Vida e família

5 dicas para que o seu filho ajude nas tarefas domésticas

Delegar tarefas domésticas às crianças contribui para que desenvolvam uma maior autonomia. Conheça algumas dicas para que o seu filho as faça facilmente.

Vida e família

5 dicas para que o seu filho ajude nas tarefas domésticas

Delegar tarefas domésticas às crianças contribui para que desenvolvam uma maior autonomia. Conheça algumas dicas para que o seu filho as faça facilmente.

Atribuir algumas tarefas domésticas ao seu filho fortalece o sentimento de pertença, contribui para um maior equilíbrio familiar e prepara-o para a fase adulta da sua vida. Permite, ainda, uma maior interacção com os pais e ajuda-o a desenvolver características importantes como a responsabilidade e a autonomia.

Antes de sugerir alguma tarefa ao seu filho deve fazer um planeamento prévio para que possam tornar-se interessantes e agradáveis. Siga estas dicas que o ajudarão a conseguir que o seu filho faça mais facilmente as tarefas domésticas.

rapariga de franja a lavar os dentes

Seja um modelo

Muitas vezes o ser humano aprende por repetição e as crianças são o maior exemplo disso. O seu filho vai fazer aquilo que o vir fazer. Numa primeira fase deve demonstrar como fazer a tarefa proposta e dar pequenas dicas de como a desempenhar mais facilmente. Se possível, deve realizar as suas tarefas domésticas ao mesmo tempo que o seu filho, pois vai permitir uma maior envolvência entre a família.

Leia ainda: Como ensinar as crianças a poupar

Atribua responsabilidades apropriadas à idade

Adaptar as tarefas à idade de cada criança é essencial para o seu sucesso. De acordo com Marty Rossmann, docente da universidade de Mississipi com trabalho publicado sobre este tema, deve começar por atribuir pequenas responsabilidades ao seu filho entre os dois e três anos e, com o passar do tempo adaptá-las à sua idade. Rossmann realizou um estudo com base em dados recolhidos durante 25 anos que permitiram concluir que as crianças que começam a participar nas tarefas domésticas a partir dos 3 a 4 anos alcançaram maior sucesso quando se tornaram jovens adultos.

Já segundo o psicólogo Richard Bromfielf, é possível identificar tarefas adequadas a cada idade. Bromfield é docente na universidade de Harvard e especialista em psicoterapia e vida familiar, que durante os vários anos de carreira publicou ensaios e livros sobre as temáticas, nomeadamente "How to unspoil your child fast".

Estas são as suas recomendações de tarefas de acordo com a idade da criança:

  • 2 a 3 anos: acompanhadas, as crianças geralmente devem ser capazes de realizar tarefas como escovar os dentes, deixar os seus sapatos perto da porta e pegar nos seus brinquedos ou livros.
  • 4 ou 5 anos: a generalidade das crianças é capaz de se vestir sozinha, colocar os talheres na mesa, ajudar a tirar objetos leves da máquina de lavar loiça, dobrar as suas meias e a tolha do banho e escolher a sua roupa íntima.
  • 6 aos 9 anos: a criança começa a tornar-se mais autónoma e confiante, podendo ter mais responsabilidades. Pense nos seus interesses e naquilo que a motiva e atribua-lhe tarefas que a façam sentir-se bem ao realizá-las. Tarefas como fazer a cama, ajudar na cozinha, varrer ou até lavar o chão são alguns exemplos.
  • A partir dos 10 anos: chegada a esta idade, a criança já deve conseguir fazer a maioria das tarefas domésticas. Experimente dar-lhe opção de escolha, para que se sintam envolvidos. Aposta na criação de uma rotina.
uma menina e um menino a lavar o chão

Faça com que as tarefas domésticas sejam divertidas

O momento de realizar as tarefas domésticas pode tornar-se agradável e de convívio entre toda a família. Opte por tomar uma atitude positiva e desafie o seu filho a divertir-se. As crianças costumam gostar de jogos, por isso porque não encarar as tarefas como missões que deverão completar?

Avalie o seu desempenho e confira-lhes um determinado tempo para a persecução do proposto. Demonstre que ao realizar uma determinada função está a desfrutar do momento.

Leia ainda: 5 jogos que ensinam as crianças a gerir o dinheiro

Premeie o sucesso

Quando o seu filho realizar alguma tarefa com sucesso, destaque o seu esforço e premeie o seu comportamento com elogios, demonstrando-lhe o quão orgulhoso está e o quão autónomo este se está a tornar. A prática leva à perfeição e, através de um discurso motivador, está a contribuir para que da próxima vez, a tarefa que lhe propuser seja vista como natural e recompensadora. Já quando a criança não obtém o resultado esperado, tente ser paciente e compreensivo para que não desmotive.

Incentivar a participação do seu filho nas lides domésticas é uma forma de o educar e de fazer com que desenvolva um sentimento de pertença.

Leia ainda: O que os pais podem fazer para garantir boas práticas de estudo em casa?

Apresente diferentes tarefas domésticas e deixe-o escolher

É muito importante que o seu filho sinta que é autónomo e que tem uma certa capacidade de decisão. Experimente elaborar uma lista com diferentes tarefas domésticas adaptadas aos seus gostos e pergunte-lhe qual gostaria de realizar. Pode optar por sugerir tarefas diferentes semanalmente para que não perca o entusiasmo, mas deixe-o sempre escolher. Notará que irá estar mais motivado e o resultado final será melhor.

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)