Vida e família

Viajar para o estrangeiro: quais as recomendações?

Se está a pensar viajar para o estrangeiro, consulte as várias recomendações de viagem e quais as restrições de cada país.

Vânia Relvas Vânia Relvas , 22 Julho 2020

Com o tradicional período de férias à porta, estaria ansioso por fazer aquela viagem que tanto andou a planear. Todavia, este ano, em resultado da pandemia, vai ter de fazer adaptações ao período que se atravessa.

De momento, os países mais desaconselhados pela organização Centers of Disease Control and Prevention para viajar são o Brasil, China, Irão, Reino Unido, Irlanda e a maior parte da Europa, por apresentarem risco elevado de contaminação correspondente ao nível 3 de Advertência desta organização. Neste site poderá também consultar os dados atualizados de COVID-19 assim como as recomendações por país de destino.

Se quer viajar para fora de Portugal é aconselhável que se informe bem sobre várias questões. Tem de fazer quarentena quando chegar? Vai poder percorrer tranquilamente as ruas da cidade para onde vai? A restauração está a funcionar em pleno? E os museus e as praias? De forma a fazer uma viagem que se torne frustrante, pouco interessante, pouco cultural ou pouco relaxante informe-se bem para saber com o que deve contar.

dois viajantes a olhar para o mapa do metro da cidade

Confirme se o país exige quarentena

Antes de decidir para onde vai viajar o melhor é saber o que o espera. Há países que não estão a receber qualquer tipo de turistas; há países que proíbem a entrada de turistas oriundos de alguns destinos e há países que impõe quarentenas. Há ainda os que permitem a entrada mediante a apresentação de um comprovativo de que não está infetado como Convid-19. Por isso, o melhor é informar-se bem sobre o que está a ser praticado no país para onde vai. E atenção: há países que têm regras diferentes dependendo da cidade ou região para onde vai.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros, através do portal das Comunidades Portuguesas tem uma lista de conselhos aos viajantes onde é possível perceber quais as exigências que cada país faz a cidadãos que se desloquem a partir de Portugal. E isto mesmo antes do Coronavírus.

Leia ainda: Covid-19: Que regras têm de ser cumpridas pelos hotéis?

Serviços podem estar limitados

Receber turistas pode não significar que o país ou a cidade está completamente operacional. Há países que estão a receber turistas, mas a restauração pode não estar totalmente operacional. Em Portugal, por exemplo, os bares e discotecas continuam fechados em todo o país. E a Área Metropolitana de Lisboa tem outras restrições, como horários mais limitados para a restauração.

Além do portal das comunidades portuguesas, pesquise outro tipo de informação. Ao nível europeu, a União Europeia disponibiliza alguns detalhes sobre o funcionamento de cada país, cuja informação vai sendo atualizada. Esta informação pode ser consultada através do Re-open EU, e aqui fica a saber, por exemplo, que em Itália os locais de culto podem ter limitações. Na Roménia, por exemplo, há algumas limitações ao nível dos restaurantes, bares e cafés.

Estes são apenas alguns exemplos das restrições que pode encontrar no país para onde quer ir.

O que equacionar antes e durante a viagem ao estrangeiro:

  • Comprar o bilhete online, fazer o check in também online e chegar cedo ao local de embarque, mantendo sempre a distância de segurança de 2 metros durante toda a estadia.
  • Usar máscara e desinfetar as mãos com frequência.
  • Verificar as coberturas do seu seguro de saúde e ter o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença à mão.
  • Precaver-se com a contratação de um seguro de viagem para quaisquer incidentes que possam vir a ocorrer durante a viagem.
  • Na recolha da bagagem, manter sempre a distância de segurança e limpar as superfícies de contato.
  • Na chegada ao local, ler com atenção todas as recomendações das autoridades sanitárias sobre o confinamento e restrições.
  • Ter em atenção que poderá ser obrigatória a monitorização e medição de temperatura à entrada/saída dos aeroportos, assim como a necessidade de prover informação sobre os detalhes da viagem e contactos pessoais.
  • Planear as refeições com antecedência, de forma a tentar perceber se os restaurantes onde quer ir estão abertos ou se exigem marcações com antecedência. Se não se sentir confortável em fazer refeições em restaurantes, opte pelo serviço de take-away.
  • Se acusar febre no aeroporto, deverá procurar aconselhamento médico imediato e não começar e/ou continuar a viagem. Quando recuperar, certifique-se se reúne todas as condições para voltar a viajar.
  • Lembre-se que em alguns países poderá ser-lhe solicitado um comprovativo em como não está doente.

Estas são apenas algumas dicas do que pode fazer para que as suas férias ocorram da forma mais serena e sem sobressaltos. Boas férias!

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)