Carreira e Negócios

Como analisar o relatório e contas de uma empresa?

O relatório e contas é um documento fundamental para conhecer a situação financeira da empresa. Saiba como deve analisá-lo.

Carreira e Negócios

Como analisar o relatório e contas de uma empresa?

O relatório e contas é um documento fundamental para conhecer a situação financeira da empresa. Saiba como deve analisá-lo.

O relatório e contas de uma empresa é um documento no qual pode analisar a performance e a situação financeira de uma empresa num dado período. O mesmo é feito com base na contabilidade da empresa.

Assim, trata-se de um documento bastante útil para a gestão da empresa, mas também para entidades externas, como os bancos. Estes usam o relatório e contas para decidirem, por exemplo, sobre a concessão de crédito a uma empresa.

No relatório e contas encontra um conjunto de informação sobre a atividade da empresa, bem como as suas demonstrações financeiras, as quais apresentamos de seguida.

Relatório de gestão

O relatório de gestão apresenta as várias áreas de negócio de uma empresa, bem como o seu desempenho num dado período. Por norma, tem também uma análise ao setor em que se insere a empresa, bem como as perspetivas futuras para a atividade da empresa.

Leia ainda: Quanto vale a sua empresa? O simulador de avaliação ajuda

Demonstrações financeiras

As demonstrações financeiras são a informação mais importante do relatório e contas, pois permitem verificar o desempenho da empresa no período em análise. O relatório e contas contém as seguintes demonstrações financeiras:

  • Balanço;
  • Demonstração dos resultados;
  • Demonstração das alterações no capital próprio;
  • Fluxos de caixa;
  • Anexo.

Cada uma destas demonstrações tem como objetivo avaliar a empresa do ponto de vista financeiro. Assim, conheça de seguida a informação que contém cada uma.

Balanço

Esta demonstração tem como objetivo mostrar a situação patrimonial da empresa a uma determinada data. Logo, no balanço pode verificar qual o total de ativo que a empresa tem.

No ativo de uma empresa, incluem-se, por exemplo, as contas a prazo e à ordem, valores a receber de clientes, entre outros.

Para além disso, pode verificar também o total de passivo que a empresa tem. O passivo são as responsabilidades que a empresa tem num dado momento. Assim, são exemplos de passivos, os empréstimos bancários, valores a pagar a fornecedores, entre outros.

O ativo e o passivo são divididos em duas categorias diferentes, em função do seu nível de liquidez, a saber:

  • Ativo corrente: os ativos mais líquidos que, normalmente, são vendidos no prazo de até 1 ano. Exemplos deste tipo de ativos são os depósitos à ordem e os valores a receber de clientes;
  • Ativo não corrente: os ativos menos líquidos da empresa e cuja venda é mais complicada, podendo ocorrer num prazo superior a 1 ano. Assim, são exemplo deste tipo de ativos, as instalações da empresa.
  • Passivo corrente: as responsabilidades da empresa que devem ser liquidadas no prazo máximo de 1 ano. Assim, são exemplos destes passivos, os valores a pagar a fornecedores ou ainda as prestações de créditos a pagar até 1 ano.
  • Passivo não corrente: inclui as responsabilidades da empresa a serem liquidadas num prazo superior a 1 ano. São exemplos, as prestações de créditos a pagar num prazo superior a 1 ano.

Por fim, ainda ao nível do balanço, veja também o total de capital próprio, que corresponde à diferença entre o valor total do ativo e do passivo.

documentos do relatório e contas, entre eles o balanço, a serem analisados, vendo-se apenas a mão de alguem que segue os gráficos com uma caneta

Como analisar o balanço?

Na análise a um balanço existem alguns valores que deve ter em consideração.

Assim, um primeiro indicador que deve calcular é o grau de autonomia financeira, o qual corresponde ao peso do capital próprio face ao ativo da empresa. De forma mais simples, mostra a percentagem do ativo da empresa que foi financiada por capitais próprios. Note que uma empresa com um grau de autonomia financeira de 30% ou superior tem um valor adequado.

