Finanças pessoais

Vai receber um aumento salarial em 2022? Saiba ajustar o seu orçamento

Receber um aumento salarial é sempre ótimo, mas requer algum controlo para não cometer excessos. Saiba ajustar-se à nova realidade.

Finanças pessoais

Vai receber um aumento salarial em 2022? Saiba ajustar o seu orçamento

Receber um aumento salarial é sempre ótimo, mas requer algum controlo para não cometer excessos. Saiba ajustar-se à nova realidade.

Ter um aumento salarial pode fazer a diferença no seu orçamento. Em alguns casos, pode mesmo ser o que faltava para conseguir pagar todas as contas ao final do mês ou ter uma pequena poupança. Para outros, pode significar um maior contributo para o seu fundo de emergência, ou até mesmo para começar a investir.

Independentemente da realidade financeira de cada um, há uma pergunta que se coloca: o que fazer exatamente com o dinheiro extra? Apresentamos-lhe algumas possibilidades, bem como o que deve evitar para não comprometer a sua estabilidade financeira.

Aproveite o aumento para contribuir para as suas poupanças

Se antes de ter um aumento, já conseguia poupar, então esta é uma boa oportunidade para aumentar as suas poupanças. No entanto, para evitar cair na tentação de utilizar esse dinheiro em algo de que não necessita, opte por recorrer a uma transferência automática da sua conta à ordem para a poupança.

Se pretender uma maior rentabilização deste dinheiro, pondere recorrer a outros produtos financeiros, além das contas poupança. No caso de ter um perfil mais conservador, existem os Certificados de Aforro e os do Tesouro, e os Planos Poupança Reforma (PPR), onde pode obter diversos benefícios fiscais.

se o seu perfil de investidor for mais agressivo e estiver confortável com a exposição a um risco mais elevado para obter maiores retornos, estude a possibilidade de investir em ações, fundos ou até mesmo criptomoedas.

Leia ainda: Uma família, um salário: Ajustar para sobreviver a “situações de aperto”

Utilize o seu aumento para pagar dívidas

Ter mais dinheiro ao fim do mês é uma conquista sua, devido ao seu trabalho árduo, mas é também uma responsabilidade acrescida. Ao ter mais dinheiro, a tentação de gastá-lo em algo que realmente deseja é bastante maior. Mas, é algo essencial? Assim, pode torna-se mais tentador recorrer a cartões de crédito, pois sabe de antemão que, quando receber o salário, vai conseguir pagar uma mensalidade maior.

Ora, quando recebe um aumento salarial, tente fazer precisamente o contrário. Se não tem a intenção de colocar o seu dinheiro extra a render, então pondere, por exemplo, pagar parte ou a totalidade das suas dívidas.

Ainda que existam razões para celebrar e queira comprar algo para si, não deve fazê-lo de forma imprudente. Um aumento salarial deve facilitar-lhe a vida e não torná-la ainda mais difícil.

Leia ainda: Pare de viver de salário em salário

Reforce a sua poupança para a reforma

Para a grande maioria dos portugueses, poupar todos os meses é uma tarefa árdua, ainda que segundo os números de vários estudos, entre eles do INE, a taxa de poupança tenha aumentado durante a pandemia da Covid-19. Assim, sempre que exista a capacidade de poupar para que, no futuro, não necessite de trabalhar além da idade da reforma, deve fazê-lo.

Atualmente, existem diversos produtos financeiros para rentabilizar o seu dinheiro, de forma a usufruir da sua reforma com maior tranquilidade. Por exemplo, no caso de um PPR, pode definir uma contribuição mensal automática. Assim, não precisa de se preocupar em dirigir-se ao banco e vai poupar todos os meses para a sua reforma. Deve analisar toda a oferta que existe destes instrumentos financeiros no mercado nacional.

Leia ainda: Fizeram-me uma proposta de trabalho, como calcular o salário líquido?

