Crédito

Crédito hipotecário: O que é?

Existem algumas garantias que as entidades bancárias exigem para aprovar o seu empréstimo. Uma dessas garantias pode ser o crédito hipotecário. Saiba neste artigo do que se trata, para que serve e como pode solicitar um.

Adriana Cabrita Adriana Cabrita , 17 Abril 2019 | 8 Comentários

O crédito hipotecário pode ser uma solução para quem quer ver o seu crédito aprovado, seja ele habitação ou até mesmo consolidado. Este é um tipo de contrato de crédito que servirá como garantia para o pagamento do empréstimo que solicitar. Mas, vejamos com mais detalhe, do que se trata.  

O que é um crédito hipotecário?  

Um crédito hipotecário é um tipo de crédito na qual o devedor pode dar como garantia um outro imóvel, desde que esse esteja livre de encargos ou outras hipotecas, ou um outro bem equiparado, como automóveis, navios e aeronaves.  

Este tipo de crédito confere aos bancos uma maior garantia de pagamento, tendo o direito de avançar com o pedido de execução do bem hipotecado em caso de incumprimento do devedor. O bem imóvel ou equiparado pode pertencer ao credor ou a uma terceira pessoa, desde que a terceira pessoa concorde em hipotecar o seu bem como garantia do respetivo empréstimo. 

Como posso solicitar um crédito hipotecário?

Pode solicitar um crédito hipotecário junto da entidade bancária onde vai fazer o seu crédito. No entanto, saiba que para estar apto a este crédito terá que preencher, paralelamente, outros requisitos, tais como: idade apropriada para o crédito e uma percentagem baixa da taxa de LTV (Loan to Value).

Após a solicitação do crédito hipotecário, a instituição bancária terá que fazer uma avaliação do imóvel ou do bem que está a hipotecar para verificar se o seu valor cobre o montante que está a solicitar de empréstimo. Para além disto, também será feita uma análise ao seu perfil, para verificar se é elegível ao crédito e se tem capacidades para liquidar mensalmente as prestações do mesmo. Este é um processo que pode levar algumas semanas. 

Se a entidade bancária verificar que está elegível para o crédito hipotecário, avançará então para o contrato.

Que tipos de créditos hipotecários existem? 

O crédito hipotecário não é apenas solicitado para o crédito habitação. Na verdade, pode recorrer ao crédito hipotecário em variadas situações, no seguimento dos vários tipos hipotecários que existem:  

  • Crédito habitação 

Este é o tipo de crédito mais comum, que tem como objetivo um bem imóvel.  

  • Crédito Conexo 

Mais conhecido por crédito multirriscos ou multiopções, este é um tipo de contrato que é celebrado junto da mesma instituição onde foi contraído o crédito à habitação e onde foi assumida a hipoteca (garantia do contrato de crédito habitação).

  • Crédito Consolidado 

Quando falamos em crédito consolidado com hipoteca, referimo-nos a um crédito consolidado (junção de todos os créditos num único com melhores condições) onde é utilizado um bem imóvel (habitação própria, habitação secundária ou mesmo um imóvel de um familiar) como garantia ao empréstimo. 

Que tipos de hipoteca existem? 

Existem três tipos de hipoteca: a voluntária, a legal e a judicial. 

hipoteca voluntária resulta de um mútuo acordo entre o banco e quem solicitou o empréstimo, podendo aplicar-se também a um bem imóvel equiparável 

hipoteca legal resulta diretamente da lei e aplica-se a favor do Estado, de autarquias locais ou de outras entidades públicas sempre que o devedor esteja endividado e não tenha outra forma de saldar as suas dívidas. Isto acontece, por exemplo, quando os contribuintes que ficam a dever dinheiro à Segurança Social. Esta é a forma que o Estado tem de reaver o montante em falta por parte do devedor.  