Um outro indicador de balanço é o grau de liquidez corrente, ou seja, a divisão entre o valor do ativo corrente e o valor do passivo corrente. Este indicador deve ser superior a 1, o que significa que a empresa está em condições de cumprir com as suas responsabilidades de curto prazo.

Leia ainda: IES – Informação Empresarial Simplificada: O que é esta declaração?

Demonstração dos resultados

Mostra todos os rendimentos e custos que a empresa teve num dado período. A mesma inclui informação sobre o resultado líquido da empresa, que corresponde à diferença entre os proveitos e os custos. Assim, o ideal é que este resultado seja positivo.

Para além disso, a demonstração dos resultados apresenta um comparativo face ao período anterior. Ou seja, se a demonstração de resultados se referir ao ano de 2021, os números relativos a 2020 também são apresentados.

Deste modo, pode comparar os dados de ambos os períodos e verificar se, por exemplo, as vendas e o resultado líquido aumentaram face ao ano anterior.

Para além do referido acima, existem ainda outros indicadores a considerar, como por exemplo:

  • Resultado operacional: inclui todos os rendimentos e custos da empresa, com exceção dos ganhos e custos financeiros e dos impostos. Os juros de empréstimos bancários são um exemplo de custos financeiros
  • Resultado antes de imposto: inclui todos os rendimentos e custos da empresa, com exceção dos impostos.

Fluxos de caixa

A demonstração dos fluxos de caixa resume todos os movimentos de entrada e saída de dinheiro num determinado período. Ao analisar os fluxos de caixa deve conferir:

  • Fluxo de caixa das atividades operacionais: montantes resultantes das atividades principais da empresa. Inclui, por exemplo, os recebimentos de clientes, o pagamento de salários, pagamentos a fornecedores, entre outros;
  • Fluxo de caixa das atividades de investimento: montantes resultantes dos investimentos que a empresa fez no período, como por exemplo, a compra ou venda de máquinas;
  • Fluxo de caixa das atividades de financiamento: mostra a variação da dívida da empresa. Inclui as amortizações de dívida e o recebimento de novos empréstimos;

Anexo

No anexo pode verificar, mais em detalhe, os valores que se encontram registados no balanço e na demonstração dos resultados, bem como se encontram detalhadas as políticas contabilísticas da empresa.

Qual o papel da auditoria financeira?

Tendo em conta que a elaboração do relatório e contas é da responsabilidade da própria empresa é, assim, importante que uma entidade externa valide a informação que consta no relatório e contas.

Em Portugal, a auditoria financeira não é obrigatória para todas as empresas. De acordo com o artigo 262.º do Código das Sociedades Comerciais devem ter um Revisor Oficial de Contas (ROC), as empresas que durante dois anos consecutivos tenham ultrapassado dois dos seguintes três limites:

  • Total do ativo de 1.500.000€;
  • Total de vendas de 3.000.000€;
  • Número médio de 50 trabalhadores.

O ROC é responsável por emitir opinião sobre as contas da empresa, através da emissão da Certificação Legal de Contas (CLC).

Resultados possíveis numa auditoria

O ROC pode emitir diferentes tipos de opinião sobre as contas, nomeadamente:

  • Opinião "limpa": quando considere que as contas da empresa refletem a sua real situação. Neste caso, o auditor pode, ainda assim, emitir uma ênfase, para chamar a atenção para um ponto que considere relevante. No entanto, tal não altera a sua opinião;
  • Opinião com reserva(s): quando o auditor não concorda com um valor significativo nas contas ou quando não tenha obtido informação para validar algo que considere significativo;
  • Escusa de opinião: quando o auditor não obtém informação para formar a sua opinião;
  • Opinião adversa: quando o auditor considera que as contas da empresa não refletem, de todo, a real situação da empresa.

Leia ainda: Impostos para empresas? Saiba o que paga para desenvolver negócio

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.