Finanças pessoais

9 dicas para a Black Friday

A Black Friday 2020 está aí. Leia as nossas dicas para que possa aproveitar melhor esta época de promoções, que este ano está mais longa.

Black Friday é sinónimo de descontos relâmpago. Um dia em que pode ter acesso a produtos com descontos superiores a 50% e num curto espaço de tempo. É habitual vermos longas filas à porta de lojas para conseguirem chegar em primeiro lugar e serem os primeiros a apropriarem-se do produto que tanto querem. Num ano de pandemia, em que o orçamento familiar pode estar mais apertado, este evento surge como uma oportunidade para comprar aquele artigo que já quer há tanto tempo. Ou, quem sabe, é o momento que está a aguardar para começar a fazer as compras de Natal.

2020 traz uma Black Friday diferente: mais digital e mais longa

Em tempo de pandemia a Black Friday também se adaptou as exigências das condições de saúde e às restrições de circulação impostas pela pandemia. Em primeiro lugar este será um evento quase integralmente digital. Além disso a Black Friday, que este ano calha no dia 27 de novembro (sexta-feira a seguir ao Dia de Ação de Graças nos EUA), vai ser prolongada a praticamente todo o mês do novembro. A ideia é proporcionar mais momentos de desconto para os consumidores e uma maior oportunidade para os vendedores poderem escoar os seus produtos.

Saiba o que realmente precisa

Embora os descontos possam ser tentadores, comprar algo que não precisa pode sair-lhe caro. Por isso, o melhor é começar desde já a preparar uma lista do tipo de produtos que gostaria de adquirir e até atribuir um limite de preço para esse produto que estaria disposto a pagar. Já com o desconto incluído. Depois de ter a lista com os seus artigos preferidos deve priorizá-los para saber o que comprar primeiro. Depois, se não exceder o orçamento pode cometer uma ou outra extravagância.

Avalie se é uma boa compra

Mesmo com promoções de fazer cair o queixo é bom que não se deixe impressionar e mantenha a sua capacidade de raciocinar. É importante, por exemplo, pesquisar preços para o mesmo artigo entre marcas ou lojas diferentes. Para essa tarefa ser mais simples pode recorrer a um comparador de preços. No entanto, também há outros fatores a avaliar, dependendo é claro do tipo de artigo que quer comprar e ver o que esse traz incluído, tal como acessórios, serviços, garantia e duração da mesma.

Verifique a qualidade dos produtos

Não é apenas o preço que importa. A qualidade também conta. Por isso, o conselho é ler atentamente toda a descrição do produto e ver se realmente o produto em causa apresenta uma boa relação qualidade/preço. Se quiser experimentar uma marca que não conhece, pesquise primeiro sobre a mesma, os produtos e as garantias que oferece para saber se merece a sua confiança. Outra dica importante passa por saber se existem queixas na Internet sobre determinados produtos ou determinadas marcas.

Pesquise com antecedência

Para poder tirar o melhor partido desta temporada de descontos deve planear a sua Black Friday com alguma antecedência, seja para comparar preços, seja para pesquisar sobre as marcas ou lojas que oferecem os produtos que deseja comprar. Esta planificação vai evitar que compre por impulso assim que vir um desconto de 60% no computador que tanto quer. Será que esse preço é mesmo uma descida?

Escolha as manhãs

A Black Friday faz jus à máxima: é de manhã que se começa o dia, já que por norma é nesta fase do dia que são lançados os descontos. Normalmente estes descontos vigoram durante um horário específico e estão associados a um stock limitado. Isto significa que se houver muita procura o artigo com aquele mega desconto pode esgotar-se muito rapidamente.

Conheça bem as políticas de troca e devolução

Não menos importante é conhecer detalhadamente em que condições e até quando pode efetuar trocas ou mesmo devolver o artigo. E se lhe dissermos que já há vendedores que lhe darão três meses para trocar os produtos que comprar na Black Friday? Pois é, o período de trocas deve prolongar-se, pelo menos, até ao fim do mês de janeiro. Por força de lei dispõe de 14 dias para devolver artigos que tenha adquirido online. Mesmo com uma política de trocas genericamente mais facilitada este ano, deve certificar-se das condições em que pode devolver ou trocar os artigos em promoção e se aceitam devoluções.

Opte por websites de confiança

Embora alguns sites possam apresentar descontos do outro mundo, se não reconhece o site, duvide. Pode ser uma fraude com o único propósito de lhe extorquir dinheiro ou ainda aceder ilicitamente aos seus dados pessoais e bancários. Pesquise e veja se existe alguma loja física e procure saber mais sobre essa empresa. Pesquise também se há queixas na internet sobre a empresa com a qual deseja fazer negócio. Também é importante assegurar-se que a ligação para essa página é uma ligação segura. Uma forma rápida de perceber se o site é de confiança é verificar se barra de endereços surge o símbolo de um cadeado.

Leia ainda: Compras online: Porque é que nem sempre o preço mais baixo é a melhor opção

Pague através de cartões virtuais

A fase em que efetua o pagamento é um momento crucial. Na internet escolha sempre fazer pagamentos através de cartões virtuais. Tratam-se de cartões temporários. Estes cartões estão associados ao seu cartão original, mas têm um número, uma validade e um código de segurança diferente. Como têm um prazo de validade mais curto há uma menor probabilidade de vir a ser alvo de fraude e de acesso indevido à sua conta bancária. Poderá também fixar um limite máximo para o seu cartão virtual e até pode fazer um exclusivamente para cada compra que fizer nesta Black Friday. E não paga mais por isso.

Guarde sempre o comprovativo de encomenda e de pagamento

Por fim, mas não menos importante, guarde o comprovativo de encomenda com as características do produto para poder confrontar e verificar que o que lhe mandaram corresponde de facto ao que encomendou e pagou. Igualmente, se vier a ocorrer algum tipo de engano, é o comprovativo de pagamento que confirma que realmente pagou e quanto pagou.  

Boas compras!

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)