Já a hipoteca judicial resulta quando o credor obtém a sentença contra o devedor, no âmbito de um processo judicial, que dita que o devedor tem que tem que pagar uma determinada dívida com recurso a um registo de hipoteca sobre os seus bens. A hipoteca judicial é típica de situações de insolvência. 

Quais são as taxas praticadas pelos bancos?

Como existe um imóvel ou um bem equiparado como garantia, a entidade bancária pode cobrar taxas de juro mais baixas. Por outro lado, o prazo de reembolso é mais extenso.  

No entanto, é sempre aconselhável a pesquisar em diferentes bancos, para verificar qual as melhores condições para o seu caso.  

Antes de concluirmos este artigo, gostaríamos de alertar que este é um tipo de crédito que pressupõe de bastante documentação e que deve ser feito com prudência, na medida em que a impossibilidade de pagamento provoca a perda do imóvel ou bem equiparado.  

Se tiver alguma questão ou se precisar de ajuda para procurar o melhor crédito para si, pode contar com a ajuda (gratuita) do Doutor Finanças. 🙂

Leia ainda: Tudo o que precisa saber para ter o melhor crédito habitação

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #crédito hipotecário,
  • #hipoteca

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

13 comentários em “Crédito hipotecário: O que é?

  1. Boa noite,

    Como funciona a hipoteca numa situação de compra de segunda habitação?

    Exemplo:
    Quero comprar casa, mas uma vez que é necessário 10% do valor da casa para dar entrada (e como está tudo tão caro), opto por comprar um apartamento muito mais barato, e com perspetiva de o arrendar futuramente.
    Depois de estar a viver num apartamento e a pagar o seu empréstimo, decido comprar uma casa, pelo dobro do valor do apartamento.

    Nesta situação, hipotecar o apartamento para obter um segundo crédito para pagar a casa é uma opção viável? É possível de se fazer? Ou existe alguma outra forma de conseguir um segundo empréstimo?

    João

    1. Olá, João.

      Se ainda estiver a dever a maior parte do montante que pediu emprestado sobre o primeiro apartamento, dificilmente conseguirá fazer nova hipoteca sobre o mesmo.

      Em princípio, neste caso, a hipoteca seria sobre a casa que vai comprar (o que, aliás, faz muito mais sentido). Em ambos os casos, no entanto, depende sempre da avaliação de crédito que o banco fizer sobre a sua situação. O facto de já estar a pagar o empréstimo do apartamento será um factor a pesar na decisão. A menos que o seu rendimento seja suficiente para suportar os dois empréstimos em simultâneo folgadamente, é provável que não conseguisse aprovação para o segundo empréstimo…

      Sugiro que entre em contacto com um ou mais bancos (ou até com o Doutor Finanças – formulário de contacto em baixo) e exponha um ou mais cenários concretos, com valores (quer dos imóveis, quer do seu nível de rendimentos), para lhe poderem apresentar respostas concretas também…

    1. Olá, José.

      Se o empréstimo atual corresponder a uma parte reduzida do valor da casa é normalmente possível pedir novo empréstimo oferecendo a casa como garantia, sim.
      Mas isso é algo a que só o seu banco poderá dar uma resposta definitiva…

      Outra alternativa seria aproveitar para transferir o empréstimo para outra entidade bancária, aumentando o capital.

  2. Boa tarde.

    Referente a este artigo aqui mencionado, gostaria de saber se é possível eu retirar esse imóvel hipotecado para fins de obtenção de credito, se é possível e que implicações em termos do credito que tinha anteriormente.
    Tudo se mantém igual?

    1. Olá, Paulo.

      Não percebi bem a sua questão. Pode colocá-la de outra forma, por favor? O que quer dizer com “retirar esse imóvel hipotecado para fins de obtenção de crédito”? Retirar de onde?

    1. Olá, Roberto.

      Pode desenvolver um pouco mais a sua questão, por favor? De que tipo de empréstimo estamos a falar, quando foi contratado, etc?