Mobilidade

Seguro automóvel: O que pode aumentar o seu prémio?

Existem certos comportamentos que podem fazer aumentar o seu seguro automóvel de forma significativa. Fique a saber alguns neste artigo.

Mobilidade

Seguro automóvel: O que pode aumentar o seu prémio?

Existem certos comportamentos que podem fazer aumentar o seu seguro automóvel de forma significativa. Fique a saber alguns neste artigo.

Consoante determinados fatores, certos comportamentos podem fazer aumentar o seu seguro automóvel e, consequentemente, prejudicar as suas finanças pessoais.

Ainda que possa controlar alguns comportamentos para não sofrer aumentos, existem situações que não pode controlar. Fatores como a idade, o local onde vive, entre outros, podem ter um efeito negativo e apresentar um maior risco para a seguradora. Fique a conhecer neste artigo o que pode controlar ou não para pagar menos pelo seu seguro automóvel.

Provocou um ou mais acidentes recentemente?

Um dos maiores fatores para o prémio do seu seguro automóvel aumentar deve-se à quantidade de acidentes que possa ter causado recentemente. Trata-se de um sinal de alerta para as seguradoras de que, enquanto condutor, poderá vir a ter mais acidentes no futuro. Consequentemente, a sua seguradora terá de pagar pelos danos causados e, por essa razão, as seguradoras aumentam o seu prémio de seguro, de forma a compensar os possíveis gastos futuros.

A gravidade dos acidentes também tem influência no aumento do prémio do seguro. Quanto maior a gravidade, maior será a sua penalização. Embora possa sempre mudar de seguradora, caso não fique satisfeito com o aumento do prémio do seguro, existe uma grande probabilidade da seguradora seguinte também o penalizar. Isto acontece, porque a nova seguradora precavem-se no início, antes de correr o risco em fazer-lhe uma proposta de seguro automóvel.

Da mesma forma que um recém-encartado tem um prémio de seguro mais alto, mesmo antes de sequer ter provocado algum acidente, o mesmo se aplica caso tenha histórico de acidentes e pretenda mudar de seguradora. Por isso, respeitar as regras de trânsito enquanto conduz não só traz benefícios para a sua segurança, mas também para a sua carteira.

Leia ainda: O seu seguro automóvel é muito caro? Saiba porquê

Mudou-se para um local mais movimentado?

Embora não seja tão evidente, o seu local de residência tem influência no prémio do seu seguro automóvel. Isto acontece, porque uma localização onde, estatisticamente, haja mais acidentes significa um maior risco para a seguradora. Também são consideradas situações de vandalismo ou ocorrências de assaltos.

Devido ao risco associado, as seguradoras necessitam de cobrar mais, de forma a cobrir eventuais situações que possam ocorrer.

Leia ainda: Seguro automóvel: O que avaliar antes de escolher?

A sua idade determina o risco para a seguradora

Ser bastante jovem, mesmo que ainda não tenha provocado quaisquer acidentes, não é um fator positivo para uma seguradora. Estatisticamente, condutores que tenham menos de 25 anos e que possuam carta de condução há menos de 5 anos, têm mais probabilidade de provocar acidentes. Por essa razão, o prémio a pagar nestas situações é mais elevado.

À medida que vai tendo mais anos de condução e seja mais velho, existe lugar a um desconto maior no seguro automóvel. Isto, se o seu histórico não tiver registo de acidentes. Caso contrário, o peso dessas ocorrências é suficiente para absorver todos os benefícios que obteve, durante o tempo que conduziu sem situações de risco.

Saiba ainda que, da mesma forma que os condutores bastante jovens, aqueles que ultrapassam os 60 anos também apresentam um risco significativo para as seguradoras. A partir de uma determinada idade, a capacidade de reflexos, visão, condições físicas, entre outros fatores relacionados com o condutor pesa no cálculo do prémio.

Leia ainda: Agravamento do seguro automóvel: 5 fatores para não conseguir pagar menos de seguro

Histórico de seguro automóvel

Ter carta de condução, mas não ter qualquer histórico de seguro pode não ser um ponto positivo. Como tal, o risco associado é bastante superior quando comparado com outra pessoa que, até tendo menos anos de experiência, tenha algum histórico.

Por isso, se é jovem e é o condutor habitual do veículo, mas o seu nome não consta na apólice, pode vir a pagar mais no futuro por não ter qualquer histórico.

Leia ainda: Tem um seguro automóvel em nome de outra pessoa? Saiba os cuidados a ter

O tipo de carro que conduz tem influência no valor a pagar

Aspetos como o preço do carro, a sua potência e cilindrada, tem sempre influência no prémio final.

Dependendo do tipo de seguro que tem - se protege apenas os outros em caso de acidente ou se também está a segurar o seu veículo - o prémio vai refletir o valor do automóvel em caso de acidente.

Leia ainda: Seguro automóvel: o que é o seguro contra todos os riscos?

Negoceie o seu seguro automóvel

Se não tem o costume de negociar o seu seguro automóvel todos os anos, então pode estar a perder dezenas ou centenas de euros.

Para evitar tal cenário, é recomendado que negoceie todos os anos o seguro automóvel. Antes da sua apólice terminar, faça diversas simulações junto do seu mediador de seguros ou então através dos simuladores online. A sua carteira agradece.

Leia ainda: Poupança nos seguros: Há quanto tempo não revê as apólices?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.