Vida e família

Como marcar uma consulta no SNS através do serviço online

Neste artigo, saiba como marcar uma consulta no SNS através do serviço online eAgenda, que lhe permite marcar consultas de saúde com um clique.

Luísa Barreira Luísa Barreira , 28 Maio 2020

Se precisa de marcar uma consulta no seu médico de família, saiba que já não tem de “madrugar” para fazer fila à porta do centro de saúde. Existe uma forma mais simples e cómoda de marcar consultas online, sem ter que se deslocar.

Estamos a falar do serviço eAgenda, que permite a marcação de consultas no Serviço Nacional de Saúde (SNS) – centros de Saúde e Unidades de Saúde Familiar, funciona exclusivamente online e está disponível 24 horas por dia, na Área do Cidadão no Portal SNS.

Leia este artigo e saiba o que pode fazer a partir deste portal e como agendar uma consulta online, passo a passo, utilizando este serviço.

Como marcar uma consulta online?

mexer no smartphone

Para usufruir deste serviço tem que registar-se primeiro no Portal do Serviço Nacional de Saúde e aceder ao eAgenda para fazer a sua marcação de consulta.

Através deste serviço tem também acesso à agenda do seu médico, para que possa fazer a sua marcação, cancelamento ou remarcação de consulta, de forma mais eficaz. Para além de marcar pode, posteriormente, acompanhar os seus pedidos de consulta, online.

Para poder aceder à área de cidadão e marcar consultas no SNS é necessário ter:

Passo a passo para marcar uma consulta

As marcação de consultas via online, pode ser feita pelo próprio utente, por um membro do seu agregado familiar ou por um amigo. Siga estes passos:

1º  passo: Aceder ao Portal www.sns.gov.pt;

2º passo: Clicar em "Área do Cidadão";

3º passo: Fazer o seu registo, através da autenticação, utilizando a Chave Móvel Digital ou o Cartão de Cidadão;

4º passo: Selecionar a opção “Consultas, Receitas e Exames” e de seguida clicar em “Marcações”;

5º passo: Se a consulta for para o próprio, deve clicar em “Marcar Consulta”. Se for para um elemento do seu agregado familiar, deve indicar os dados desse familiar (nome, número de utente e data de nascimento) para poder aceder às suas marcações de consulta;

6º passo: Indicar o tipo de consulta que pretende e o "Primeiro Horário Disponível" ou "Escolher Período de Marcação". Se escolher esta última alternativa, é exibido um calendário, onde deve optar por uma das vagas indicadas no mesmo. Clique em “Marcar Consulta”;

7º passo: Confirmar todos os dados e preencher a verificação de segurança, reproduzindo as letras e os números da imagem apresentada. Concluir o processo clicando em “Marcar Consulta”;

8º passo: Após concluir o pedido de marcação, será exibida a mensagem "O seu pedido foi submetido com sucesso". Basta aguardar pela confirmação da consulta, via e-mail ou SMS. A mensagem de confirmação informa-o de quem é o médico que o atenderá e do número do seu pedido, caso tenha de proceder à alteração ou cancelamento da consulta.

As consultas online, podem ser marcadas em qualquer momento do dia. Este serviço está disponível 24h por dia.

Que tipo de consultas, no SNS, podem ser marcadas online?

A marcação de consultas via online apenas está disponível nos casos que não obriguem a um atendimento imediato, isto é, quando o motivo não é relacionado com doença aguda. Desta forma, por esta via, só poderá agendar consultas para horários a partir do 5.º dia útil (inclusive), contando da data da marcação.

Podem ser marcadas, online, os seguintes tipos de consulta:

  • Consulta Saúde adultos;
  • Consulta Recurso/reforço;
  • Consulta de planeamento familiar;
  • Consulta de saúde materna;
  • Consulta de saúde infantil.

Dependendo do tipo de consulta que marque, deve fazer-se acompanhar pelos exames mais recentes e medicação que esteja a fazer, bem como de todos os dados que ache convenientes, para uma melhor avaliação médica.

Que outras funcionalidades pode usufruir através do Portal SNS?

Para além do agendamento dos tipos de consulta referidos, através do Portal do SNS tem acesso a várias funcionalidades, entre elas:

  • Renovar medicação crónica;
  • Consultar receitas médicas;
  • Verificar boletim de vacinas;
  • Aceder ao histórico de saúde (diagnósticos efetuados, doenças, alergias, cirurgias, exames realizados e medicamentos prescritos desde 2012) ;
  • Pedir isenção de taxas moderadoras;
  • Obter declarações de presença;
  • Obter cópia do certificado de incapacidade temporária, por exemplo, para enviar para a entidade patronal.
Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)