Finanças pessoais

Desafios de poupança: Descubra quais são os mais populares e se são boas soluções para aumentar a sua poupança

Já ouviu falar em desafios de poupança? Conheça alguns desafios que podem ajudá-lo a poupar de forma mais descontraída e divertida.

Há alguns anos, muitos portugueses não tinham o hábito de poupar. No entanto, com a pandemia do Covid-19, essa realidade alterou-se, e segundo um estudo realizado pelo Observador Cetelem, 75% dos portugueses afirmam ter o hábito de poupar atualmente. Embora os dados revelem um forte aumento em relação a 2019, onde segundo o mesmo estudo apenas 47% dos portugueses tinham o hábito de poupar, a verdade é que quase metade dos entrevistados admite que apenas poupa de forma esporádica. Mas, existem algumas faixas etárias, como por exemplo a população mais jovem, onde os hábitos de poupança são menores. Por isso, se faz parte do grupo de pessoas que têm dificuldades em poupar, mas pretende aumentar um pouco o dinheiro que tem de parte, talvez seja uma boa solução tentar cumprir desafios de poupança.

Caso nunca tenha ouvido falar de desafios de poupança, estes são formas divertidas ou concretas de conseguir poupar algum dinheiro durante um período definido. No entanto, é importante que saiba que estes tipos de desafios podem limitar-se a definir pequenas regras ou podem ser bastante exigentes para alcançar um grande objetivo.

Se está disposto a pôr-se à prova, pode começar por tentar cumprir os desafios mais simples e mais tarde tentar cumprir alguns desafios mais exigentes. Uma forma para estes desafios serem mais divertidos é convencer os seus amigos e familiares a participar. Desta forma, podem criar uma competição saudável e ir supervisionando e motivando os vários participantes. No final, o pior que pode acontecer é não conseguir cumprir o desafio. Já na melhor das hipóteses, vai conseguir poupar algum dinheiro que pode ser útil para diversos fins, como investir num fundo de emergência ou aplicar em algo que deseja há bastante tempo.

Fique a conhecer de seguida 6 populares desafios de poupança e conheça quanto pode poupar através de cada um.

1 - Desafios de poupança "no spend challenge"

O desafio "no spend challenge", em português desafio de não gastar dinheiro, tem como objetivo deixar de lado, durante um período de tempo definido, todos os seus gastos que não são essenciais. Ou seja, tirando as suas despesas fixas mensais e o orçamento que tem definido para a alimentação, saúde e bens essenciais, não pode gastar em absolutamente mais nada. Imagine que por mês costuma jogar no euromilhões, jantar fora, comprar uma ou duas peças de roupa, ir a eventos, etc. Caso queira cumprir este desafio, não pode gastar dinheiro neste tipo de coisas.

Para implementar este desafio entre os seus amigos e familiares, o primeiro passo é definir o tempo de duração do "no spend challenge". Por norma, este desafio tem a duração de um mês para trazer bons resultados. No entanto, caso o grupo de participantes considere muito difícil esse objetivo, pode diminuir a duração e o desafio durar uma semana ou quinze dias. O mais importante é que durante esse período as regras sejam cumpridas à risca.

Para facilitar o desafio, costuma também definir-se uma lista de itens nos quais não se pode gastar dinheiro e outra lista das situações em que é permitido gastos. Antes de iniciar este desafio, é aconselhável repensar a sua alimentação, de forma a evitar compras que não sejam essenciais ou as idas a restaurantes e cafés.

Valor da poupança deste desafio: Ao contrário da maioria dos desafios de poupanças, este não tem um montante final definido, uma vez que a poupança será de acordo com os gastos de cada participante.

