Vida e família

Combustível GPL: vale a pena?

Ter um carro movido a combustível GPL pode compensar. Saiba mais sobre esta alternativa.

Rui Aspas Rui Aspas , 3 Março 2020

Com o constante aumento do preço dos combustíveis, torna-se um imperativo a procura de novas alternativas, como é o caso do gás de petróleo liquefeito (GPL).

Este combustível ainda é tido como o melhor caminho encontrado para compensar os aumentos de preços da gasolina e do gasóleo. Há quem opte pelo GPL, converta o automóvel atual de modo a que este seja abastecido com recurso a este combustível.

Mas será que ter um carro a GPL compensa? Quais as vantagens e desvantagens de usar este sistema de combustível? Descubra neste artigo.

O preço não é tudo e os mitos atrapalham 

Muitas pessoas pensam que ter um automóvel movido a GPL é caro. Mas se se tiver em consideração que a capacidade em termos de rendimento do GPL é praticamente a mesma ou superior à capacidade dos carros movidos a gasolina ou gasóleo, esta questão nem se coloca uma vez que o preço das viaturas a movidas a gás costuma ser mais acessível. 

Sobre o que se diz sobre o GPL, há algum exagero, nomeadamente quando se refere o risco de o automóvel poder explodir. Apesar deste ser um gás muito inflamável, o seu transporte é dos mais seguros. Além disso, estes carros são submetidos a uma bateria de testes que os colocam à prova em todas as situações de carácter extremo. 

Leia ainda: Fundo de Garantia Automóvel: como funciona

Vantagens do GPL

Ter um veículo com abastecimento de gás pode ser benéfico não apenas pela questão do preço de compra, mas também na poupança de que os condutores deste género de automóvel beneficiam.

No que se refere ao abastecimento do automóvel movido a GPL, o utilizador poupa cerca de 50% face ao litro de litro de gasolina. 

Além disso, outra das grandes vantagens dos veículos movidos a gás é a sua grande autonomia que possibilita que o condutor circule muitos quilómetros sem ter que estar a parar para abastecer. 

Como vantagens adicionais, podemos ainda referir: 

  • A relação preço-qualidade dos veículos movidos a GPL;
  • É um combustível menos poluente e por isso, amigo do ambiente; 
  • O motor e a sua capacidade não são afetados, uma vez que o gás aumenta a durabilidade do mesmo e reduz o seu desgaste devido à fórmula de gasolina e diesel que nestes casos é mais refinada, mais cuidada;
  • A potência do motor de um carro GPL é praticamente a mesma que um carro a gasolina ou a gasóleo

De realçar, que se existir a conversão de um veículo para GPL, esta deve sempre ser efectuada por um profissional no ramo, para que o carro não fique prejudicado na sua capacidade e autonomia. 

Leia ainda: Seguro automóvel: o que é o seguro contra todos os riscos?

Desvantagens do GPL 

Se fossem só vantagens, podíamos dizer que o GPL é a melhor alternativa aos combustíveis fósseis. No entanto, também apresenta as suas desvantagens, sendo que as principais são : 

  • Menor número de postos que permitem abastecimento GPL;
  • Fica mais barato comprar um carro que já tenha sistema GPL de origem do que estar a converter um carro a gasolina para ser abastecido com GPL: a conversão, na maior parte dos casos sai bastante cara;
  • Limitação em parques de estacionamento cobertos.

Ter um veículo com GPL pode significar poupar na circulação e no abastecimento mas as desvantagens também existem. Por isso, é necessário fazer uma análise ponderada no que toca à aquisição ou conversão de um veículo para gás. 

Apesar de tudo é inegável que um carro a GPL permite obter poupanças significativas a médio prazo. A nossa recomendação é que pondere antes de decidir.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)