Crie o seu fundo de emergência

Um fundo de emergência serve para, na eventualidade de surgirem situações inesperadas, conseguir fazer face às despesas, sem comprometer a sua estabilidade financeira. Seja uma situação de desemprego, doença prolongada ou até mesmo um acidente, saiba que este fundo de maneio deve cobrir, pelo menos, seis meses de despesas.

Embora possa ter um fundo de emergência que vá para além dos seis meses de despesas, não deve encarar este pé de meia como uma poupança normal. Isto significa que apenas deve recorrer a este 'bolo' em caso de necessidade e não para pagar algo não essencial.

Além disso, deve garantir que o seu fundo de emergência se encontra num local seguro e de fácil acesso. Isto quer dizer que não deve investi-lo em produtos de risco, pois pode necessitar de recorrer ao pé de meia quando menos espera. A somar a isto, também não deve aplicar esse dinheiro num produto que, apesar de até ser de muito baixo risco, o impossibilite de movimentá-lo.

Leia ainda: Tem salários em atraso? Descubra se tem direito ao Fundo de Garantia Salarial

investir em certificados, aforro e do tesouro, ilustrado com várias pilhas de moedas dispostas em crescendo

Comece a investir, mas com prudência

Um estudo recente à Literacia Financeira da População Portuguesa concluiu que cerca de 34% dos portugueses prefer colocar o seu dinheiro a render em depósitos a prazo ou contas poupança. No entanto, este tipo de produtos financeiros, ainda que sejam de baixo risco, mostram-se muito pouco lucrativos, não correspondendo às expectativas.

Ainda assim, isto não significa que não existam outro tipo de investimentos onde possa obter rendimentos consideráveis. Contudo, à medida que os possíveis ganhos aumentam, também acontece o mesmo com o risco. Por isso, no que toca a investimentos, deve sempre assegurar que não irá necessitar, no curto a médio prazo, do dinheiro que está a investir no momento.

Se, com o seu aumento salarial, não necessita de fazer quaisquer ajustes no seu estilo de vida, então é um bom momento para começar gradualmente a investir.

Leia ainda: Está preparado para ser aumentado no ano que vem?

Reavalie o seu orçamento com o novo aumento

Este aumento é também uma oportunidade para rever o seu orçamento. Isto significa olhar para as suas despesas atuais e verificar o que pode melhorar, quais os ajustes que pode fazer e o quanto o novo aumento afeta positivamente o seu orçamento.

Num caso mais prático, suponhamos que tem algumas dívidas de cartões de crédito ainda por liquidar. Com este dinheiro extra, pode alterar ligeiramente o seu orçamento para fazer pagamentos maiores ou liquidar essas dívidas na totalidade. Assim, não necessita de recorrer a vários pagamentos mensais por um longo período de tempo, o que implica juros superiores.

Além disso, se está a pagar o seu crédito à habitação e a sua mensalidade for de 350€, então um aumento de 200€ mensais significa que, por cada 12 meses de pagamentos, consegue amealhar cerca de 6 meses adicionais para amortizar o seu crédito.

Video Thumbnail
ícone do formato do post

Leia ainda: Como escolher entre duas propostas de trabalho

Faça algo que sempre desejou fazer

Ainda que o dinheiro seja importante, não é tudo na vida. Por vezes, e especialmente após um longo período de dedicação e empenho, deve também usufruir do dinheiro e fazer algo que sempre desejou.

Isto significa que, se realmente trabalhou imenso para esse aumento salarial e tem a sua vida organizada, então chegou a altura de desfrutar de algumas experiências. Este momentos de descontração são tão importantes quanto poupar. Este hábito aplicado por longos períodos de tempo, sem tirar proveito desse empenho, pode, a certa altura, gerar desmotivação.

Por isso, pondere aliviar essa pressão sem descurar a sua estabilidade financeira.

Leia ainda: Remuneração fora do vencimento base: pontos positivos e negativos

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.