Finanças pessoais

Como pode uma casa organizada ajudar a aliviar a sua carteira

Quer ter uma casa organizada poupando dinheiro? Reunimos, neste artigo, dicas que podem aliviar a sua carteira também.

Finanças pessoais

Como pode uma casa organizada ajudar a aliviar a sua carteira

Quer ter uma casa organizada poupando dinheiro? Reunimos, neste artigo, dicas que podem aliviar a sua carteira também.

A organização é fundamental para uma mente sã e tranquila, mostram os estudos. No entanto, a sua carteira também pode beneficiar.

Neste artigo, vamos explorar diferentes perspetivas de organização de métodos e espaços. O objetivo é perceber como podem levar ao "alívio e bem-estar" da sua carteira.

Identifique prioridades de organização

Uma casa organizada é "meio caminho andado" para uma mente sã. Chegar a casa e encontrar tudo limpo e no seu devido lugar é muito bom. Porém, o estilo de vida nem sempre o permite e, por vezes, descuidamos a organização da casa. Para quebrar este ciclo o importante é identificar as áreas que precisam de maior intervenção.

Percorra a sua casa e faça uma análise a cada divisão, de modo a verificar quais as áreas mais críticas e a necessitar de ser intervencionadas. De seguida. faça uma lista para cada divisão sobre os aspetos a tratar em primeiro lugar. Procure começar pelos espaços mais utilizados, pois são aqueles onde passa maior tempo e que, normalmente, se desarrumam com mais facilidade. Depois, passe para as restantes divisões e repita o processo anterior. Vai ver que com uma casa organizada o stress do dia-a-dia diminui.

Envolver a família na organização da casa

A organização da casa deve envolver todos os elementos do agregado, independentemente da idade. Se a casa é de todos, todos devem participar no que a ela diz respeito. Para além disso, existem benefícios em ter essa responsabilidade, especialmente para as crianças e jovens.

Ter certas obrigações em casa gera, sobretudo para os mais novos, um maior espírito de equipa e de sacrifício, pois aprendem que o esforço individual contribui para o bem coletivo. Assim, atribua a cada pessoa as suas tarefas e, acima de tudo, cada um deve ficar responsável pela manutenção do seu espaço (quartos). Quanto às divisões comuns, a sua arrumação deve ser dividida por todos os elementos da família.

Leia ainda: 5 tarefas que podem criar bons hábitos financeiros nas crianças

Identifique artigos desnecessários

A identificação de artigos que já não necessita é muito importante, pois vai permitir uma melhor arrumação. Com o tempo, é fácil deixarmos acumular coisas, seja roupa, calçado, itens de higiene, ou até mesmo produtos alimentares. De modo a facilitar a organização da sua casa, deve identificar os artigos que já não usa ou necessita e decidir o que fazer com eles.

Comece por fazer a triagem divisão por divisão, separando os artigos em categorias, por exemplo, vender, doar e deitar fora. De seguida, separe segundo as categorias que definiu. Este método vai ajudá-lo na organização da casa, mas também vai contribuir para as suas poupanças, em particular, com a venda do que já não usa.

Criar kits de limpeza

Organizado o espaço, é importante garantir que está limpo. A criação de um kit de limpeza é uma forma fácil e prática de ter os utensílios necessários sempre à mão. Por outro lado, facilita também a tarefa de outra pessoa que vá fazer a limpeza, por exemplo, alguém do seu agregado.

Assim sendo, deve colocar num recipiente específico (um cesto por exemplo) os produtos de limpeza mais utilizados (limpa vidros, produto do pó, desinfetante de superfícies), bem como alguns panos. Deve deixar o seu kit num local seguro e, de preferência, não acessível a crianças.

Leia ainda: Economia doméstica: estratégias para poupar no dia a dia

jovem casal faz as contas às suas despesas mensais, consultando documentos, apontando no caderno e usando uma calculadora

Elaborar um plano de tarefas domésticas

As tarefas domésticas são algo que ninguém gosta de fazer, no entanto, são necessárias para uma casa arrumada e organizada. De forma a diminuir o fardo, as tarefas devem ser divididas por todo o agregado, ficando cada pessoa responsável por limpar e arrumar certas divisões da casa. O mais fácil nesta situação é fazer um plano de tarefas, ou seja, uma tabela onde especifica quem faz que tarefas e em que dia da semana serão executadas, pois existem tarefas que apenas se fazem uma vez por semana e outras que é necessário fazer todos os dias.

De preferência inclua todo o agregado, mesmo as crianças. É importante ensinar os mais novos a manterem os espaços arrumados, especialmente os que mais utilizam.

Elaborar uma ementa semanal

Uma forma de ajudar na organização da sua casa e, ao mesmo tempo, com as suas poupanças é fazer uma ementa semanal. Pense no que quer cozinhar para toda a semana e faça as suas compras em função disso. Assim, vai conseguir comprar apenas aquilo que necessita evitando gastos desnecessários.

Uma ementa semanal é, também, uma forma de economizar tempo, pois evita que tenha de pensar constantemente no que vai cozinhar, uma vez que já está tudo decidido. Elabore uma tabela com os dias da semana e o que pretende cozinhar em cada dia, para cada refeição e afixe essa tabela em local visível.

Leia ainda: 5 dicas para que o seu filho ajude nas tarefas domésticas

Identificar as principais despesas do agregado

Uma das formas que o podem ajudar a manter-se organizado é a identificação das principais despesas do agregado e defini-las como prioridade. Faça uma lista de todas as despesas familiares, desde habitação, contas da casa, carro, alimentação, despesas escolares, e ordene-as por importância e frequência.

Assim, garante que está sempre em cima das suas despesas e previne esquecer-se de alguma. Existem algumas aplicações que o podem ajudar nesta tarefa como por exemplo: Boonzi, Moni, Money Wise, Expensify, entre outras.

Palavra de ordem: poupança

Ter uma casa organizada é ótimo, no entanto, se conseguir ao mesmo tempo poupar é ainda melhor. Para tal, pondere adotar um, ou mais, método de poupança. De conseguir colocá-lo em prática e perceber se se adequa a si e à sua família. Aqui ficam alguns exemplos de formas de poupar simples, mas, ainda assim, aplicáveis ao seu dia-a-dia:

  • criar orçamentos para cada despesa;
  • fazer uma lista de compras quando vai ao supermercado;
  • garantir que fecha bem as luzes e torneiras de casa;
  • evitar banhos de imersão;
  • reduzir o uso de carro ao estritamente necessário;
  • preferir produtos em segunda mão;
  • vender artigos que já não precisa;
  • evitar comer fora.

Reconhecer a ligação entre organização e poupança

A relação entre organização e poupança não é facilmente identificável. Por vezes, organizar pode ser confundido com arrumar. Tenha atenção, pois são conceitos diferentes. Uma divisão pode estar arrumada e não estar organizada. Um dos benefícios da organização é o facto de impedir que adquira mais que uma vez produtos que já tem. Por exemplo, se na sua despensa tiver os alimentos organizados por validade, vai saber o que tem e o que deve gastar primeiro, reduzindo compras desnecessárias e desperdício.

Outro benefício da organização é saber onde tem as coisas. Se tiver sempre as suas coisas no mesmo sítio evita perder tempo, por exemplo, de manhã antes de ir para o trabalho, e também impede gastos desnecessários.

Leia ainda: Minimalismo nas finanças pessoais: O que é e como aumenta a poupança

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.