Pode também criar a sua árvore com livros, materiais reciclados ou decorações de Natal antigas que tenha em casa. Se faz questão de ter uma árvore de Natal tradicional, considere comprar um pinheiro verdadeiro (uma opção melhor para o ambiente, em vez de comprar uma árvore de plástico) ou alugar um Pinheiro Bombeiro.

O "Pinheiro Bombeiro" é uma iniciativa solidária e sustentável que tem como objetivo dar uma segunda vida a pinheiros que têm de ser cortados para manter o terreno limpo e prevenir incêndios. Parte do valor alcançado nestas vendas reverte para a compra de material para combater incêndios. Terminada a quadra, este pinheiro deve ser devolvido para ser transformado em biomassa.

2. Crie a sua decoração num Natal mais sustentável

Pense na decoração como um projeto criativo, em que pode até envolver as crianças. Dê largas à imaginação.

Utilize elementos naturais para construir os centros de mesa ou até para enfeitar a árvore de natal: ramos de pinheiro caídos, azevinho, pinhas, folhas, paus de canela, laranja e frutas secas…

Se gostar de tricot, macramé, ou outro tipo de costura criativa, considere fazer algumas peças de decoração com estes materiais.

Reutilize materiais de que já não precisa e seja criativo: rolhas de cortiça, rolos de papel higiénico, garrafas PET, caixas de cartão dos cereais ou dos ovos, cápsulas de café utilizadas, tampinhas das latas de alumínio, entre tantas outras soluções sempre à mão.

Aproveite também estas sugestões e construa um calendário de advento, ao invés de comprar o tradicional calendário com chocolates. Também já existem opções de calendários em madeira ou tecido.

Se não for fã dos trabalhos manuais, pode optar por reciclar as decorações de anos anteriores e resistir à tentação de fazer novas compras.

3. Reduza o consumo e faça compras conscientes

O consumismo nesta altura do ano dispara, é um facto. Por isso, reunimos algumas sugestões que podem ajudar a fazer compras conscientes. Não são só amigas do ambiente, são também amigas da carteira.

Pense antes de comprar: faça uma lista de todas as pessoas a quem pretende oferecer um presente e decida o que vai comprar, evitando as compras por impulso;

Escolha um presente que perdure no tempo: não compre apenas por comprar, escolha presentes que possam ter significado e valor para a outra pessoa e que perdurem no tempo;

Ofereça experiências em vez de presentes: um bilhete para um espetáculo, um workshop, uma atividade de aventura;

Faça os seus próprios presentes: seja comida, pintura ou costura, utilize a sua criatividade para oferecer lembranças úteis e originais;

Organize um “Amigo Secreto”: se tem uma família numerosa ou muitos grupos de amigos, considere organizar o sorteio “amigo secreto” para poupar dinheiro e presentes desnecessários. Pode até utilizar a versão online se não conseguir reunir todos para fazer o sorteio.

Compre no comércio tradicional: opte por fazer compras nas lojas de bairro. Não só ajuda os pequenos comerciantes como é possível que encontre presentes mais singulares.

Utilize sacos de compras reutilizáveis: a entrega gratuita de sacos de plástico já não é permitida. Por isso, não só estará a ajudar o ambiente, como efetivamente a poupar dinheiro.

Mulher junto da árvore de Natal a abrir um presente

4. Reutilize o papel de embrulho

Dizem que o interior é que conta, e aqui não é exceção. Por muito bonito que seja um embrulho, na maior parte dos casos, o papel utilizado acaba por ser rasgado e deitado no lixo, um verdadeiro desperdício.

Se, por um lado, pode ter o cuidado de reutilizar os papeis de embrulho de ano para ano, por outro, pode considerar outras opções que, com um pouco de imaginação, ficam até mais bonitas que o tradicional papel de embrulho: folhas de jornal, papel pardo, fitas de cetim ou até tecidos (inspire-se na técnica japonesa furoshiki que ensina a utilizar um tecido quadrado para transportar produtos e criar bonitos embrulhos).

Leia ainda: Pequenos gestos para ser mais sustentável no dia a dia

5. Planeie as refeições e evite o desperdício

As refeições da Consoada costumam pecar pela abundância. Contudo, é possível, com um bom planeamento, comprar as quantidades certas para evitar o desperdício de comida:

  • Faça um menu para os dias festivos e uma lista de compras com as respetivas quantidades;
  • Opte por levar recipientes e comprar a granel, sempre que for possível, evitando o uso excessivo de embalagens e ajustando a compra de ingredientes às quantidades necessárias;
  • Evite comprar as comidas tradicionais só porque fica bem ter na mesa, sobretudo quando sabe que não são apreciadas pelos familiares.

Pense antecipadamente o que pode fazer com o excesso de comida:

  • Oferecer a alguns convidados para levarem consigo os excessos (precisará de ter recipientes ou pode pedir para cada um trazer);
  • Congelar para mais tarde ou cozinhar combinações alternativas de ingredientes;
  • Entregar a associações locais (como a Refood) ou restaurantes que aceitem refeições para distribuição a pessoas desfavorecidas.

Considere ainda utilizar guardanapos e toalhas de tecido, em vez de recorrer aos descartáveis e tenha especial atenção à separação e reciclagem de lixo durante a época festiva, contribuindo de forma ativa para um Natal mais sustentável.

6. Natal mais sustentável se reduzir consumo energético

Um Natal mais sustentável não tem de ser enfadonho. A iluminação de Natal faz parte da magia desta época festiva, contudo, se não quer ver disparar a sua conta de eletricidade, deve ter em atenção algumas boas práticas:

  • Opte por utilizar luzes e decorações em LED ou fibra ótica;
  • Utilize as luzes decorativas como iluminação principal, substituindo a luz da própria divisão;
  • Ligue as luzes apenas quando estão pessoas nas divisões, e desligue à noite, quando vai dormir.

Deixamos ainda duas sugestões para otimizar o consumo energético nesta quadra (e não só):

  • Ligue os aparelhos de aquecimento apenas quando é efetivamente necessário: durante o dia, sempre que haja sol, aproveite para abrir as cortinas das janelas para aquecer as divisões e mantenha as portas e janelas bem isoladas;
  • Aproveite o espaço do forno para cozinhar mais do que uma refeição: desta forma consegue poupar energia e ganhar tempo.

7. Organize as deslocações para um Natal mais sustentável

As deslocações também fazem parte deste período festivo, uma vez que muitas pessoas rumam às suas terras de origem para celebrar a quadra com os seus familiares.

A pensar na otimização das viagens, considere dar ou apanhar boleia com um amigo ou familiar, reduzindo o número de viaturas ou então recorrer aos transportes públicos, como a Rede Expressos ou a CP.

No caso das compras, opte por encomendar online ou faça uma lista de tudo o que necessita comprar para conseguir fazê-lo com o mínimo de deslocações possível.

Partilhe com os seus familiares e amigos os gestos que pretende implementar para um Natal mais sustentável, promovendo assim a sua compreensão e adesão a boas práticas amigas do ambiente.

Por último, e porque nunca é de mais recordar, celebre o verdadeiro espírito do Natal: estar junto dos seus familiares e amigos. Tudo o resto (decorações, presentes e comida) são apenas rituais que simbolizam este período festivo.

Leia ainda: Natal 2021: Antecipe-se e evite problemas com os presentes e com a ceia

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.