2 - "Spare change challenge" ou em português o desafio de guardar os trocos

Para muitos portugueses, este desafio não é uma novidade, uma vez que muitas famílias têm vários frasquinhos ou mealheiros cheios de moedas que sobram diariamente. Agora, a diferença é que não pode apenas guardar as moedas de baixo valor. O objetivo deste desafio é no final de todos os dias esvaziar a carteira e guardar todas as moedas que sobraram, independentemente do valor. Dado que é um desafio mais simples, por norma, a sua duração é mais longa. Por exemplo, muitas pessoas optam por cumprir este desafio durante vários meses e até mesmo durante um ano inteiro. Caso pretenda obter uma boa poupança, a sua duração deverá ser a mais longa possível.

Dicas para implementar o spare change challange: Defina um orçamento para fazer face às suas despesas do dia a dia. Depois é aconselhável ter esse montante em dinheiro todos os dias. Já sabe, o que sobrar em moedas vai ter que ir para o seu mealheiro. Para facilitar a contagem, existem mealheiros digitais que facilitam este procedimento. Para além disso, ao conseguir verificar os resultados da sua poupança através destes mealheiros, pode ficar mais motivado e conseguir aguentar o desafio durante mais tempo.

Valor da poupança deste desafio: Mais uma vez este desafio também não tem um valor definido, uma vez que vai depender dos trocos que sobrarem diariamente. No entanto, vamos a contas. Se conseguir poupar 50 cêntimos por dia, fazendo a contas a 30 dias, por mês vai poupar 15 euros. Ou seja, se prolongar este desafio por 1 ano, vai juntar 180 euros. Caso pretenda uma poupança maior, tente que no final do dia sobrem 2 euros. Por mês vai conseguir poupar cerca de 60 euros, o que dá no final de um ano 720 euros.

3 - Desafios de poupança: X dias sem...

Este desafio é mais popular entre amigos ou casais, de forma a ver quantos dias é que os participantes aguentam sem gastar dinheiro em algum vício ou ponto fraco. Por exemplo, imagine que o desafio são 10 dias sem fumar, 30 dias sem consumir bebidas alcoólicas, 60 dias sem jogar em raspadinhas, etc. As possibilidades são tantas, que basta adaptar aos gastos não essenciais que cada um tem. Para além disso, este desafio também pode ser aplicado a idas ao restaurante, lanchar ou tomar o pequeno-almoço no café, ou qualquer outro objetivo que considere desafiante. Contudo, lembre-se que é aconselhável escolher um objetivo que permita poupar uma quantia significativa, perante o sacrifício que vai ser feito.

Valor da poupança deste desafio: Para saber o valor que pode poupar com este desafio deve fazer contas com antecedência. Por exemplo, se compra 10 maços de tabaco por mês, e se cada um tiver o custo de 4,80€, num desafio de 30 dias vai poupar 48 euros. Já se gasta 15 euros por semana em raspadinhas, no final do mês pode poupar 60 euros. Por fim, se beber um café todos os dias fora de casa e este custar 0,60 cêntimos, esse corte no final de 30 dias vai dar-lhe 18 euros.

4 - Desafio das notas de 5 euros

Se tem o hábito de levantar dinheiro, sabe que o multibanco disponibiliza na maioria das vezes notas de 10, 20 ou 50 euros. No entanto, na hora de pagar as suas despesas, é normal que receba notas de 5 no troco. Agora imagine que cada nota de 5 euros que receber deve guardar num mealheiro ou num frasco. É assim que funciona o desafio dos 5 euros. Sempre que receber uma nota de 5 euros não a pode gastar.

Ao contrário do que pode pensar, este desafio não é assim tão simples. Isto porque pode vir a pagar uma pequena despesa com uma nota de 20 euros e receber duas ou três notas de 5 euros. Obrigatoriamente vai ter que guardá-las todas durante o período acordado.

Valor da poupança deste desafio: Uma vez que é impossível indicar um valor certo neste desafio, para que fique com uma ideia vamos dar-lhe um exemplo hipotético. Imagine que traça um objetivo para 6 meses. Se em cada mês receber de troco 7 notas de 5 euros, no final do desafio conseguiu poupar 210 euros.

