Carreira e Negócios

Trabalha remotamente? Saiba que custos deve ter em consideração

O trabalho remoto ganhou bastante notoriedade. No entanto, existem alguns gastos que podem passar despercebidos.

Carreira e Negócios

Trabalha remotamente? Saiba que custos deve ter em consideração

O trabalho remoto ganhou bastante notoriedade. No entanto, existem alguns gastos que podem passar despercebidos.

Seja pela flexibilidade, menores despesas e mais tempo pessoal, o trabalho remoto ganhou adeptos, especialmente durante o período pandémico. A nível de produtividade, 8 em cada 10 portugueses dizem ser mais produtivos em trabalho remoto.

O facto de poder gerir a sua rotina, a flexibilidade horária, o lado informal no que diz respeito à aparência, são tudo pontos positivos. No entanto, existem alguns gastos que podem passar despercebidos e sobre os quais deve estar devidamente informado.

Custos de eletricidade e outras despesas de casa

Com o trabalho remoto, o tempo despendido na sua habitação é muito superior ao normal. Logo, não será de admirar que as despesas mensais também aumentem. Uma vez que a sua habitação se torna também o seu local de trabalho, passou a ter a necessidade de ter algumas comodidades. Assim, as despesas, como a energia, vão subir. Neste caso, devido aos gastos em luz, aquecimento e ar condicionado. Por outro lado, também podem aumentar as despesas com internet, computadores e impressoras. Todos estes são gastos que normalmente não teria, ou teria a uma escala inferior, vão aumentar.

Por outro lado, alguns custos diminuem, nomedamente no que diz respeito a combustível, transportes públicos e alimentação. Se tiver um automóvel, pode até acabar por não necessitar mais dele. Só aí terá uma poupança mensal considerável em combustível, sem contar com os impostos, seguros e manutenções. Se ainda estiver a pagar o seu automóvel, a poupança ao final do ano pode mesmo ser significativa.

Leia ainda: Trabalho remoto: uma tendência que veio para ficar?

Incerteza do mercado do trabalho remoto por conta própria

Para quem decide, por opção própria, trabalhar remotamente é importante conhecer a incerteza neste mercado de trabalho. A necessidade de estar em constante procura de trabalho e clientes torna-o aliciante, mas, ao mesmo tempo, pouco seguro. Ao contrário de uma empresa onde existe um contrato de trabalho e tarefas fixas diárias, trabalhar remotamente e por conta própria, requer uma constante pesquisa e captação. Assim, este tipo de trabalho não é indicado para quem prefere segurança e estabilidade.

Ainda assim, do ponto de vista financeiro, pode tornar-se vantajoso, visto que pode trabalhar "para quem quiser". Não existem barreiras, podendo trabalhar para outro país sem sair de casa. Além disso, tem a vantagem de as remunerações, tendencialmente, serem superiores às praticadas em Portugal. Por isso, se juntar a redução das despesas com o aumento dos seus rendimentos, consegue uma boa margem de manobra para aumentar as suas poupanças todos os meses.

Falta de comunicação com colegas

No local de trabalho um dos aspetos importantes a ter em consideração são as relações inter colegas. Seja uma troca de impressões, a pausa para café ou, até mesmo, a hora de almoço. Existem vários momentos de descontração e que ajudam a quebrar a rotina "séria" do espaço laboral.

Existem registos de casos de trabalho remoto em que se gerou uma falta de comunicação entre as pessoas. O trabalho é feito à distância e o contacto é apenas por email ou reuniões virtuais, o que dificilmente iguala o presencial. O lado social associado ao ambiente laboral perdeu-se e, segundo os especialistas, está a afetar algumas pessoas. O próprio trabalho fica afetado, pois sem contacto pessoal, muitos trabalhadores não demonstram o mesmo nível de produtividade. Muitas pessoas sentem-se "entregues a si mesmas", em particular, se forem membros recentes numa empresa.