5 - O desafio dos 30 dias

O desafio dos 30 dias é um dos mais populares entre quem gosta de participar em desafios de poupança. No entanto, este pode ser bastante exigente a nível financeiro. Por norma, esta atividade é feita de forma crescente. No primeiro dia poupa 1 euro, no segundo poupa 2 euros e por aí fora, terminando o mês a poupar num único dia 30 euros. Se seguir as regras à risca, em 30 dias vai ter uma poupança de 465 euros. Há quem prefira começar este desafio de forma decrescente, optando por a poupança ser feita no sentido inverso. No primeiro dia poupa 30 euros, no segundo 29 euros e assim o valor de poupança diário vai diminuindo.

Agora é normal que este desafio não possa ser realizado por todas as pessoas, uma vez que ele é bastante exigente e requer um orçamento mais elevado para ser possível. Contudo, isso não quer dizer que não possa estabelecer outras regras para o desafio de 30 dias. Pode perfeitamente reduzir os valores de que estamos a falar, para valores simbólicos. Por exemplo, no primeiro dia poupa 0,10€, no segundo 0,20€ e por aí fora, até que no último dia vai ter que poupar 3 euros. No final do mês vai ter uma poupança de 46,50 euros. Lembre-se que é sempre possível adaptar os desafios à sua carteira.

6 - O desafio das 52 semanas é um dos desafios de poupança mais populares

A popularidade deste desafio é fácil de perceber, uma vez que em 52 semanas vai conseguir poupar 1.378 euros. Agora, para chegar a esta quantia, deve saber que os últimos meses são bastante exigentes em termos financeiros. No fundo, o desafio das 52 semanas funciona através da mesma lógica do que o desafio dos 30 dias. No entanto, em vez de poupar diariamente terá que fazê-lo à semana e ir aumentando o valor correspondente à semana em que está.

Ou seja, na primeira semana poupa 1 euro. Na segunda 2 euros, na terceira 3 euros, na quarta 4 euros. No primeiro mês a poupança não é muito difícil, uma vez que apenas tem que colocar de lado 10 euros. Mas a dificuldade vai aumentando consideravelmente. No último mês, temos as semanas 49, 50, 51 e 52. O que quer dizer que o último mês corresponde a uma poupança de 202 euros. Há quem aproveite o subsídio de férias e subsídio de Natal para conseguir cumprir este desafio. Contudo, para muitas famílias portuguesas está fora das suas possibilidades pouparem as quantias dos últimos meses do desafio.

Mas, mais uma vez não tem que seguir estas regras e pode fazer um mini desafio das 52 semanas. Pode reduzir os valores a metade ou simplesmente definir um valor para cada semana. O mais importante é que defina as regras para conseguir poupar sistematicamente ao longo do ano.

Quais são as vantagens e desvantagens dos desafios de poupança?

Bem, as vantagens estão claramente à vista, uma vez que vai conseguir sempre poupar um valor atrativo no final de cada desafio. Este benefício é ainda maior para quem não tem qualquer método de poupança. Contudo, a menos que se torne um hábito realizar estes desafios, eles não passam disso mesmo. Um desafio temporário que lhe permite poupar algum dinheiro durante aquele período. Caso não pretenda continuar, deixa de ter um método de poupança, logo deixa de poupar.

E isso é uma grande desvantagem, uma vez que os métodos de poupança são essenciais para manter as suas finanças equilibradas. Uma das formas mais aconselhadas para criar bons hábitos é fazer o seu orçamento familiar e definir um montante de poupança que deve transferir automaticamente no início do mês. Este pode ser colocado numa conta poupança ou noutro produto bancário da sua preferência. Para além disso, existem outras regras de poupança bem conhecidas no mundo das finanças pessoais, como a regra dos 50-30-20 (50% para despesas essenciais, 30% para despesas não essenciais e 20% destinados à poupança) ou retirar 10% do seu orçamento total para poupar.

Concluindo, o que não faltam são formas de poupar, apenas precisa de criar métodos e estratégias para o fazer sistematicamente.

Ler mais: 10 formas essenciais e eficazes de poupar dinheiro em 2020

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)