Assim, de forma a garantir contacto regular com a equipa e a manter a motivação da mesma, é aconselhável a realização de reuniões semanais.

Rapariga sentada a uma mesa onde está o computador, uma máquina fotográfica e um caderno

Leia ainda: Trabalho remoto: “A primeira dor é o excesso de comunicação síncrona”

Custos do material de escritório e condições de trabalho

No que diz respeito a custos de material, estes também podem aumentar. Uma vez no escritório, o local está equipado com tudo o que precisa para trabalhar. Uma vez que o trabalho passa para a sua habitação, os habituais itens (mesa, cadeira, computador...) podem ser uma necessidade. Algumas empresas disponibilizam computador e cadeira de escritório. Outras, ajudam monetariamente com os gastos em eletricidade. No entanto, outras não dão qualquer tipo de ajuda e, nesse caso, vai ficar-lhe mais caro equipar a sua casa com o que necessita.

Ainda assim, a legislação do teletrabalho foi recentemente alterada em matéria de responsabilidade sobre os custos e as empresas são obrigadas a assumir as despesas extra da luz e internet.

Além dos acessórios de trabalho, existem também outras condições que devem ser tidas em consideração. Por exemplo, trabalhar remotamente requer que tenha acesso a dados e ficheiros da empresa, o que, por norma, necessita de um software específico. Estas questões informáticas devem ser dispensadas pela empresa.

Leia ainda: Trabalho Remoto: algumas desvantagens a considerar no dia-a-dia

Dificuldade em desligar quando trabalha remotamente

Uma grande dificuldade quando se está em trabalho remoto é separar a vida pessoal do trabalho. No trabalho presencial, esta separação é mais simples, pois, assim que saimos do emprego, termina o dia laboral. No entanto, o mesmo não acontece em teletrabalho. O nosso escritório é em casa, tal como é o nosso local de almoço ou de lanche. Estar na sua habitação pode torna-se um "ciclo vicioso". Por outro lado, o modo "ON" está sempre ligado. Ou seja, mesmo depois do trabalho há sempre emails, notificações, conversas de grupo que nos prendem por mais algum tempo.

Procure planear o seu dia-a-dia de modo a terminar o trabalho a uma determinada hora. Coloque um alarme no telemóvel para não deixar passar, se necessário. O importante é garantir que a atividade laboral tem início e fim. O facto de estar em teletrabalho não significa que tenha de trabalhar fora de horas.

Leia ainda: Como o trabalho remoto pode ajudar a sua carteira

Responsabilidade acrescida pela ligação de Internet

A partir do momento em que está a trabalhar em casa, tem a responsabilidade de estar online a toda a hora. Isto é, tem de garantir que a sua ligação à internet é a melhor. No entanto, há sempre a possibilidade de ocorrer alguma falha e, nessa situação, como assegura a sua atividade laboral? Quando trabalha numa empresa, todas as questões de ligação à rede são asseguradas pela própria empresa, no entanto, o mesmo não acontece quando se trabalha remotamente.

Leia ainda: 8 boas práticas para manter o foco e a motivação em teletrabalho

Curva de aprendizagem mais íngreme quando trabalha remotamente

Uma das desvantagens associadas, pelos especialistas, ao trabalho remoto é a curva de aprendizagem. Esta curva está relacionada com a maior ou menor dificuldade que temos em aprender o nosso ofício. Neste caso, o trabalho remoto dificulta essa mesma curva, pois a interação entre as pessoas é muito menor. O que torna o processo de aprendizagem mais complicado. Por exemplo, imagine que começa esta semana a trabalhar remotamente numa nova empresa. Neste caso, pode vir a ser mais difícil esclarecer as suas dúvidas e entrar no esquema da equipa. Logo, a sua curva de aprendizagem pode ser mais íngreme e a sua progressão também.

Leia ainda: Está em teletrabalho? Aproveite para diminuir despesas

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

2 comentários em “Trabalha remotamente? Saiba que custos deve ter em consideração
Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.